Exclusivo!

Poço Verde nega título a Lula. E daí?

A cegueira ideológica impede a transformação real da sociedade (foto: porvir.org.) Dizem que o Brasil está tão dividido que é preciso ...

Novidade

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Corte de R$ 1 bilhão é o preço da reeleição de Wagner, denuncia Aleluia

“O corte bilionário feito pelo governador Jaques Wagner no orçamento estadual é o preço de sua reeleição”, denuncia o presidente da Fundação Liberdade e Cidadania, José Carlos Aleluia (foto). O ex-deputado federal questiona por que, quando assumiu o primeiro mandato em 2007, Wagner não precisou fazer um contingenciamento desta dimensão, apesar de reclamar de “herança maldita” e culpar as gestões anteriores por todos os problemas. Aleluia não tem dúvida que a conta do ano eleitoral já chegou e é amarga. “Basta dar uma olhada no Relatório de Gestão Fiscal do 3º Quadrimestre de 2010, publicado no dia 31 de janeiro deste ano, para constatar o tamanho do problema financeiro do governo. A crise já está sendo usada pelo secretário estadual de cultura até para justificar a não liberação de verbas para artistas no Carnaval”, informa. Segundo Aleluia, há um total de R$ 774 milhões em restos a pagar do exercício de 2010. “O pior é que os recursos em caixa, em sua grande maioria, estão vinculados a outras obrigações e não podem ser usados para quitar essas dívidas com fornecedores, empreiteiras e organizações sociais que prestam serviços ao governo”, observa. O presidente da Fundação Liberdade e Cidadania explica que a grita dos credores ainda não começou porque o mandato está sendo iniciado e a expectativa é de que, com o corte do orçamento, se resolva a situação. “Há empreiteiro que está no sufoco, atrasando salários de trabalhadores, porque está há nove meses sem receber do governo”.
(Fonte: Tribuna da Bahia – Política Livre)