Exclusivo!

Divulgada a lista do Prêmio Impacto de Consagração Pública

Foto superior: Os consagrados presentes na entrega dos troféus na Câmara Municipal de Heliópolis (L&L) Foto inferior, lado esquerdo: p...

Novidade

terça-feira, 19 de junho de 2018

Divulgada a lista do Prêmio Impacto de Consagração Pública

Foto superior: Os consagrados presentes na entrega dos troféus na Câmara Municipal de Heliópolis (L&L)
Foto inferior, lado esquerdo: professor Landisvalth recebe o troféu de Jorge Souza (L&L)
Foto inferior, lado direito: Jorge Souza entrega o Certificado ao professor Landisvalth Lima (Ana Dalva)

O jornalista Jorge Sousa está concluindo esta semana a entrega dos certificados aos vencedores do Prêmio Impacto de Consagração Pública de 2018. Os troféus foram entregues na última quarta-feira (13) na Câmara Municipal de Heliópolis. Boa parte dos homenageados marcou presença. Os escolhidos foram conhecidos por meio de pesquisa pública e em votação pela Internet. O portal do Jornal Impacto liberou a lista dos vencedores. O Landisvalth Blog foi escolhido como o melhor blog da cidade. O professor Landisvalth agradece ao público pela escolha e comunicou que virá em breve novidade na área de comunicação na nossa região. A lista oficial dos escolhidos segue:

PRÊMIO IMPACTO DE CONSAGRAÇÃO PÚBLICA 2018. LISTA DOS INDICADOS.

Melhor Ótica. Rota Brasil. 42.1%
Melhor Empresa de Serviços Agrícolas. Edison Agro Projetos 52%
Melhor Gráfica. Distak. 67%
Melhor Loja de Calçados. Passarela Calçados. 43%
Melhor Espaço para Eventos. Fazenda União. 34%
Melhor Moto Taxista: Rodrigo e Jumário. Ambos 33%
Melhor Bar. Novo Point da cidade de Pedro Veloso. 41%
Melhor Supermercado. G ALHO 32%
Melhor Eletrônica de Auto. Eike Som de Aclecio. 56%
Melhor Eletrônica. Eletrônica do Joel. 52%
Melhor Salão de Beleza. Salão da Érica 65%
Melhor Loja de Modas. Passarela Confecções. 30%
Melhor Academia. Kall Fitnnes. 51.5%
Melhor Lanchonete. Kidelicia.  63%
Melhor Abatedouro. Luiz Abreu. 78%
Melhor distribuidor de Água. Derson Água. 67%
Melhor Clinica. Ultra Clinica. 35.4%
Melhor Serralheria. Serralheria Araujo. 52% Melhor Loja de Moveis
Thais Móveis e Eletros 86%
Melhor Lava Jato. Neilã 76%
Melhor Vereador. Giomar Evangelista. 81% 
Melhor loja de Peças para carro e motos. Alberto Autor Peças. 43%
Melhor Laboratório de Analise Clinica. Diaclin. 58%
Melhor Consultório Odontológico. Top Clin do Dr. Marcelo Saldanha 87.2%
Melhor Locutor. Ricardo Ribeiro 89%
Melhor Casa de Produtos Agrícolas: Agro Veterinário. 66%
Melhor Escola de Alfabetização: Escola Passo a Passo. 51.2%
Melhor Loja de Tecidos e Confecções: Magrão. 86%
Melhor Restaurante:Recanto da Vovó. 50% eTempero Nordestino. 50%
Melhor Casa de Frutas e Verduras. Jorge Frutas. 43%
Melhor Oficina de Motos: Dido Motos. 25%
Melhor Distribuidor de Bebidas: JB Bebidas. 60%
Melhor Farmácia: Boa Saúde. 45.7%
Melhor Studio Fotográfico. Kauane Fotos. 58%
Melhor Casa de Mat de Construções. Irmãos Veloso 56%
Melhor frigorifico. Q. Boi do Amigo Beto.

PRÊMIO IMPACTO DE CONSAGRAÇÃO PÚBLICA 2018.
DOS INDICADOS SITE DO JORNAL IMPACTO.

MELHOR LOJA DE CALÇADOS. R&M CALCADOS. 37%
MELHOR ÓTICA. ÓTICA PORTELA. 32%
MELHOR BAR DA CIDADE. BAR DO FOFÃO. 33%%
MELHOR ABATEDOURO. PIMENTINHA. 36%
MELHOR LOJA DE MAVEIS. DILMAR MOVEIS. 32%
MELHOR ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE MANUTENÇÃO PARA COMPUTADORES E IMPRESSORAS.
MAX IMPRESSORA. 67%
MELHOR LANCHONETE DA CIDADE. IMPÉRIO DO SABOR. 37%
MELHOR SUPERMERCADO. SÃO SEBASTIÃO. 60%
MELHOR CASA DE MAT. PARA CONSTRUÇÕES. MIGUEL TAVARES. 58%
MELHOR STÚDIO FOTOGRÁFICO. L&L STUDIO. 73%
MELHOR BLOG DA CIDADE. LANDISVALTH.BLOG. 79%
MELHOR EMPRESA DE VIAGENS E TURIMOS. PATRICIO. 80%
MELHOR CLINICA DA CIDADE. CONSULT 35%
MELHOR ACADEMIA DA CIDADE. KAL FITNNES.  63%
MELHOR RESTAURANTE DA CIDADE. RECANTO DA VOVÓ. 56%
MELHOR CHURRASCO DA CIDADE. CHURRASCO DO XUXU 62%
MELHOR PROVEDOR DE INTERNET. REAL NET 70%
MELHOR SALÃO DE BELEZA. MAGDALA ESPAÇO BELEZA. 79%
LOJA DE MODAS PARA TODOS OS ESTILO E GOSTO. ÉRICA MODAS. 43%     
MELHOR LOJA DE MÓVEIS. DILMAR MÓVEIS                           

PRÊMIO IMPACTO DE CONSAGRAÇÃO PÚBLICA 2018.
DOS INDICADOS DIRETO.

INDICAÇAÕ DIRETA DO JORNAL IMPACTO:

GARDÊNIA ALVES ASSESSORIA.
EQUIPE DE SEGURANÇA PARA EVENTOS. TROPA DE ELITE.
CONSULTORIA EDUCACIONAL. PROJETAR.
MELHOR PREFEITO: ILDEFONSO ANDRADE FONSECA.
CARTEIRO DESTAQUE: GUTEMBERGUE (BERGUINHO).
DESTAQUE ESPECIAL: SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICO: SINDHELI

PRÊMIO IMPACTO DE CONSAGRAÇÃO PÚBLICA 2018.
DESTAQUES POR INOVAÇÃO E AÇÃO NA ÁREA

DESTAQUE NA ÁREA JURIDICA
Dr. GABRIEL FONTE.

DESTAQUE. POR INOVAÇÃO.
FARMÁCIA MAIS SAÚDE COM FARMACÊUTICA PERMANENTE.
GELCINHO ÁGUA DE ITAPORANGA.

DESTAQUE EM AÇÕES EM PROL DA SAÚDE DA SOCIEDADE.
FARMÁCIA BOA SAÚDE PROGRAMA DIA DE AÇÃO.

DESTAQUE COM TRANSPORTE ALTERNATIVO.
BERINHO VIAGENS E TURISMO

DESTAQUE CARNE DE BODE DA CIDADE
BAR DO FABINHO

DESTAQUE LOCUTOR.
CLAUDIO LINHARES

LOCUTOR REVELAÇÃO DAS CAVALGADAS.
JABSON COSTA.

RADIALISTA DESTAQUE.
ROMÁRIO DA HELIÓPOLIS FM  104.9.

terça-feira, 12 de junho de 2018

Poucas & Boas 2018.7


Mais uma enganação
Professores em mais uma paralisação inútil (foto: Sintese)
O portal do Sintese divulga que até a próxima segunda, 18, a comissão de negociação da rede estadual do sindicato será recebida pelo governador Belivaldo Chagas. Esse foi o primeiro resultado após ato realizado na manhã desta terça, 12, em frente ao Palácio de Despachos. Em pouco mais de um mês, é a segunda vez que professores e professoras paralisam as atividades e buscam uma proposta do governo para recuperação da carreira. Será mais uma enganação. Quando o SINTESE era um sindicato que realmente representava os professores, perdeu a oportunidade de dar um verdadeiro tapa no governo. Preferiu, para justificar impedir o avanço da direita, apoiar este governo que está aí, desde Marcelo Deda. Estamos, também por isso, no fundo do poço.
Mais uma paralisação
Para tentar reverter um quadro amplamente desfavorável aos ´professores, o Sintese comandou hoje mais uma das suas inúteis paralisações em Sergipe. No Colégio Estadual Professor João de Oliveira, em Poço Verde, pouquíssimos professores foram trabalhar. Os alunos também colaboraram e ficaram em casa. Isto está longe de ser uma força do sindicato. Muitos professores cruzaram os braços, mas ficaram em casa. Diferentemente dos caminhoneiros, ninguém sequer comentou a paralisação. Não está funcionando mais e o Sintese ainda não percebeu.
Insatisfação da década
Disse o Sintese no seu portal que “não pense o governador Belivaldo que o magistério está satisfeito com a situação. Os professores e professoras da rede estadual não aguentam mais. É preciso que o governo apresente uma proposta para retomada da carreira”, aponta a presidenta do SINTESE, professora Ivonete Cruz. Faltou dizer que a educação pública de Sergipe está no fundo do poço. Quem ainda trabalha plenamente é por amor à causa. Não há mais salário digno. Hoje, um professor sergipano ganha metade do que deveria receber. Do finado Marcelo Deda para cá, só há acúmulo de perdas salarias. Curioso é que os professores, em sua esmagadora maioria, sempre votaram com o governo. Não é uma categoria, são quase vassalos, apesar de mais de uma década de insatisfação.
São Pedro de Heliópolis
A um mês do São Pedro de Heliópolis, ainda não foi divulgada a programação oficial. Este ano é esperada uma participação maior da Bahiatursa. Assim, será possível mais uma vez a presença do forró de Aldemário Coelho. A melhor banda do ano passado, Mastruz com Leite, não está ainda confirmada. O público fiel espera que a tradição não seja quebrada e que o forró seja predominante. Confirmada está somente a data: 13, 14 e 15 de julho. O local será na Praça de Eventos, em frente ao antigo mercado de carne.
Placa da discórdia
Um dos maiores artistas de Heliópolis passou por um aperto no Facebook esta semana. Neném, o José Ilson de Jesus, publicou na rede as placas de propaganda que havia pintado, propagando o seu serviço. Um vereador, que nem vale a pena aqui citar, fez um estardalhaço porque Neném não filmou uma placa que ele havia contratado. Disse cobras e lagartos, inclusive afirmando que o José Ilson estava colocando política pelo meio. A boquirrotice do vereador já passou da conta. É hora de uma consulta a um psicólogo ou psiquiatra.
Candidato da rejeição
A eleição deste ano será de aprendizado para muita gente. Com o espaço aberto nas redes sociais, as pessoas se acham no direito de dizer qualquer coisa e revelar sua verdadeira personalidade. Muitos não percebem a dimensão do que dizem. Exemplo é o eleitor de um candidato que insiste em chamar todos de burros, idiotas, pobres de direita, otários, para não dizer inúmeros impropérios impublicáveis. Tais comportamentos acabam gerando uma reação contrária, criando ampla rejeição contra o candidato. Por isso que há uma quantidade enorme de eleitores que ainda estão indecisos, ou afirmam que vão anular o voto ou votar em branco. Quando um candidato estiver estacionado, mesmo com ampla divulgação do seu nome nas redes sociais, é bom verificar que tipo de eleitor vota nele. Talvez esteja aí a explicação do crescimento de uns e da estagnação de outros.
Boa notícia!
Para quem viaja muito para Aracaju, o governador Belivaldo Chagas nos presenteou com um serviço extraordinário. Vários quebra-molas da rodovia que liga Poço Verde a Simão Dias foram pintados!
Os 46 centavos
O governo Michel Temer é uma desgraça. Nem mesmo quando oficializa algo ele acontece. Os 46 centavos prometidos na redução do preço do Diesel não são uma realidade. Poucos são os postos que aplicam o desconto. Em muitos a redução já é uma realidade, mas sempre oscilando na faixa dos 38 a 41 centavos. Poucos governadores querem dar contribuições com a redução do ICMS.

domingo, 10 de junho de 2018

Bandido solto, sim, voto impresso, não!

Marina vence Bolsonaro, Alckmin e Ciro no Datafolha

Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, venceria eleição em pesquisa Datafolha
Pesquisa Datafolha sobre as intenções de voto na corrida presidencial de outubro, divulgada na madrugada deste domingo, 10, revela que, nas simulações para um eventual segundo turno sem a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), considerando a margem de erro da pesquisa de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, aparece em situação de empate técnico, com 36% dos votos, contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) (34%). Lula está preso em Curitiba desde abril. Mesma situação de empate aparece contra o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), quadro em que o pedetista tem 32% e o tucano, 31%. Ciro venceria, com 38%, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), que teria 19%. A única simulação em que Ciro ficaria atrás no segundo turno é contra Marina Silva (Rede), que teria 41%, ante 29% do ex-ministro. Marina aparece na frente também com 42% ante Bolsonaro (32%) e contra Alckmin (27%).
Nas simulações de primeiro turno, sem Lula na corrida presidencial, Bolsonaro (PSL) está à frente dos concorrentes, com 19%, seguido de Marina, que oscila entre 14% e 15%. Ciro oscila entre 10% e 11%, Alckmin tem 7% e Álvaro Dias (Podemos), 4%. Já Bolsonaro, no segundo turno, aparece empatado com Alckmin, ambos com 33%. Contra Haddad (27%) venceria o pleito, com 36%. Alckmin (36%) venceria a eleição somente se o adversário no segundo turno fosse Haddad (20%).Nas simulações com Lula, o petista venceria a eleição em qualquer cenário. Segundo a pesquisa, o ex-presidente seria eleito com 49% tanto na disputa contra Bolsonaro, que teria 32%, quanto contra o ex-governador Alckmin, com 27%. Se a oponente fosse Marina, Lula teria 46% ante 31% da ex-ministra. Votos em branco, nulos ou 'nenhum' representam, respectivamente nos cenários acima, 22%, 21% e 17%. A mais recente pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 6 (quarta-feira) e 7 (quinta-feira) deste mês, teve como base 2.824 entrevistas em 174 municípios em todos os Estados do País, mais Distrito Federal. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob número BR-05110/2018. (Bahia Notícias)

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Prefeitos denunciados por corrupção


Enquanto alguns poucos procuradores e juízes se dedicam a revelar os meandros da corrupção no Brasil, pessoas se digladiam nas redes sociais defendendo o seu corrupto favorito ou difundindo ideias de algum populista de plantão. Ao lado dessa guerra verbal, reveladora de um país doente, os vilões tentam continuar no comando, enquanto uns poucos tiram leite de pedras para transformar uma realidade que parece querer se eternizar. Por aqui, distante de tudo, no Brasil que aparece vez ou outra na série “Brasil que eu quero”, da Rede Globo, parece que nada vai mudar tão cedo. A política ainda é um grande negócio, mais parecida com o enredo de uma mega série “Onde os corruptos nascem fortes”.
Foi isso que, entre tantos outros casos, revelou o Ministério Público este ano. Calma! Não foi o de Cícero Dantas. Trata-se do Ministério Público Federal (MPF) de Bom Jesus da Lapa, no oeste da Bahia, que ajuizou 17 ações contra atos de improbidade administrativa. O órgão aponta que, somados, os recursos tratados nas ações, contabilizam mais de R$ 7,5 milhões em prejuízo, nas áreas de Educação e Saúde, por desvios de verbas e danos aos cofres públicos em nove municípios baianos. Entre os acionados, estão os atuais prefeitos de Correntina, Macaúbas, Morpará e Paratinga. A lavra é de autoria do procurador da República Adnilson Gonçalves da Silva.
A pedido do MPF, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens no valor de R$ 30.409,84 da coordenadora do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) no município de Lapa, Flávia Carvalho Garcia, por desvio de recursos federais do programa. A ré é acusada de se apropriar de todos os itens adquiridos com a emissão dos cheques, em detrimento dos alunos e das escolas em Bom Jesus da Lapa, com o uso indevido de pelo menos 21 cheques, no ano de 2013, colocando assinaturas falsificadas ou preenchendo de maneira abusiva os cheques que lhe foram confiados em branco e já assinados por presidentes ou tesoureiros dos colegiados escolares do município.
Em outro caso, o MPF requereu a indisponibilidade de bens e a Justiça Federal determinou integralmente o bloqueio de até R$ 308.869,94 da Farmácia Graça e do seu representante, Vinícius Dias da Rocha. Os réus foram denunciados por desvio de recursos federais do Programa Farmácia Popular do Brasil (PFPB), atuando na simulação da venda de medicamentos, no ano de 2012. De acordo com as investigações, foram constatadas dispensas de medicamentos que não foram adquiridos pelo estabelecimento ou em quantidades superiores às aquisições, como também foram realizadas dispensas de medicamentos em nome de pessoas já falecidas, gerando enriquecimento ilícito dos acionados.
No município de Boquira, o MPF acionou o ex-prefeito do município Edmilson Rocha de Oliveira e mais 10 por danos ao erário e desvios de recursos do Fundeb - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, durante a gestão de 2009 a 2012. As investigações apontaram que Oliveira participou de fraudes na licitação do Pregão Presencial nº 001/2009 e Pregão Presencial nº 006/2011 para a contratação da cooperativa de fachada Transcops. A empresa seria encarregada de prestar serviço de transporte escolar no município. Além do direcionamento da licitação, houve o superfaturamento de preços no pagamento por quilometragem – superior ao que realmente era percorrido pelos veículos escolares –, como também lucros injustificados, revertidos para os dirigentes da entidade e para agentes públicos.
Na cidade de Morpará, o MPF acionou o atual prefeito Sirley Novaes Barreto (Lelei) e a ex-prefeita do município Edinalva Pereira de Almeida pela não prestação de contas de gastos com a construção de uma creche. Segundo o órgão, a prefeitura recebeu R$ 948.168,75 em verbas federais, no entanto, executou apenas 54,13% das obras até a data de expiração do convênio, e não prestou contas ao FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. O prazo final para o registro dos dados da prestação de contas foi encerrado em janeiro de 2017.
Em Paratinga, o MPF acionou o atual prefeito Marcel José Carneiro de Carvalho por contratação irregular de funcionários e desvio de finalidade com recursos do Fundeb, na sua gestão de 2009 a 2012. Segundo as investigações, os funcionários foram contratados pela prefeitura para prestar serviços de limpeza dos órgãos municipais. No entanto, o prefeito utilizava verbas da educação para pagá-los, simulando a contratação de professores para justificar os pagamentos. Durante o ano de 2011, foram pagos aos funcionários o total de R$117.154,40, dos quais pelo menos R$ 16.340,40 eram recursos do Fundeb. Também a pedido do MPF, a Justiça Federal determinou integralmente o bloqueio de bens de até R$ 983.940,00 de Carvalho e mais três pessoas por danos ao erário e desvios de recursos federais da Funasa - Fundação Nacional de Saúde, na gestão de 2009 a 2012. A ação refere-se ao Convênio nº 0796/2009, firmado entre a prefeitura e a Construtora Marfim Ltda, que tinha por objeto a execução de 28 melhorias habitacionais para o controle da doença de chagas. No entanto, embora o Município de Paratinga tenha recebido todo o valor conveniado - R$ 400.000,00 - e pagado R$ 415.518,35 à contratada, foram concluídas apenas 14 unidades habitacionais. Além disso, o prefeito atestou, falsamente, a execução integral da obra perante a Funasa, por meio da declaração de “Alcance dos Objetivos” e do “Termo de Aceitação Definitiva da Obra”.
Em Correntina, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens de até R$ 64.323,04 do atual prefeito Nilson José Rodrigues (Maguila) e mais quatro por danos ao erário e desvios de recursos federais referentes ao Plano Nacional de Implantação de Unidades Básicas de Saúde para Equipes de Saúde da Família, na gestão de 2009 a 2012. De acordo com o MPF, houve fraude em licitação para a construção de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) no município (Tomada de Preços nº 005/2010), com superfaturamento de preços e vícios na construção. A licitação foi simulada e direcionada para a contratação de uma empresa que não possuía nenhum empregado registrado em seus quadros até 2016 – cinco anos após a ordem de serviço que autorizou o início da execução das obras.
O MPF acionou também o atual prefeito de Macaúbas, Amélio Costa Júnior (Amelinho), e mais cinco, por danos ao erário, desvios de verbas federais da Educação e por fraude a licitação, durante a gestão de 2009 a 2012. Segundo o MPF, os réus direcionaram a licitação Tomada de Preços nº 032/2009 para a construção de uma creche, com recursos repassados integralmente pelo FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, totalizando R$ 940.500,00. No entanto, o Município contratou, irregularmente, a empresa Adepres - Agência de Desenvolvimento e Prestação de Serviços Ltda, simulando e direcionando o procedimento licitatório. A pedido do MPF, em outras três ações de improbidade, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens de Costa Júnior e mais cinco no valor de até R$ 6.157.366,66 por fraude a licitação, danos ao erário e desvios de recursos federais do Fundeb na gestão de 2009 a 2012. Segundo o MPF, os réus fraudaram o Pregão Presencial nº 053/2011, a Carta Convite nº 047/2010, o Pregão Presencial nº 063/2010 e o Pregão Presencial nº 076/2010, todos destinados à aquisição de materiais de papelaria e impressão. De acordo com as investigações, houve superfaturamento nos preços e os pagamentos foram realizados sem a devida verificação da prestação dos serviços ou entrega dos produtos.
O MPF acionou ainda o ex-prefeito de Serra Dourada Enilson Fagundes Melo, e mais dez, por danos ao erário e desvios de recursos públicos do FNDE. O Município selecionou e contratou a empresa Oliveira Machado Comércio de Peças e Serviços Ltda – Epp, por meio da licitação Tomada de Preços nº 017/2011 para a construção de uma creche. No entanto, de acordo com as investigações, houve fraude a licitação, além de pagamentos indevidos, com base em boletins de medição da obra ideologicamente falsos, que não refletiam os serviços realmente executados. O Município repassou à contratada mais de 80% dos recursos - R$ 1.068.912,47 -, entretanto foram executados apenas 54,96% das obras, permanecendo paralisadas e inacabadas desde 2012.
Também foi acionado pelo MPF o ex-prefeito de Serra do Ramalho Carlos Caraíbas de Souza, e mais onze pessoas, por fraude a licitação, danos ao erário e desvios de recursos do Fundeb. A ação refere-se à fraude nos procedimentos licitatórios Carta Convite nº 005/2008 e Carta Convite 006/2008, no ano de 2008, destinados à contratação de mão de obra para reforma de escolas e construção de quadra poliesportiva no município, respectivamente. Segundo o MPF, os três licitantes preencheram de maneira idêntica o formulário padrão disponibilizado e a empresa contratada não possuiu nenhum empregado registrado em seus quadros até o ano de 2015. O órgão requer o bloqueio de bens dos réus em até R$ 346.839,21. As ações referem-se a fraudes a licitações do Pregão Presencial nº 007/2008 e do Pregão Presencial nº 028/2010, destinados à aquisição de materiais elétricos, hidráulicos, de construção e ferragens com recursos da educação. Segundo o MPF, a empresa Pôr do Sol Materiais de Construção foi contratada através de licitação direcionada, sem a competitividade prevista em lei. Ainda segundo as investigações, a empresa contratada é do ramo de comércio varejista de artigos de papelaria e não presta os serviços solicitados na licitação. Em vista disso, os réus não comprovaram a entrega dos produtos.
Por fim, a pedido também do MPF, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Sítio do Mato Danilson dos Santos Silva, e mais cinco pessoas, em até R$ 1.351.006,77 por fraude a licitação, danos ao erário e desvios de recursos federais da Funasa. Segundo as investigações, a licitação Tomada de Preços nº 013/2009 foi direcionada, sem a devida competitividade, na qual as verbas, referentes ao TC/PAC nº 0670/07, eram destinadas à execução de ação de melhoria habitacional para o controle da doença de chagas, por meio da (re)construção de 51 casas. No entanto, foi constatado que, embora o município tenha recebido todo o valor conveniado - R$ 750.000,00 -, apenas 31 unidades habitacionais foram concluídas.
Ou seja, o mecanismo parece se repetir. A forma de roubar é repetitiva. E olhem que tudo isso envolve o trabalho de um procurador federal numa dada região da Bahia. Se isso se repetir no mesmo nível nas outras regiões, não há como não dizer que estamos diante de um quadro de corrupção quase incurável. Só vislumbro o fim disso com apoio maciço da população. Entretanto, quando vejo jovens estudantes, professores, magistrados, filósofos, desembargadores, ministros, por interesses, ideologias questionáveis ou inocência inútil, argumentar defesa a favor de determinados corruptos ilustres, minha esperança de um país democrático, justo e progressista jaz no túmulo da desilusão.
(Com a colaboração dos portais Bahia Notícias, Blog do Paulo Nunes, Macaubense Life, Correio do Oeste, Sertão Hoje e Zump)

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Sergipe é o estado mais violento do Brasil

Sergipe lidera como o mais violento estado brasileiro, em dados de 2016 (foto: G1)

O Brasil atingiu a taxa de 30 assassinatos para cada 100 mil habitantes, em 2016, um feito inédito na nossa história. Segundo o Atlas da Violência 2018, com base em dados do Ministério da Saúde de 2016, chegamos aos 62.517 homicídios. A taxa chegou a exatos 30,3, que corresponde a 30 vezes a da Europa. Antes de 2016, a maior taxa havia sido registrada em 2014, com 29,8 por 100 mil habitantes. Desta vez, dois estados do Nordeste se destacam: Sergipe, com a maior taxa de violência, que chega a 64,7, e o Rio Grande do Norte, com o maior crescimento percentual (alta de 256,9%, de 2006 para 2016).   
Se a taxa que mais cresceu foi no Rio Grande do Norte, a que a mais caiu foi a do estado de São Paulo (queda de 46,10%). A variação é grande entre os estados. Apenas sete unidades da federação conseguiram reduzir o índice: São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná e Distrito Federal. Outros quatro estados tiveram altas acima de 100%: Tocantins, Maranhão, Sergipe e Rio Grande do Norte. Depois de Sergipe, a maior taxa está com Alagoas, 54,2 e Rio Grande do Norte, 53,4. No Nordeste ainda merecem destaques Pernambuco, 47,6, Bahia 46,9, e Ceará, com 40,6 por cada 100 mil. Já São Paulo tem taxa de 10,9, Santa Catarina, 14,2, e Piauí, com 21,8.
Segundo o estudo, elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, nos últimos dez anos, 553 mil pessoas perderam a vida vítimas de violência no Brasil. Em 2016, 71,1% dos homicídios foram praticados com armas de fogo. Fazendo coro com o surto de violência dos últimos dias, em especial no Nordeste, o Ipea acaba de divulgar que os 62.517 homicídios representam 171 mortes violentas por dia. Só numa guerra isto acontece. Ou seja, é como se derrubassem por dia um Boeing 737. Os assassinatos respondem por 56% das mortes de jovens do sexo masculino entre 15 e 19 anos. De 20 a 24 anos, esse índice é de 46%. A proporção cai para menos de 5% da população masculina a partir dos 45 anos de idade. O documento diz ainda que, nos últimos 10 anos, a taxa de homicídios de negros aumentou 40,2% e a de não negros caiu 6,8%.