Estamos de volta!

Mudamos a linha editorial
O tom crítico continua
Mas falaremos apenas
Daquilo que vale a pena falar

Exclusivo!

Vereador ignora decisão do TCM

Novidade

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Marcos José, professor de Fátima, ganha prêmio por projeto ‘Na trilha d’os Sertões’

Professor Marcos José na trilha de Os Sertões
O prêmio foi conquistado no 5º ELLUNEB – Encontro de Leitura e Literatura da Universidade do Estado da Bahia
Durante 05(cinco) dias, de 09 a 12 de novembro último a UNEB organizou o 5º ELLUNEB – Encontro de Leitura e Literatura da Universidade do Estado da Bahia, promovendo Debates, Exposições Orais e Visuais, Mesas Redondas, Conferencias e Relatos de Experiências sempre tendo como foco a Leitura e a Literatura, com destaque para a literatura juvenil, marginal, os gabinetes de leitura e a literatura digital e nas redes sociais.
Representando a região nordeste da Bahia e a escola pública estadual, esteve no evento o professor Marcos José de Souza, residente e trabalhando em Fátima-Ba, contribuindo para os debates e apresentando o seu projeto de leitura ‘NA TRILHA D’OS SERTÕES-NTS’, o qual tem no seu maior objetivo a leitura do livro Os sertões, de Euclides da Cunha.
Para o professor ‘a existência desse curso deve-se a dois motivos: o primeiro é da própria leitura em si, isto é, o exercício e o desenvolvimento do hábito da leitura com um livro considerado a Bíblia da nacionalidade brasileira, tendo ocorrido na região, constituindo na segunda motivação’, disse.
O professor Marcos denomina o projeto de curso e cada vez que é realizado, ele denomina de edição. Eis uma breve exposição do projeto NTS: em 08(oito) encontros, o livro Os Sertões é exposto nas suas minúcias, isto é, o professor Marcos faz, de modo didático, a divisão do texto em partes para cada encontro, mantendo a mesma do autor somente A Terra e O Homem e A Luta, em face do tamanho dela, organiza uma subdivisão em 06(seis) partes, totalizando a quantidade idêntica aquela dos encontros.
Além da leitura do livro também o curso a exibição de 08(oito) filmes de curta, média e longa-metragem, desde clássicos da filmografia nacional, como Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha, de ficção, até alguns ilustres desconhecidos, mas nem por isso, desimportantes, como José Calasans, o tradutor dos sertões, de Carlos Pronzato, documentário. Esses filmes são apresentados concomitantemente aos debates ou isoladamente, a depender da duração de cada um deles.
O terceiro conjunto de atividades é a realização de 03(três) viagens aos locais onde passou Antônio Conselheiro: Canudos e Monte Santo. A terceira é uma visita, de uma só viagem, aos municípios de Cícero Dantas, Ribeira do Pombal, Cipó, Nova Soure, Crisópolis e Itapicuru.
Até este ano o NA TRILHA D’OS SERTÕES foi realizado 05(cinco) vezes, sendo 2 vezes como atividade escolar, nos anos de 2013 e 2014, para as turmas de 3º ano, nas disciplinas Língua Portuguesa e Literatura Brasileira e Redação, em face do mote proporcionado pelo conteúdo dessa série, O Pré-Modernismo no qual o livro Os Sertões está incluído. As outras 3 edições ocorreram no povoado Tabua-Fátima, para ex-alunos nossos e duas vezes no município de Cícero Dantas, a primeira edição, inclusive aconteceu ali, cuja turma era composta por radialistas e profissionais das mais variadas profissões. A outra turma cicerodantense foi composta por professoras da rede pública de ensino.
Para o ano de 2016 o curso será ofertado pela Universidade Federal de Sergipe, em parceria com o Núcleo de Pesquisa Sociedade e Educação-NPSE, grupo de pesquisa em que o professor Marcos também é membro desde 2002 e, atualmente, é seu vice coordenador.
Um dos desejos do professo Marcos José de Souza é que o curso NA TRILHA D’OS SERTÕES seja tornado obrigatório na escola de ensino médio da rede pública, parte de outro projeto maior que é o do ensino por temas, substituindo as tradicionais disciplinas escolares.

Informações do portal Ponto Critico – com Ângela Santana.