Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Funcionário fantasma por 22 anos!


Procuradoria pede a abertura de ação judicial para cobrar a devolução dos recursos pagos a servidor que não teria trabalhado efetivamente na Câmara dos Deputados entre 1988 e 2010. Diretoria-Geral informa que Elias Ferreira não faz mais parte dos quadros da Casa
Adriana Caitano - da redação do CORREIO BRAZILIENSE
Coromandel - MG - Foto: Paulo Franco

Dr. Elias: 22 anos como fantasma!
Um ex-funcionário da Câmara dos Deputados é alvo de ação de improbidade administrativa apresentada à Justiça pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal, que o acusa de ter recebido salários da Casa por 20 anos sem efetivamente trabalhar, e ainda acumular o cargo com outro em uma cidade a 400km da capital federal. O caso está sob análise da Justiça Federal de Brasília. Se o processo for aberto e Elias José Ferreira acabar condenado, ele terá que devolver aos cofres públicos o que ganhou irregularmente, além de perder os direitos políticos, pagar multa, ficar impedido de contratar com o poder público e de receber benefícios e incentivos fiscais. O MPF-DF pede ainda liminar para tornar os bens do suspeito indisponíveis. Elias José Ferreira ingressou na Câmara em setembro de 1980 e esteve na Casa até março de 2010, passando por cargos como auxiliar de gabinete e técnico legislativo. Em julho de 1988, ele também assumiu o posto de defensor público em Coromandel (MG). A investigação do MPF-DF aponta que, a partir daquele ano, Ferreira esteve vinculado aos dois órgãos em cidades diferentes e com horários de trabalho semelhantes. “A função que ele exercia na Câmara obrigava a presença física e a assinatura da folha de ponto”, comenta o procurador da República Frederico Paiva, responsável pelo caso. A reportagem está publicada hoje no Correio Braziliense e deixa uma pergunta no ar: Como um funcionário consegue receber dinheiro por 22 anos sem ser percebido? Há mais coisas neste enredo! Elias é do PSDB de Coromandel, em Minas. Foi candidato a vereador em 2008 e em 2012. Na primeira renunciou e na segunda foi indeferido. Ele é advogado e conhecido na cidade por Dr. Elias. Coromandel tem cerca de 28 mil habitantes e está localizada na região de Uberlândia, vizinho ao município de Patrocínio e perto de Catalão, em Goiás. O atual prefeito é Osmar Martins Borges - Osmar Gamba (PSDB),  que substituiu a ex-prefeita Dione Maria Peres (PMDB) e opositora do Dr. Elias. O nosso fantasma está relacionado no primeiro escalão da nova administração.