Exclusivo!

Lula aposta no convencimento da mentira

Novidade

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Acidente entre carreta e micro-ônibus mata dez alagoanos


As vítimas voltavam do corte de cana no interior de São Paulo para o município de São José do Tapera, em Alagoas
Da Redação do CORREIO - Fotos: Blog do Marcos Frahm
O estado dos veículos revela a tragédia

O acidente provocou a morte de 10 lagoanos
Dez pessoas morreram em um acidente envolvendo uma carreta e um micro-ônibus na madrugada deste domingo (16), na BR-116, próximo ao município de Irajuba, a 300 quilômetros de Salvador. As vítimas voltavam do corte de cana no interior de São Paulo para o município de São José da Tapera, em Alagoas. O acidente desta madrugada ocorreu a 11 quilômetros do local onde 36 pessoas morreram, a maioria trabalhadores rurais, em uma batida em dezembro de 2011.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os dois veículos bateram de frente em uma curva por volta das 4h. Nove delas morreram no local do acidente, no km-594. O motorista da carreta fugiu após acidente. Ele foi socorrido por um motorista que passava pela rodovia e entrou em contato com a PRF horas depois. Três passageiros foram socorridos por ambulâncias da Via Bahia, concessionária que administra a rodovia. Um deles morreu antes de dar entrada ao Hospital Prado Valadares, em Jequié. Os corpos das vítimas foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).
As vítimas foram identificadas pela PRF como Vanderlei Santos Fernandes, 51 anos, Cícera Marcelino dos Santos Alves, 47, Jeferson Arles Santos Silva, 18, João Joaquim de Moraes, 38, Francisco José da Silva, 25, Clóvis Junio de Oliveira, 23, Keveton dos Santos, 18, Jeanisson Barbosa da Rocha, 20, e José Gomes da Silva, 38 anos. A décima pessoa ainda não foi oficialmente identificada. O provável condutor da carreta é Marcelo Luiz Medeiros, segundo a PRF. Ele não foi encontrado no  local e até o momento não foi localizado pela polícia.
Perto do local, no KM 608,7, um acidente na noite do sábado (15) deixou duas pessoas mortas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Dois caminhões bateram e o motorista de um e um passageiro de outro morreram. Em um caminhão estavam Miguel Angelo Tartaglia Ferreira, 38 anos, e Clodoaldo Alberto Medeiros, 37 anos. O primeiro ficou ferido e o segundo morreu carbonizado. No segundo caminhão, estava somente o motorista Rafael Ferreira Leite Filho, 40 anos, que também morreu carbonizado.
Acidente com 36 mortes
O acidente aconteceu no km-594, a 11 quilômetros do local onde 36 trabalhadores morreram no dia 3 de dezembro de 2011 em uma batida envolvendo um ônibus, um caminhão e uma carreta. A maior parte das vítimas viajava no ônibus que transportava trabalhadores rurais de Mato Grosso até Pernambuco. Eles retornavam do trabalho nas lavouras de cana-de-açúcar.
Segundo o MPT, os trabalhadores foram recrutados na Central Energética Vicentina Ltda. para trabalhar no corte de cana em Mato Grosso do Sul. O veículo em que eles estavam, segundo informações iniciais, não tinha autorização para fazer esse tipo de transporte. O ônibus colidiu de frente com uma carreta e um caminhão.