Exclusivo!

Poucas & boas 2017.1

Brasil sem honoris causa! O título de Lula foi além do que devia (foto: Marlene Bergamo/Folhapress) Sem conseguir derrubar na Justiça...

Novidade

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Heliópolis tem 13.812 habitantes e FPM 1,0

Vista parcial de Heliópolis
A nova estimativa populacional de Estados e Municípios brasileiros foi divulgada. De acordo com a Resolução 10/2013, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui 201.032.714 habitantes. O número de pessoas que vivem em cada um dos Municípios brasileiros também foi apresentado na quinta-feira, 29 de agosto. De acordo com a Resolução, a data de referência desta estimativa é 1.º de julho deste ano. Na nossa região, a população dos municípios é a seguinte: Banzaê - 12.534 habitantes; Cícero Dantas - 34.424 habitantes; Caldas de Cipó - 16.860 habitantes; Euclides da Cunha - 60.358 habitantes; Nova Soure - 25.725 habitantes; Heliópolis - 13.812 habitantes; Paripiranga - 29.654 habitantes; Tucano - 55.923 habitantes; Quijingue - 28.996 habitantes; Ribeira do Amparo - 15.186 habitantes; Ribeira do Pombal - 50.805 habitantes; Adustina - 16.929 habitantes; Antas - 18.744 habitantes; Coronel João Sá - 17.422 habitantes; Itapicuru - 35.255 habitantes; Jeremoabo - 40.587 habitantes; Santa Brígida - 15.381 habitantes; Paulo Afonso - 117.377 habitantes; Glória - 16.003 habitantes. Estabelecida a população, esses números são utilizados para o repasse do FPM – Fundo de Participação dos Municípios - e determinam o coeficiente na arrecadação federal de impostos da seguinte maneira: de 1 a 10.188 habitantes - Índice 0,6;  10.189 a 13.584 habitantes - Índice 0,8;  13.585 a 16.980 habitantes - Índice 1,0;  16.981 a 23.772 habitantes - Índice 1,2; 23.773 a 30.564 habitantes - Índice 1,4; 30565 a 37.356 habitantes - Índice 1,6;  37.357 a 44.148 habitantes - Índice 1,8;  44.149 a 50.940 habitantes - Índice 2,0; 50.941 a 61.128 habitantes - Índice 2,2. O município de Ribeira do Pombal não passou do índice 2.00 para 2.20 do FPM por falta de mais 136 habitantes na sua população. Adustina precisava de apenas mais 52 habitantes para passar a 1,2 e Heliópolis, se tivesse 227 habitantes a menos, cairia para o coeficiente 0,8, o que significaria uma queda considerável em sua arrecadação. 
Informações do Blog do Joilson Costa, Rádio Pombal FM.