Este blog está censurado!

A Meritíssima Juíza de Direito da Vara Cível da Comarca de Cícero Dantas, Dra. Denise Vasconcelos Santos, desde o dia 17.10.2011, ordenou a retirada de postagens que "denigram" o prefeito de Heliópolis Walter Rosário, bem como efetuar novas inserções negativas ao nome do alcaide.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Não haverá aula nesta sexta-feira no José Dantas

A eterna luta por melhores salários dos professores
Os professores do Colégio estadual José Dantas de Souza resolveram aderir à paralisação dos professores da rede estadual nesta sexta-feira, como parte da luta pelo reajuste dos 13,01% a que tem direito a categoria. A suspensão das atividades foi decidida nesta tarde. O professor Landisvalth Lima chegou a dizer que haveria aula, mas em reunião com os professores no período da tarde aderiu ao movimento paradista.
Os professores rejeitam a proposta de parcelamento anunciada pelo Governo do Estado. Eles querem reajuste linear de 6,41% para todos os servidores e mais aumento salarial de 8,75% retroativos a janeiro, mês da data-base da categoria, totalizando os 13,01% da Lei do Piso. Ao mesmo tempo, os professores do CEJDS reforçam a informação de que amanhã, sexta-feira, 24 de abril, haverá paralisação na rede estadual. Uma outra paralisação está marcada para dia 30, quinta-feira, desta vez atendendo a apelo da CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.  
Merenda Escolar
Alunos do CEJDS estão reclamando da qualidade da Merenda Escolar, que teve sua distribuição iniciada apenas esta semana. Um estudante chegou a dizer que “esperamos tanto tempo para comermos apenas biscoito com refresco artificial!”. Os alunos aguardam a melhora ou vão começar a reclamar onde de direito. Os alunos também afirmam que o calor está insuportável, principalmente no período da tarde. A direção afirma que os ventiladores já estão na escola, mas ainda não foram instalados. 

terça-feira, 21 de abril de 2015

Eduardo Amorim, senador nota 10, afirma: "pedaladas fiscais são atos de perversidade"

Um trem-bala a 603 km/h

O Maglev japonês ultrapassa os 600 km por hora
A questão do nosso precário transporte público está longe de ser resolvido. Falta de planejamento, incompetência e corrupção nos deixam cada vez mais longe do futuro. Os japoneses, entretanto, já trabalham pensando nos próximos dez ou vinte anos. O trem japonês de levitação magnética Maglev, ainda em fase de testes, bateu nesta terça-feira (21) seu próprio recorde mundial de velocidade ao atingir 603 km/h menos de uma semana de quebrar a marca anterior.  "A velocidade de 603 km/h foi mantida por 10,8 segundos" quando o trem atravessava um túnel, destacou o porta-voz da companhia que opera o trem, Central Japan Railway, afirmando que trata-se de um recorde mundial. O teste, com pessoas a bordo, foi realizado na manhã desta terça-feira, em uma linha especial de 42,8 km em Yamanashi, no centro do Japão, onde o Maglev é desenvolvido há anos. O objetivo do teste era comprovar a estabilidade deste meio de transporte inclusive a uma velocidade muito superior à prevista para o serviço comercial. O mesmo trem havia batido o recorde mundial anterior ao alcançar 590 km/h no último dia 16 de abril. Com a atividade de hoje, a Central Japan Railway concluiu os testes para atingir as altas velocidades com o Maglev sem o registro de nenhum problema.
Levitação
O Maglev funciona por meio de um sistema de levitação magnética que usa motores lineares para gerar um campo magnético perto dos trilhos. Este campo gerado faz com que o trem seja elevado até 10 cm acima da ferrovia e também o impulsiona, eliminando o contato e fazendo com que a única forma de atrito do trem seja com o ar. A Central Japan Railway pretende colocar o Maglev em funcionamento em 2027 entre a estação de Shinagawa, ao sul de Tóquio, e a cidade de Nagóia, no centro do Japão. O trajeto de 286 quilômetros e feito pelo trem-bala atual em 88 minutos seria reduzido para 40 minutos com o novo sistema, viajando à velocidade máxima de 500 km/h. Hoje, de Heliópolis a Salvador, 340 km, fazemos em mais de 5 horas ou 300 minutos, contando com alguns “ses”: se não houver engarrafamento, se não houver acidente na estrada.... e isso de carro, mesmo tempo que gastaríamos num Maglev para chegar a São Paulo. Pelo menos podemos continuar sonhando! 
Informações do UOL.

domingo, 19 de abril de 2015

Bahia: quase 8 mil servidores sem pagamento

Governo da Bahia não vai pagar servidor que não se recadastrou
Todos nós já sabemos as armas que o Partido dos Trabalhadores tem usado ultimamente para fugir das responsabilidades à frente do maior escândalo da história deste país. Muitos costumam sair pela tangente ao estabelecer que uma coisa é o PT e outra é o governo Dilma. E talvez usem a mesma lorota para o Estado da Bahia, afirmando que o governo Rui Costa é uma coisa diferente do PT. São farinha do mesmo saco ou suco azedo do mesmo limão. Prova disso é o que está ocorrendo com o recadastramento dos servidores públicos.
Antes de mais nada, é preciso que se faça de vez em quando um recadastramento. Mesmo com a tecnologia aí bombando, seguro morreu de velho. Além disso, o que existe de funcionários incompetentes assumindo cargos comissionados não está no gibi. Agora, fazer isso e dizer que o governo do estado gasta cerca de R$ 15 milhões por mês com servidores sumidos, ou fantasmas, é tirar o sarro da cara dos baianos. O cadastramento foi encerrado dia 13 e vários problemas podem ter ocorridos com os servidores. Sem considerar isso, a assessoria de comunicação já informa que os que não se apresentaram para o recadastramento realizado pela Secretaria de Administração não estão trabalhando.
Imediatamente o governo foi rápido e bloqueou o pagamento destes servidores. De acordo com o jornal A Tarde, foram bloqueados os vencimentos de 7.723 funcionários das secretarias de Saúde, Educação e Segurança, o equivalente a 7% dos servidores. A maioria dos “sumidos” está na secretaria de Educação (69,2%). Pelo menos, o titular da Saeb, Edelvino Góes, classificou o número de servidores que não se recadastraram como “dentro da normalidade”. Boa parte dos servidores usaram a senha do contracheque registrada em seus computadores e o sistema de recadastramento não aceita se esta senha estiver gravada. Muitos não se lembram mais dos números e tem que ligar para o órgão responsável, o que leva tempo.
Quem perdeu o prazo de recadastramento poderá ainda fazê-lo até dia 30 de abril, mas só receberá pagamento até dia 5 de maio. Como boato é o que não falta em época de crise, falam que este foi um jeito cruel que o governo da Bahia encontrou para não atrasar o pagamento. Dizem que não há dinheiro para a totalidade da folha de pessoal e tal processo tiraria alguns servidores da jogada. Não acreditamos. Seria uma mentira muito cruel ou uma desculpa bem fajuta. 
O governo afirma que o objetivo é validar os locais e jornada de trabalho dos servidores e, com isso, operacionalizar o sistema de recursos humanos do estado. Além de separar informações importantes para os novos gestores da Administração Estadual. O resultado do processo servirá para identificar a existência de possíveis não conformidades, como o acúmulo indevido de cargos e a incompatibilidade de horários de trabalho. Agora, tal recadastramento mostra a inutilidade dos diretores e chefes de órgãos. Eles não estão lá para administrar? Como não conseguem saber quem está ou não trabalhando? Ou são inúteis ou o governo não confia neles. Fora tudo isso, é incompetência mesmo!

Petrolão é para os fracos, segundo Rachel Sherazade

Parlamento Sueco: que tal adotarmos o modelo?

Dilma mentiu sobre os empréstimos do BNDES!

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.