Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Canceladas provas do Enem de estudantes do Ceará


Brasília  -As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 dos 639 estudantes do Colégio Christus, do Ceará, estão canceladas, informou o Ministério da Educação (MEC) na tarde desta quarta-feira, 26. A decisão foi tomada com base nas declarações da direção da escola, segundo as quais as questões teriam saído do seu próprio banco. Os alunos da escola particular tiveram acesso, semanas antes da prova, a questões do pré-teste aplicado em outubro de 2010 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mas não poderiam ter ficado com o caderno de questões.
O MEC informou ainda que todos os procedimentos da aplicação das provas do Enem foram revisados e não foi encontrada nenhuma ocorrência de incidente. Com isso, a instituição concluiu que não houve vazamento na aplicação do exame. A Polícia Federal foi acionada para investigar de que maneira os estudantes do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram acesso a questões do Enem 2011.
Procedimento -  A prova do Enem é composta por questões que integram um banco de itens do Inep. Antes de entrar para esse banco, cada questão passa por um pré-teste, que avalia se o item é válido e qual é o grau de dificuldade. Os alunos que participam do pré-teste são escolhidos aleatoriamente e, após responder ao caderno de questões, devolvem o material ao Inep, que é incinerado. A denúncia de vazamento de questões do último Enem começou a circular nas redes sociais – Facebook e Twitter – depois que candidatos que tiveram acesso a uma apostila distribuída pelo Colégio Christus perceberam que cerca de dez questões eram idênticas às cobradas na prova do fim de semana. O diretor do colégio, Davi Rocha, disse que a escola mantém um banco de questões de vestibulares e concursos que são usadas para a confecção de material didático e preparatório. Ele reconhece que essas questões podem ter sido repassadas a esse banco de dados por meio dos alunos que fizeram o pré-teste em 2010.
Uma das linhas de investigação da Polícia Federal é que um funcionário do Colégio Christus, de Fortaleza, tenha subornado um fiscal que aplicou o pré-teste do Enem na escola e copiado o caderno de questões, em outubro do ano passado. Nove questões do Enem, realizado no fim de semana, foram usadas em um simulado feito por alunos do Christus dez dias antes. A escola foi informada no ano passado de que havia sido sorteada para o pré-teste do Enem. O Inep selecionou os estudantes por amostragem. A aplicação das questões ficou sob responsabilidade do consórcio formado pela Fundação Cesgranrio e FUB/Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe).
No pré-teste são distribuídos 16 cadernos contendo 24 questões cada. Nas fotos postadas por um aluno do Christus no Facebook, é possível ver que os simulados de Ciências da Natureza e matemática tinham 24 questões. Depois da aplicação do pré-teste, os cadernos foram todos recolhidos, levados a Brasília, tabulados e incinerados. O autor das questões selecionadas e compradas pelo Inep deve garantir o sigilo dos itens. A decisão do MEC de obrigar 639 alunos do Christus a fazer nova prova do Enem baseou-se na nota à imprensa divulgada pelo colégio cearense. No texto, a escola afirma que as questões estavam no seu banco de dados próprio. Em outubro do ano passado, além do Ceará, o pré-teste de questões foi realizado em outros quatro Estados.
Informações de A TARDE e do jornal O ESTADO DE SÃO PAULO.