Estamos de volta!

Mudamos a linha editorial
O tom crítico continua
Mas falaremos apenas
Daquilo que vale a pena falar

Exclusivo!

O encontro que virou show

Sandro Becker animou o encontro dos professores na casa de Álvaro (foto: Landisvalth Lima) A ideia dos professores do Colégio do Sa...

Novidade

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Heliópolis dá adeus a Dona Vanda

Na Missa de Corpo Presente, Dona Vanda foi chamada de Rainha
Foi uma longa e merecida homenagem com o gosto desejoso do infinito. Heliópolis se despediu na tarde desta sexta-feira (29) da mulher que mais influenciou o comportamento político e social deste rincão. Evanilde Ribeiro de Souza Fontes herdou de José Dantas de Souza o apego à política, sem nunca ter deixado de ser mãe, avó e bisavó. Tinha 75 anos e um desejo infinito de ser protagonista, sem mostrar vaidade por isso. Numa terra de patriarcas, ela nunca quis ser matriarca, mas, por circunstância da vida, foi sem nunca ter querido ser. Elegante, sempre otimista, nunca guardava ódio. Quando alçada ao cargo de vice-prefeita, foi preterida pelo grupo, um pouco por ser mulher, outro tanto por saber que todos estavam no caminho errado. O tempo deu razão a Dona Vanda.
A Avenida 7 de Setembro ficou pequena para o cortejo
E foi por tudo isso que uma multidão compareceu ao velório e ao sepultamento. As homenagens começaram a partir da Missa de Corpo presente na casa de Ivan Fontes, um dos seus filhos. O padre João Maranduba disse que havia morrido uma parte da história de Heliópolis e a chamou de Rainha. Após o ato religioso, em marcha fúnebre, o cortejo seguiu para a Câmara Municipal de Heliópolis onde o público pode se despedir de Vanda, da Madrinha Vanda ou de Dona Vanda. Usando a palavra, o Vice-Prefeito de Heliópolis, Gama Neves, fez um histórico da família e da sua importância para a formação de Heliópolis e da região. O ex-prefeito Zé do Sertão, aliado e outrora adversário político de Dona Vanda, fez um pronunciamento emocionado. Dr. Gabriel, neto da falecida, leu consternado uma mensagem da neta Lícia, que está em Londres, Inglaterra, em intercâmbio de estudos. O presidente da câmara aproveitou para anunciar que nomeará o Plenário da casa com o nome da ex-vice-prefeita. Também Suellen e Jane fizeram homenagens. 
O público prestou sua última homenagem a Dona Vanda
Da Câmara Municipal, o corpo fez seu último trajeto, seguindo em direção à Igreja do Sagrado Coração de Jesus e sepultado no cemitério local por volta das 17 horas e 30 minutos. Várias autoridades marcaram presença como o prefeito Ildinho, o secretário Beto Fonseca, a vereadora Ana Dalva, Ronaldo Santana, Claudivan Alves e tantos outros. Evanilde Ribeiro de Souza Fontes, ou simplesmente Dona Vanda, deixou um grande legado, que não pode ser medido pela régua dos valores monetários. O legado envolve honra, caráter, amor ao próximo e o encaramento da vida como algo simples e encantador.