Novidade

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Escândalo do Ministério dos Esportes chega à Bahia

     O policial militar João Dias Ferreira (foto), delator do suposto esquema de propina no Ministério do Esporte, informou à Polícia Federal nesta segunda-feira (24), em depoimento, que ao menos vinte ONGs estão dispostas a delatar o esquema de propina que beneficiaria o PCdoB, que supostamente cobrava quantias a entidades conveniadas com o programa Segundo Tempo. Os representantes das organizações, segundo ele, vão depor nos próximos dias. Segundo matéria do jornal O Estado de S. Paulo, ele deu à PF os nomes das empresas, que serão intimadas a prestar esclarecimentos. Além das ONGs que se propõem a depor espontaneamente, Dias citou outras dez que ele diz ter certeza de que aceitaram pagar o preço ao PCdoB para obterem contratos. Três destas entidades seriam baianas, segundo o policial.

     Informações do Bahia Notícias.