Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Nordeste sofre novo apagão

Um apagão de quase duas horas atingiu diversas localidades da Bahia na tarde desta quarta-feira (28) foi ocasionado por um problema no sistema interligado nacional e se estendeu por vários estados da Região Nordeste. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Coelba, o apagão é de responsabilidade do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A regularização do serviço só começou por volta das 16h45min. A concessionária de energia Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) apura as causas e a dimensão do apagão que teve início por volta das 15h e atingiu vários estados do Nordeste do país. A própria Chesf informou que a sede da empresa estava sem energia e o site da companhia também fora do ar. A Chesf é responsável pelo abastecimento de energia de 8 dos 9 Estados do Nordeste. Relatos de moradores indicam que várias cidades ficaram sem energia. De acordo com informações preliminares, o apagão atingiu o Piauí, Paraíba, Alagoas, Ceará, Sergipe, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte. O trânsito no centro das principais cidades ficou complicado, com os sinais de trânsito apagados. Hospitais nas capitais que não contam com geradores cancelaram cirurgias de emergências até a retomada do abastecimento. O Ministério de Minas e Energia (MME) informou que acompanha a ocorrência. O ministro Edison Lobão, que está no Rio de Janeiro, determinou que a prioridade neste momento é o restabelecimento do sistema. Entre setembro e dezembro do ano passado, uma série de apagões do setor elétrico atingiu Estados brasileiros. O primeiro, em 22 de setembro de 2012, cortou o fornecimento de energia de toda a região Nordeste, Pará e Tocantins. O último, em 15 de dezembro de 2012, atingiu 12 Estados do Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste. 
Informações complementares do Bahia Notícias.