Novidade

domingo, 16 de outubro de 2011

Quebrou braço da garota após ouvir um não


Uma estudante de direito teve o braço quebrado no último dia 30 de setembro, após recusar as investidas de um homem em uma casa noturna de Natal, no Rio Grande do Norte. Rhanna Diógenes, de 19 anos, contou que o agressor usou as duas mãos para quebrar seu braço. “Com um ele me empurrava para o chão e com o outro ele puxou o braço para cima. Só sei que a dor me fez ficar acordada, pois cheguei a desfalecer no chão. Era muita dor. Vi meu braço virado e só pensava em segurá-lo, meu braço ficou solto”, disse. A universitária estava na boate com um casal de amigos e uma amiga. Ela informou que o primeiro contato do criminoso com ela começou instantes antes de ele agredí-la. "Estava conversando com minha amiga em um sofá, quando ele se aproximou e já tentou me beijar. Eu disse que não e me afastei. A partir daí, ele começou a me xingar com palavras que me recuso a repetir”, contou. Rhanna informou ainda que deixou o local e foi para a pista de dança. "Foi aí que ele apareceu de novo, tentando me beijar. Eu expliquei para ele que não o conhecia, que não era para ele fazer aquilo. Ele agarrou meu braço com muita força, como que se fosse me levar para outro lugar. Eu joguei o refrigerante nele e ele me empurrou pelo braço até o chão", contou. A agressão foi registrada pela câmera de segurança do espaço, mas só divulgada esta semana. O titular da  Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, Francisco Quirino Filho, disse que pretende ouvir o agressor nos próximos dias.
Informações do Bahia Notícias.