Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Sandro Régis apresenta o “Lorotil” da Bahiafarma


                      por José Marques - do Bahia Notícias
Deputado Sandro Régis apresenta o "Lorotil"
     Ao usar seu tempo no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia, na tarde desta terça-feira (17), o deputado Sandro Régis (PR) exibiu uma caixa (e distribuiu aos presentes) do que chamou de “o primeiro medicamento produzido pela Bahiafarma”: o Lorotil. A intenção do republicano com o falso remédio era criticar a promessa do governador Jaques Wagner, feita em 2007, de inserir a Bahia como um estado produtor de insumos farmacêuticos já a partir daquele ano. Régis relembrou que, até hoje, a Bahiafarma não vingou, apesar de esporádicas divulgações do governador sobre o tema. Em abril de 2011, o gestor se reuniu com o ministro da Saúde para anunciar parcerias estratégicas com diversos laboratórios para o início da produção dos remédios.
Forma do "Lorotil": Embromato de Todosnós
     A fórmula do Lorotil é “Embromato de Todosnós”. Dentro da caixa distribuída pelo parlamentar, a “bula” do medicamento diz que ele age “no tratamento dos desvios de comportamento que induzem a uma irresistível vocação para a mentira”. Entre seus riscos “foram relatados alguns casos de depressão, sobre tudo para políticos que, em função do medicamento, não puderam realizar as promessas  ou compromissos impossíveis”. Por fim, embora seja recomendado a usar um ou dois comprimidos por dia, em “fortes períodos de tensão, principalmente em campanhas eleitorais e no início de mandatos”, deve-se tomar três Lorotils em um dia. Em resposta ao deputado oposicionista, o comunista Álvaro Gomes, que é farmacêutico por formação, afirmou que “o medicamento está todo irregular”. “A caixa está toda fora de padronização e, em alguns casos, a embalagem do medicamento está violada”, ironizou.