Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O mundo está livre de mais um ditador: Gaddafi está morto.


     "Nós confirmamos que todos os vilões, e também Gaddafi, deixaram nosso amado país. Acredito que seja o momento de começar uma nova Líbia, com uma Líbia unida, um só povo e um só futuro", afirmou ele em uma coletiva de imprensa em Trípoli. "Esperávamos por este momento há muito tempo. Gaddafi está morto", acrescentou. O premiê disse ainda que o anúncio oficial de libertação do país deve ocorrer até esta sexta-feira. Ele também pediu que a vizinha Argélia entregue os membros da família de Gaddafi que fugiram para lá em agosto. Dois dos filhos do ex-ditador, sua filha e sua mulher estariam na Argélia. Jibril afirmou também ter recebido relatos ainda não confirmados de que um dos filhos de Gaddafi, Saif al Islam, foi encontrado perto de Sirte, e que seu comboio estava sob ataque. Comandantes das forças rebeldes da Líbia afirmaram nesta quinta-feira que oGaddafi foi capturado e morreu, segundo agências de notícias e emissoras de TV. A emissora de TV árabe Al Arabiya que o corpo do ex-ditador --que os rebeldes dizem ter sido morto durante operação militar em Sirte, sua terra natal-- chegou à cidade de Misrata. Mais cedo, Mohamed Abdel Kafi, membro do CNT (Conselho Nacional de Transição), órgão político rebelde, disse à Reuters que o corpo era levado para um lugar secreto por razões de segurança. Comandantes das forças rebeldes da Líbia afirmaram nesta quinta-feira que Gaddafi, cuja captura foi reportada mais cedo, não resistiu aos ferimentos e morreu, segundo agências de notícias e emissoras de TV. As forças do CNT (Conselho Nacional de Transição), órgão político dos rebeldes, anunciaram a captura de Gaddafi nesta quinta-feira. Citado pela agência France Presse, o porta-voz do CNT (Conselho Nacional de Transição), órgão político rebelde, Abdel Hafez Ghoga, confirmou a morte do ex-ditador em Sirte. "Nós anunciamos ao mundo que Gaddafi foi morto pelas mãos da revolução", disse. "É um momento histórico. É o fim da tirania e da ditadura". O chefe militar do CNT, Abdul Hakim Belhaj, também afirmou à rede qatariana Al Jazeera que Gaddafi havia morrido devido à gravidade de seus ferimentos durante sua captura em Sirte. À agência de notícias Reuters, Abdel Majid Mlegta, também do CNT, afirmou que Gaddafi foi capturado e ferido nas duas pernas, quando tentava fugir em um comboio atacado por caças da Otan, a aliança militar do Ocidente. "Ele também foi atingido na cabeça", disse. "Houve muitos disparos contra seu grupo e ele morreu".
      Com informações da Folha de São Paulo. Vídeo da CNN.