Exclusivo!

Novo Triunfo é a cidade mais pobre do Brasil

Novo Triunfo é a cidade mais pobre do Brasil (foto: Google) Ser Nordeste duas vezes não é fácil. Nossa região está localizada no Norde...

Novidade

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Professores marcham em Brasília por 10% do PIB para a Educação


           Texto: Jacqueline Saraiva. Foto: Dênio Simões – do Correio Braziliense.

     Professores de todo o país realizam nesta quarta-feira (26/10) em Brasília uma marcha para pressionar parlamentares a defender a destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) ao setor de educação. A Marcha Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública é a quinta edição organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Segundo um dos diretores do CNTE, Antônio Lisboa, a estimativa é reunir cerca de 10 mil pessoas, entre profissionais do setor, estudantes e população. “A marcha seguirá desde o Estádio (Nacional de Brasília) até a Esplanada dos Ministérios. Ao chegarmos próximo ao Teatro Nacional, os professores, que estão em assembleia, devem se juntar ao grupo”, explica Lisboa. Às 12h, um ato público será realizado em frente ao Congresso Nacional. Segundo a confederação, o Brasil investe atualmente cerca de 5% do PIB no setor. A meta de investimento de 10% do PIB tira o atraso no qual a educação pública brasileira se encontra.
     Mudanças no trânsito
     Três pistas que ficam do lado sul do Eixo Monumental foram interditadas, no canto esquerdo de quem segue para o Congresso Nacional. Não há previsão do horário de liberação da via, mas o diretor da CNTE afirmou que a passeata deve terminar por volta das 12h. No horário de saída dos manifestantes, o lado norte do Eixo Monumental (N1) foi fechado para a passagem dos manifestantes. A pista será reaberta assim que eles tiverem passado. De acordo com a Polícia Militar, oito motos e duas viaturas estão mobilizadas para acompanhar a marcha.
     Reunião com ministro
     Membros da direção da CNTE devem ser reunir ainda pela manhã com o ministro-chefe da Secretaria da presidência da República, Gilberto Carvalho, no Palácio do Planalto. Às 14h30, a audiência será com o Ministro da Educação, Fernando Haddad, no próprio ministério. No encontro será pedida a instalação de uma Mesa de Negociação com as esferas do governo e trabalhadores da área para definir estratégias de aplicação da Lei do Piso. De acordo com o CNTE, outro ponto que será abordado será com relação ao aperfeiçoamento do controle social sobre os recursos da educação, seja por meio de acompanhamento da aplicação das leis federais pelo Congresso Nacional, nos estados e municípios ou pela aprovação do PL nº 8.039/10, cujo conteúdo trata sobre a Lei de Responsabilidade Educacional.