Exclusivo!

Nós sobreviveremos!

O Brasil é árvore que cai e continua existindo! (foto: Willian Sanches) Aconteça o que acontecer, neste 7 de outubro de 2018 nós vamo...

Novidade

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Rede já tem pré-candidatos ao governo e ao senado na Bahia

Elo estadual da Rede lança nomes ao Senado e ao Governo do Estado (foto: Landisvalth Lima)
A Rede Sustentabilidade está disposta de fato a inaugurar uma nova era na política baiana. Logo após o debate realizado no Fiesta Hotel, o Elo estadual convocou seus membros para definir nomes que concorrerão ao pleito de 2018. Antes, o coordenador Júlio Rocha afirmou ter recebido proposta de coligação com o PPL – Partido Pátria Livre – da ex-vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento. Ela foi candidata a prefeita de Salvador nas eleições de 2016 e obteve pouco mais de 3 mil votos, ficando na sexta colocação. Os membros do Elo querem continuar conversações com todos os partidos, mas dizem que a prioridade é lançar nomes para todos os cargos.
Para pré-candidatura a governador, foram lançados os nomes de Iaraci Dias, porta voz estadual da Rede, da vereadora Meirinha, de Irecê, e do vice-prefeito de Ilhéus José Nazal. Para o senado foram aprovados os nomes de Daniela Moreira, psicóloga da cidade de Itabuna, José Itamário, da Rede de Vitória da Conquista, e Pastor Enoque, de Feira de Santana. O evento contou com a participação de lideranças de mais de 30 municípios da Bahia, além da ex-senadora Heloísa Helena, presidente da Fundação Rede Brasil Sustentável, e da pré-candidata a presidente Marina Silva.

No evento, Marina Silva não quis ainda confirma sua candidatura a presidência pela Rede. Isso deverá acontecer agora no mês de dezembro. Por enquanto, Marina Silva quer incentivar o debate em torno dos problemas vividos pelo país. E os seminários da Rede são importantes. Segundo Marina, a realização desses seminários é mais uma “oportunidade para se aprender, discutir e sugerir propostas para o país”. “A sociedade é um laboratório de ideias, de coisas boas para alavancar o debate nacional”, acrescentou, fortalecendo o objetivo dos seminários promovidos pela fundação, que é o de construir uma plataforma de políticas públicas para o país. “A sociedade é plural e o governo tem que atender a demanda dessa pluralidade”, reforçou.