Exclusivo!

Vereador é multado e devolverá mais de 13 mil à Câmara de Heliópolis

Giomar Evangelista recebeu subsídios indevidamente e vai ter que devolver  Bem que ele poderia ficar calado, mas, boquirroto e falastrã...

Novidade

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Deputada do PT deve ser exemplo para os vereadores governistas de Heliópolis


Luiza Maia critica baixo orçamento da Política para as Mulheres

     A deputada estadual Luiza Maia criticou nesta terça-feira (22) o baixo volume de recursos destinado pelo governo do seu próprio partido, o PT, para a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), que terá apenas 0,38% do total do orçamento de 2012. “Isso não dá para nada. A gente sabe que não se faz gestão pública sem dinheiro”, pontuou, durante homenagem aos 25 anos de implantação da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher. Em entrevista ao Bahia Notícias, Lúcia Barbosa, a titular da SPM, comentou o orçamento da pasta, um dos mais baixos da atual administração, e as dificuldades para conduzir as ações necessárias com poucos recursos. “O tamanho do orçamento reflete o tamanho da prioridade que o tema tem dentro do governo [...] Essa é uma preocupação central nossa porque sem orçamento não temos como desenvolver um bom trabalho no estado”, afirmou. Luiza Maia, que preside a Comissão de Direitos da Mulher do Legislativo baiano, informou que a bancada feminina da Casa se movimentará para rever a situação e pressionar o governador Jaques Wagner. “Já apresentei, inclusive, emenda solicitando mais recursos para a área. Do jeito que está não dá para ficar”, avisou.
Ana Dalva: "Câmara de Heliópolis subserviente."
     Na contramão da história, os vereadores da bancada governista de Heliópolis votarão o Orçamento 2012 quase integralmente. Só não é integral porque os técnicos descobriram uma falha e, como não havia mais tempo de retirar o projeto orçamentário, mandou o vereador Renilson Alves assinar uma emenda inserindo uma rubrica. A vereadora Ana Dalva apontou diversos problemas no orçamento: um deles é o remanejamento de 100% das verbas, que é um perigoso cheque em branco, além de as verbas do Gabinete do Poder Executivo ser superiores às da Câmara Municipal. Enquanto os aliados do governador Wagner batem o pé exigindo melhoras, um vereador em Heliópolis chegou a sugerir uma “Moção de Agradecimento” ao chefe do Poder Executivo pela assistência aos acidentados vítimas de uma colisão ocorrida com um veículo da própria prefeitura municipal, como se não fosse obrigação da municipalidade socorrer os seus nestas horas. Felizmente a própria bancada percebeu o absurdo e retirou a propositura apresentada pelo vereador Claudivan. Como os edis se negaram a modificar qualquer coisa no Orçamento, a vereadora Ana Dalva votou contra tudo que foi colocado em votação na sessão da última segunda-feira, inclusive o projeto orçamentário. “Com uma Câmara subserviente como essa, pensar em mudar alguma coisa por aqui é sonho!”, finalizou.