Exclusivo!

Poucas & Boas 2017.3

2020 já começou? Alguns políticos de Heliópolis precisam saber que 2020 só começa após 2018. Ou seja, os resultados de 2018 podem in...

Novidade

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Eduardo Campos morre em queda de avião em Santos

      Aeronáutica confirma morte de Campos e de mais 6 passageiros que estavam no avião.
Eduardo Campos estava em plena campanha
O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, estava na aeronave que caiu em Santos (72 km de São Paulo) na manhã desta quarta-feira (13), segundo informação da agência Reuters. O avião modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, vinha do Rio de Janeiro. A informação foi passada à Reuters por um assessor da campanha do candidato. Segundo a Globo News, a informação também foi confirmada pelo assessor da campanha Carlos Siqueira.
O deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG) disse que falou com o deputado Márcio França (PSB-SP) por telefone. França confirmou que Eduardo Campos estava na aeronave. Segundo o parlamentar, há pelo menos sete mortos. Na aeronave, além de Campos, estavam alguns assessores, como Carlos Percol.  Ainda segundo França, três pessoas da região atingida pela queda foram encaminhadas a hospitais.
Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, Campos, ex-governador de Pernambuco, tinha compromissos de campanha no litoral paulista nesta quarta. O avião decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e pousaria na Base Aérea de Santos, no Guarujá (86 km de São Paulo). A assessoria da candidata a vice Marina Silva informou que ela não estava na aeronave e a ex-ministra segue agora para Santos.
MARINA
A ex-senadora Marina Silva, candidata a vice na chapa de Campos, estava nesta terça (12) no Rio e embarcaria esta quarta no avião que caiu ao tentar pousar no Guarujá (SP). Na última hora, Marina mudou a rota e decidiu embarcar em um avião de carreira com assessores.
Marina está em sua casa, na cidade de São Paulo, reunida com políticos da Rede e pessoas próximas. Segundo relatos, a ex-senadora está em estado de choque e não vai se pronunciar sobre o episódio.
Políticos e parlamentares aguardavam por Campos no Guarujá, mas ele não apareceu, e nenhum de seus telefones respondia aos chamados. Pela rota do avião, do Rio até o Guarujá, tudo indicava que ele estava entre as vítimas do acidente.
Campos era casado com a economista e auditora licenciada do Tribunal de Contas de Pernambuco Renata Campos, com quem teve cinco filhos –Maria Eduarda, João Henrique, Pedro Henrique, José Henrique e Miguel, que nasceu no começo de 2014. O romance entre Campos e Renata começou ainda na adolescência, quando ele tinha 15 anos e ela, 13, no Recife (PE).
Com informações do UOL e da Rede Globo.