Exclusivo!

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)      O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o pr...

Novidade

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Ruído em Cipó: Sindicato dos Trabalhadores X Millênium FM


Arildo Leone

     O repórter e radialista Arildo Leone, também presidente da Associação Comunitária de Comunicação e Cultura Nova Esperança, foi procurado por vários associados do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cipó, alertando-o de um abaixo assinado movido pela atual presidente do Sindicato, Armandina Pitanga, contra a rádio Millênium FM. O Repórter foi procurado pelo um homem chamado Artur, se dizendo funcionário do Sindicato, aonde dizia o seguinte: "Agora a rádio vai se arrombar", esse foi o termo usado pelo suposto funcionário do sindicato. Arildo Leone lembrou no dia (02/02/2012) no programa "Cipó Notícias" apresentado sempre ao meio-dia, que esse mesmo homem já foi preso no município de Tucano por vender receitas médicas sem autorização e por exercer exercício ilegal da Medicina. A população ficou revoltada com o fato, e várias pessoas ligaram pra emissora demonstrado o apoio à radio, único meio de comunicação em massa na cidade, onde a mesma com a ajuda do povo faz um trabalho essencial em Cipó. Minutos depois, a presidente do sindicato ligou pra rádio e entrou no ar, confirmando a existência do tal abaixo assinado, segundo ela, o motivo do abaixo assinado foi que a emissora não estaria dando espaço para o sindicato na emissora e que iria procurar os direitos dela. É público e notório que a instituição mantinha um apoio cultural na rádio e deu várias entrevistas na mesma (comprovadas por gravação) e no ano passado tinha até uma mensagem de natal na emissora. Segundo denúncias o abaixo assinado contra a rádio Millênium estaria sendo assinado por algumas pessoas que nem sabiam o que estava assinando. Ainda segundo o Repórter Arildo Leone, a rádio ultimamente não recebeu nenhum oficio do sindicato e sim ameaças através de e-mail, colocando em dúvidas o papel da rádio. Arildo também lembrou ainda que Armandina se mantém da presidência do Sindicato por força de uma liminar que garantiu a eleição de chapa única para mesma, e que pode ter uma revira-volta no caso das eleições do sindicato.
     As eleições do sindicato  
Armandina Pitanga
     A última eleição foi bastante conturbada, cheia de processos na Justiça do Trabalho. A sua oponente, Maria José com sua chapa ganhou a primeira e outras eleições com larga vantagem, mas insatisfeitos com a derrota, a outra chapa entrou com várias ações na Justiça do Trabalho dizendo que ouve irregularidades, ações essas que prejudicou o andamento democrático das eleições. A justiça determinou e marcou várias eleições e quando a oponente, Maria José ganhava a outra parte entrava na justiça, aonde através de manobras judiciais conseguia anular as eleições. Quando no último pleito, por uma falha técnica, a chapa de Maria José foi impedida liminarmente de concorrer as eleições, o curioso disso é que essa liminar saiu na sexta e as eleições iriam acontecer no domingo, ou seja, não deu tempo para a chapa nem se defender judicialmente, aonde a outra chapa comandada pela atual presidente, se elegeu com menos de 70 votos válidos, inclusive com a ajuda de votos brancos. Outro fato curioso é que a outra parte não foi intimada da impugnação da chapa. Lembrando que o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cipó contava com mais de 1.500 associados, ou seja foi uma eleição antidemocrática aonde a absurda minoria prevaleceu sobre a maioria.
      Informações e fotos do arildoleone.com.