Exclusivo!

Novo Triunfo é a cidade mais pobre do Brasil

Novo Triunfo é a cidade mais pobre do Brasil (foto: Google) Ser Nordeste duas vezes não é fácil. Nossa região está localizada no Norde...

Novidade

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A história do povoado Cajazeiras

Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em Cajazeiras - Heliópolis
O povoado Cajazeiras teve iniciada sua urbanização em 1953. No local havia um pé de Cajarana que era utilizado para o corte e a comercialização de carne. Daí a origem do nome. O primeiro morador foi o sr. João Gaudêncio, que construiu a primeira casa do povoado. Algum tempo depois é construída a segunda casa, que pertenceu ao sr. José Correia. Com o passar do tempo, foram chegando novos moradores e o povoado foi surgindo. Com um número razoável de pessoas, o povoado então necessitou de uma escola onde os moradores pudessem estudar sem ter o incômodo de se deslocar para outras localidades. Nasce então a Escola Getúlio Vargas.
Posto Médico da Cajazeiras
No ano de 1982, a escola tinha apenas duas salas de aula e dispunha somente de alfabetização. Com o passar do tempo, foram construídas novas salas e hoje somam seis. Deixou de ser uma escola e passou a ser Colégio Getúlio Vargas, ministrando ensino do primeiro ao nono ano. Outro fator que contribuiu para o crescimento do povoado foi a construção da igreja. Antes, as missas eram celebradas nas casas dos moradores. A construção só foi possível com a colaboração de algumas freiras que vieram de Santa Catarina para evangelização. A igreja recebeu o nome de Nossa Senhora do Carmo, cuja festa da padroeira é realizada no dia 16 de julho. O templo passou por uma recente reforma, há dois anos, e teve toda sua estrutura modificada para uma arquitetura bem mais moderna.  
Colégio Getúlio Vargas
O povoado vem crescendo e cada vez mais necessitando de programas e recursos. Mais recentemente teve implantado um Posto do PSF – Programa Saúde da Família -  proporcionando uma melhor qualidade de vida aos moradores. O povoado atualmente é composto por cerca de 80 famílias e sua população gira em torno de 500 habitantes.

     Reportagem realizada pelos alunos Brainer, Ediclécia, Laíza e Robério, como avaliação de Redação e Expressão, ministrada pelo professor Landisvalth Lima na turma do 3º ano A, do Colégio Estadual José Dantas de Souza.