Exclusivo!

Heliópolis: Populares reagem e bandido é morto em assalto a ônibus

Mais um assalto a ônibus acontece na zona rural de Heliópolis Mais um assalto a ônibus acontece em Heliópolis. Desta vez, o veículo ass...

Novidade

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Perseguição policial e morte em Heliópolis

O Corsa dirigido por José Marcondes (foto: Ana Lúcia)
A última segunda-feira (14) parecia que encerraria calma após os embates da Câmara Municipal. Nada disso. Mais uma vez a cidade é surpreendida com mais uma morte trágica. Por volta de 22:30, os meliantes José Marcondes Santana de Jesus e Ademário Elias dos Santos, moradores da cidade, estavam em um Celta, placa JOG – 8394, licença de Salvador-Ba, de cor preta, dirigido em alta velocidade pelas ruas do município, ambos embriagados. Provavelmente, no entusiasmo do efeito alcoólico, Ademário efetuo disparos com arma de fogo para cima. A guarnição da Polícia Militar foi acionada e saiu em perseguição ao veículo.  
Segundo informou o Dr. José Nilson Carvalho Tavares Leite Filho, delegado titular desde 2013 do município, ao ver o carro da polícia, saíram em disparada. Durante a fuga, Jose Marcondes, que era condutor do veículo, perdeu o controle do carro no momento da perseguição dos policiais. O motorista Deive Ricardo, Neguinho, que trazia pacientes de Aracaju, quase bateu de frente contra os fugitivos. Teve tempo de desviar o veículo que dirigia para a calçada. Em seguida, o Corsa colidiu violentamente contra uma Retroescavadeira que estava estacionada na rua Emiliano Vicente.
O delegado informou que os próprios policiais deram socorro aos acidentados. Por ter recebido forte pancada na cabeça, e com fratura exposta, Ademário Elias foi levado ao hospital Santa Teresa, de Ribeira do Pombal, mas antes de ser atendido faleceu, pouco depois da meia noite. O corpo ficou no hospital e só foi liberado nesta terça-feira (15), pela noite, para ser encaminhado ao IML de Juazeiro. Mais uma vez fica valendo o senso comum de que bebida e direção não fazem uma boa parceria. Este acidente poderia ter sido evitado, se houvesse um pouco de consciência do condutor do veículo.   
Enquanto isso, o condutor do Corsa, Jose Marcondes, foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Cicero Dantas, sendo recolhido e custodiado. Como foi autuado em flagrante, irá responder por porte ilegal de arma e homicídio culposo, colocado à disposição do juiz de Vara Criminal. Nota-se que, apesar de José Marcondes confessar que a arma lhe pertencia, indicou que o autor dos disparos foi Ademário Elias, o falecido. O automóvel Corsa ficou em estado lastimável, quase ao ponto de se imaginar impossível alguém sair vivo do habitáculo do veículo.
Reportagem: Ana Lúcia.