Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Câmara de Heliópolis encerra ano legislativo sem sessão


Apesar de um ano de bons eventos, como o Congresso do PPS,
 a Câmara Municipal de Heliópolis tem encerramento frustrante
Foi o que se pode chamar de frustrante o encerramento do ano legislativo da Câmara Municipal de Heliópolis. O presidente da casa, vereador José Mendonça Dantas (PCdoB), mandou comunicar aos edis que não haveria sessão. Ele estava em salvador e parece que leva a chave da Câmara no bolso. Ana Dalva ficou indignada. “Para que então foi eleito o vice-presidente?”, questiona a vereadora do PPS. Na verdade, o vereador Mendonça encerra seu mandato duplo emporcalhando o nome do Legislativo, do seu partido (PCdoB) e a sua história política. No momento em que ele teve tudo nas mãos, se atrapalha como um malandro perdido. Misturou política com negócios de família e sucumbiu na própria lama. Nem mesmo nos negócios pessoais conseguiu evoluir. A sua Lotérica, a única da cidade, teve várias vezes os serviços interrompidos para o público, até ser negociada. Resta uma esperança: seu mandato foi renovado por razões que não podemos medir. Tem mais quatro anos para colocar-se no rumo certo ou terminar de afogar-se na própria arrogância.
Ana Dalva e Giomar na disputa
Caminha ainda sem definição a questão em torno da presidência da Câmara de Vereadores de Heliópolis, mas parece haver um afunilamento em torno de dois nomes: Ana Dalva (PPS) e Giomar Evangelista (PCdoB). A tese maior é a da chapa de consenso. O PCdoB tem a maior bancada e não pode ficar de fora da mesa. O DEM, diga-se o vereador eleito Ronaldo, abre mão da mesa se Ana Dalva for a presidente. O PSD tem dois vereadores: Clóvis e Valdelício e pode querer também um assento. Ana Dalva não esconde aceitar uma composição com ela na presidência, Doriedson (PCdoB) na vice, Giomar (PCdoB) na 1ª secretaria e Clóvis na 2ª secretaria. O Vice-Prefeito, Gama Neves (DEM) já bateu o martelo e apoiou. Faltam Valdelício e Clóvis (PSD), Zeic Andrade (PTN) aceitarem para formar uma maioria segura. Isto tudo se Giomar aceitar retirar sua candidatura a presidente. Resta também a palavra final do futuro prefeito, o Ildinho Fonseca.
Comissão de Transição em Heliópolis
Já foram feitas duas reuniões de fato. A primeira aconteceu dia 4 de Dezembro, no fim da tarde, na Secretaria de Administração. Estavam lá José Mário, Carlos Alberto, Antônio Valter, Galego de Demá (pela atual administração); Mário Almeida, Beto Fonseca, Evanilson e Landisvalth Lima (pela futura administração). A reunião inicial foi civilizadíssima. Na segunda já não apareceram os documentos acertados. Daí, imediatamente foram protocolados 16 ofícios solicitando uma série de informações fundamentais para iniciar uma nova administração com os pés no chão. Será que vai?