Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Camarote desaba, mata uma pessoa e fere onze em Alcobaça


Mario Bittencourt – da Sucursal de ATARDE em Eunápolis  
Estrutura metálica não suportou o forte vento
(foto: Fernando Amorim - Ag. A TARDE)
Um jovem de 15 anos morreu e outras onze pessoas ficaram feridas após o camarote oficial da prefeitura de Alcobaça, município no extremo sul da Bahia, desabar na madrugada deste domingo, 19, durante os festejos de carnaval da cidade.
O adolescente David Neves dos Santos acompanhava os shows com três amigos em um espaço na pista próximo ao camarote. Quando a estrutura começou a ruir, David correu, mas foi atingido pelos escombros e morreu no local.
Onze pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Municipal São Bernardo, em Alcobaça. Quatro delas, em estado grave, foram transferidas em seguida para hospitais de Teixeira de Freitas. As demais já foram liberadas.
A Polícia Civil abriu inquérito para investigar as causas do acidente. O laudo da perícia deve ficar pronto em 30 dias. A princípio, desconfia-se que a estrutura do camarote não suportou a um vento forte. A estrutura metálica de alumínio se partiu na base, e o camarote caiu para a frente, derrubando até um poste de energia.
Testemunha do ocorrido, o mineiro Jonas Carlos Santos da Alegria, 24, disse que o vento levou a lona do camarote para cima e depois tudo caiu de vez. "Não deu tempo de correr, estava todo mundo distraído, foi tudo no susto mesmo", contou.
Segundo a polícia, havia 40 mil pessoas participando da festa, mas como o acidente ocorreu por volta das 4 horas, e choveu muito antes desse horário, acredita-se que o número de pessoas no momento do desabamento era menor.
Os relatos de pessoas que estavam na hora são de pânico e correria. Luiz Antônio de Aragão, 39, falou que houve corre-corre e desespero. "Não sei como alguém não morreu pisoteado", comentou ele, que é de Piracicaba (SP) e estava na cidade pela primeira vez.
Nenhum representante da empresa TM21 Produções e Eventos, responsável pela instalação do camarote, foi localizado para comentar o ocorrido. Em nota oficial, a prefeitura de Alcobaça informou que decidiu manter os festejos do Carnaval em atenção a comerciantes locais e turistas.