Exclusivo!

Cariri Sangrento

Novidade

domingo, 26 de maio de 2019

Poucas & Boas 2019.6

Presidente da Alba em Heliópolis
O ex-vereador Mendonça recebe o deputado Nelson Leal (foto: Jorge Souza)
Natural de Salvador, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Souza Leal, esteve neste sábado (25), pela manhã, em Heliópolis, na Câmara Municipal de Vereadores. O parlamentar foi recebido pelos vereadores Doriedson e Claudivan, o ex-candidato a prefeito José Mendonça Dantas, todos do PCdoB, e outros nomes do grupo de oposição. Somente depois de se eleger pela sexta vez, Nelson Leal marca sua presença em Heliópolis, graças a não reeleição de Carlos Ubaldino. É que os vereadores Doriedson (PCdoB) e Giomar (PTB) apoiaram Ubaldino e ficaram órfãos de representação estadual. Embora tenha sido eleito pelo PP, com 65.478 mil votos, o presidente da Assembleia coloca um pé no eleitorado de Heliópolis com apoio de um partido comunista. Agora a oposição já tem mais um com mandato para pavimentar a eleição de 2020. Quem esperava mudança de comportamento político por causa da derrota, esqueça! O procedimento é o mesmo: dividem votos apoiando um mesmo governador, senador e presidente. Com deputados, prefeito e vereadores é cada um para o seu lado. É a política como negócio. Perdem-se os dedos, mas não se perde a cabeça. Nelson Leal é formado em engenharia civil pela Universidade Católica do Salvador (Ucsal) e sócio fundador da Associação dos Produtores de Mangas de Livramento de Nossa Senhora, (Apromal).
As missões de Nelson Leal
Como o objetivo é passar para o povo que o apoio a determinado político é necessário por ele ter condições de conseguir isso ou aquilo, Nelson Leal leva para Salvador dois pedidos da oposição. O primeiro é a perfuração de dois poços artesianos para Queimada do Miguel e Arrozal de Cima. O deputado disse que já acionou a Cerb e logo estarão inaugurando os poços, e com a presença dele. A segunda tarefa é tentar tapar os buracos da BA 393. Esta última missão é um verdadeiro revelador da falta de prestígio dos nossos políticos. É tanta gente pedindo para recuperar esta estrada que, quando acontecer, não saberemos quem foi o pai da criança. Para ver cobertura completa do evento, dê um clique aqui no Impacto Jovem.Blog.
Confirmada filiação de Ildinho ao PSD
Será na fazenda Vaca Brava a festa de filiação de Ildinho ao PSD. Convite já circula nas redes sociais com a foto do prefeito, acompanhado do deputado federal José Nunes e do senador Otto Alencar. Não há confirmação da presença do senador, mas é certo que o deputado virá. A data será mesmo a divulgada: 31 de maio, às 10 horas. O ato político ficou longe de ser uma solução. Na verdade, virou uma enorme dor de cabeça. Ildinho, apesar de sua origem, foi alçado à condição de prefeito para acabar com os velhos métodos da política, mas ele não consegue. Acaba fazendo mais do mesmo, embora seja orientado pelo filho que, por ser da nova geração, deveria ter uma mente mais aberta para este novo Brasil que não consegue chegar. No fundo, Beto Fonseca é bem mais conservador que o pai.
Poço Verde 2020: A novela
A política segue tão óbvia em Poço Verde – Se que já é possível saber hoje as prováveis chapas que disputarão o pleito em 2020. E só não estão fechadas porque as dúvidas recaem sobre os prováveis vices. Iggor Oliveira será candidato à reeleição, a última permitida pela Lei, caso não mudem até lá. Há notícias nas redes sociais de que ele deverá ir para o PSD do governador Belivaldo Chagas e isso não mudará absolutamente nada. Edna Dória será a candidata da oposição, pelo PSB, e isto está cravado. Poderá mudar alguma coisa? Duvidamos. Agora, na questão da vice, a coisa ainda pode gerar distúrbios gástricos. Além de Roberto Barracão, atual vice, estão na lista o professor Lourinaldo e o presidente da câmara municipal Alexandre Dias. Se Lourinaldo for convencido a ter um mandato de vereador, tudo ficará tão claro quanto bumbum de bebe ornado a talco. É novela com final previsível.
Pesquisas controversas
No segundo semestre deste ano, a Controverso, empresa de comunicação, fará pesquisas de opinião pública em Heliópolis, Poço Verde, Fátima e Cícero Dantas, caso fiquem confirmadas as eleições para o ano de 2020. A metodologia está sendo elaborada para que o nível de confiança chegue a 95%. Haverá dois tipos de pesquisa: a encomendada, que só será divulgada se o contratante permitir, e a feita pela Controverso com divulgação garantida no portal Contraprosa. Maiores informações serão divulgadas assim que os estudos ficarem prontos.
Meu amigo, meu voto!
Um candidato a prefeito está medindo seu potencial político pelo número de amigos. Outro estabelece o parâmetro da inimizade quando alguém diz que não vota nele. Esta coisa de amigo ou inimigo precisa ser extirpado da política. Quem se candidata precisa responder a duas coisas: 1 – Por que está sendo candidato e 2 – O que vai oferecer em troca ao município se for eleito. Não basta apenas pensar que, por ser candidato preferido de A ou B ou por ser filho de C ou D, isso basta para dar cacife à candidatura. Políticos conquistam votos com argumentos, projetos, propostas, nas democracias modernas. Outras formas não são republicanas ou apenas um jogo comercial. Ah! Sim. Em vários lugares esta prática ainda está distante, mas isso não quer dizer que não possamos colocá-la em prática. Quando seremos uma república?
João de Deus em campo
Não estou autorizado a dizer como, nem o porquê, mas o PDT – Partido Democrático Trabalhista – de Heliópolis – está disposto a marcar presença de vez na Câmara Municipal de Heliópolis. Conversas com Maria de Renilson, Thiago Andrade e Ana Dalva seguem a todo vapor. O partido quer crescer em Heliópolis e o seu presidente, o ex-vereador João de Deus Ferreira Lino, recebeu carta branca do deputado federal Félix Mendonça. A ideia é uma só: O PDT deixará de ser personagem secundário da política em Heliópolis. Se não der para ser o protagonista será um dos protagonistas.