Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

sábado, 5 de novembro de 2011

PPS tem encontro em Salvador


Poly, do PPS.

     A exemplo do PT e do PCdoB, o PPS também promove encontro estadual neste sábado, em Salvador, quando deverá eleger os delegados que participarão do encontro nacional da legenda, em São Paulo, na próxima semana. As eleições municipais de 2012 são pauta prioritária do evento, que discutirá estratégias para a união do bloco oposicionista com a participação do PPS, PMDB, DEM, PTN, PSDB e PR. “Estamos trabalhando dentro da coalizão de oposição. E não dá nem para a gente pensar diferente porque o PT já resolveu que não fará coligações com PPS, DEM e PSDB”, afirmou o presidente da legenda, Ederval Xavier (Poly), em entrevista ao jornal A Tarde. Na segunda-feira (7), será a vez dos democratas se reunirem para discutir o pleito do próximo ano.
Aleluia fala ao PPS.
     O ex-deputado federal José Carlos Aleluia, presidente estadual do DEM, voltou a defender, neste sábado (5), durante o congresso do PPS, a união das oposições para que a campanha eleitoral de 2012 seja exitosa. Como esperado, a crítica à gestão do PT na Bahia deu o tom aos discursos. De acordo com o dirigente democrata, os partidos aliados do governador Jaques Wagner dão sinais de que a base de sustentação está fragilizada. “Se a base de apoio ao governo petista começa a rachar, o diálogo está cimentando a união das oposições para as eleições municipais do ano que vem”, declarou Aleluia. Para ele, a presença de vários líderes oposicionistas no evento do PPS “ratifica a vontade da união de todos em torno de um projeto comum de governo que salve Salvador e resgate a Bahia do marasmo e da decadência em que o estado mergulhou com a chegada do petismo ao poder”.
     Em Heliópolis, o PPS, liderado pela vereadora Ana Dalva, está sintonizado com o DEM, de Gama Neves, com o PR, de Raimundo Lima e o PMDB, de Nilda. Faltam sentar-se à mesa o PSDB, da vereadora Josefa Naudija, e o PTN, de Tiago Andrade.