Exclusivo!

Juiz recebe 500 mil de salário. Direito ou privilégio?

Mirko Vincenzo Giannotte recebeu 503 mil em salários. Direito ou privilégio? A pressa em divulgar uma notícia pode levar um jornalista ...

Novidade

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Sergipe perde Rogério e Pedrinho Valadares

Pedrinho Valadares estava no jatinho do presidenciável Eduardo Campos, que caiu em Santos, e Rogério, que revelou ser Sergipe o país do forró, estava doente em São Paulo.
Pedrinho Valadares (foto: Infonet)

A Infraero divulgou os nomes das pessoas que estavam no jato Cessna 560XL, entre eles, do ex-deputado federal por Sergipe, Pedro Almeida Valadares Neto, o Pedrinho Valadares, que estava assessorando o candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos. A aeronave caiu na cidade de Santos (SP). Na assessoria do PSB em Sergipe, a informação é de que o senador Antônio Carlos Valadares e o filho, o deputado federal Valadares Filho, estão em estado de choque e ainda não conseguem falar sobre a tragédia. O secretário geral do PSB Sergipe, Jorge Rabelo informou no início da tarde desta quarta-feira, 13, que o advogado Pedrinho Valadares era o assessor direto de Eduardo Campos.
O acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira, quando Eduardo Campos e assessores saíram do Rio de Janeiro e seguiam para o Guarujá, aonde o presidenciável participaria de uma palestra. Chovia no momento em que o avião arremeteu e depois caiu próximo a uma academia de ginástica. Eduardo Campos, 49, deixa esposa e cinco filhos, entre eles um bebê de sete meses, cujo nome foi dado em homenagem ao avô Miguel Arraes. Pedrinho Valadares deixa esposa, filhos e uma netinha.
Todos as sete pessoas que estavam no avião morreram. Segundo a Aeronáutica, estavam no avião, além de Campos, os assessores Pedro Almeida Valadares Neto e Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol), o fotógrafo Alexandre Severo Gomes da Silva, o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra e os pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins. A candidata a vice-presidente, Marina Silva, não estava a bordo do avião.
Rogério (foto: Infonet)
Rogério será sepultado em Estância
O corpo do cantor e compositor Rogério será sepultamento na quinta-feira, 14, na cidade de Estância, terra natal do cantor que consagrou Sergipe como o país do forró. As previsões, segundo informações dos familiares, indicam que o corpo do cantor sergipano sairá de São Paulo na noite desta quarta-feira, 13, e será velado inicialmente em Aracaju, em um velatório na rua Itaporanga, no centro da cidade.
A família prepara o velório para ter início logo após o show que homenageará o músico, marcado anteriormente. O show será realizado a partir das 21h desta quarta-feira, 13, no Teatro Atheneu, na capital sergipana. Nesta homenagem, um grupo de artistas sergipanos entoará as canções que mais marcaram a carreira de Pedro Rogério Cardoso Barbosa, que faleceu na madrugada desta quarta-feira, 13, aos 57 anos, em São Paulo, onde estava sendo submetido a tratamento de saúde, cujo estado se agravou devido a complicações hepáticas.
De acordo com informações do sobrinho do cantor, David Calazans, o corpo seguirá para Estância na manhã da quinta-feira, 14, onde o público poderá prestar as últimas homenagens ao cantor no velatório, no centro da cidade. Posteriormente, o corpo será sepultado no cemitério local, em horário ainda a ser definido. 
Informações do portal INFONET.