Exclusivo!

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)      O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o pr...

Novidade

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)
     O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o programa Ouvidoria vai à Escola, um trabalho que visa estimular o controle social, fortalecer o exercício da cidadania, além de promover o envolvimento e a aproximação do TCE/BA com o cidadão. A boa notícia é que o Colégio Estadual José Dantas de Souza – CEJDS- foi selecionado para receber o programa. A informação foi prestada por telefone pelo ouvidor adjunto, Paulo Figueiredo. O evento será nesta quinta-feira, 10:30 da manhã. A palestra será para os alunos, professores e funcionários do CEJDS, transmitindo a mensagem de que educação é um direito de todos e um dever do Estado garantir este direito.
Além de reforçar que a participação da família no cotidiano escolar faz toda a diferença, no evento o ouvidor do TCE/BA mostrará ainda como os estudantes podem ter acesso à Ouvidoria, ressaltando a importância dos canais de comunicação com a sociedade. Também levará ao conhecimento da comunidade estudantil a missão institucional, além de apresentar produtos de comunicação como a “Versão Cidadã do Relatório e Parecer Prévio do TCE/BA sobre as Contas do Chefe do Poder Executivo da Bahia”, o vídeo institucional “O TCE mais perto de você”, a cartilha “Heróis da Cidadania conhecem o TCE/BA”, o folder da Ouvidoria "O TCE/BA quer ouvir você" e a revista em quadrinhos “Você no Controle”.
A ideia básica é que os alunos a assumam o papel de auditores sociais. Figueiredo disse que quando os alunos aprendem que é possível contribuir com a melhoria do ambiente escolar, é possível verificar o aumento da motivação para os estudos, o envolvimento de pais com os projetos pedagógicos, a fiscalização de recursos destinados a programas. Ele orientará os alunos a formarem comissões responsáveis por elencar os problemas, documentar e sinalizar as irregularidades. “Queremos que os alunos participem ativamente da administração pública. Cuidem do patrimônio público, se organizem e cobrem dos seus representantes”, disse. 
O ouvidor também deixou claro que “todos podem ajudar na fiscalização da aplicação dos recursos públicos. As pessoas são os principais atores no exercício da participação popular na administração pública”. Paulo Figueiredo dará exemplos práticos de como identificar desvio ou indícios de irregularidades. Ele orienta o cidadão a acompanhar a evolução da obra. “Acompanhar a evolução da obra; fotografar o terreno antes do início; observar o número de operários e se existe uma placa. Armazenar todas essas informações. Não precisa ser engenheiro para perceber a irregularidade”, explicou. Paulo espera que todos os alunos participem do encontro no CEJDS, nesta quinta-feira, 26, às 10:30 da manhã.

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Menor provoca acidente na BA-393

O provocador do acidente foi um menor que dirigia o Uno (foto: Landisvalth Lima)
Nesta sexta-feira (20) por volta das 10 horas da manhã, um Fiat Uno, placa IAC 8426, licença de Aracaju-SE, guiado por um menor, atingiu uma motocicleta de placa JRC 4155, licença de Dias D’Ávila-BA, perdeu o controle e foi parar no meio do pasto. O Uno pertence a um senhor que vive na região do alto da Vaca Brava, local do acidente, denominado Pedrinho. Populares afirmaram que ele emprestou o carro a um menor. O piloto da motocicleta Bros, de prenome Domingos, disse que o carro tentou ultrapassá-lo no local, onde não é permitido, e acabou abalroando a moto. Para não morrer, domingos disse que pulou do veículo e rolou no asfalto, indo parar no mato. O motorista perdeu o controle do Uno e caiu na ribanceira. Por sorte, os dois ocupantes do carro só tiveram escoriações. O piloto da moto teve apenas uma luxação no ombro esquerdo.
O fato vem corroborar com a preocupação dos policias militares que percebem muitos menores conduzindo veículos em Heliópolis e na região. O comandante Cunha, do Destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, tem apreendido vários veículos. Esta ação também está ocorrendo no município de Fátima, que tem o comando do Cabo PM Ruy. A localidade onde ocorreu o acidente pertence a Fátima. Ocorre que o efetivo policial é pequeno e não cobre todo o município. Muitos se aproveitam da situação para cometer infrações.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima)
O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento Cunha, deixou bem claro que não haverá tolerância a veículos irregulares que circulem no município de Heliópolis. Foi o que revelou o policial militar numa palestra nesta quarta-feira (18) no Colégio Estadual José Dantas de Souza. Segundo afirmou o comandante, dezenas de motocicletas já foram apreendidas e a paciência da PM com estas irregularidades está no fim.
Sargento Cunha afirmou que qualquer veículo sem placa, com chassis adulterado, sem documentação ou pilotado por menor será apreendido. Além disso, o sargento chamou atenção para outras irregularidades que podem ser sanáveis e que terão advertência e aplicação de multas na forma da lei.
Sargento Cunha esteve em visita ao CEJDS a convite da direção da escola como palestrante na 2ª Reunião Geral da comunidade escolar. O evento contou com a presença de pais, mães, professores, membros do Colegiado Escolar, Grêmio Estudantil, Líderes de turmas, Associação de Pais e Mestres, que formam ao todo o chamado Conselho Escolar. No evento foram debatidos a evasão escolar, o baixo desempenho dos alunos, as etapas a serem seguidas na última unidade escolar deste ano e as providências que a escola está tomando para a aplicação do Ensino Médio Integral a partir de 2019. Os pais e mães também receberam o boletim escolar com as notas dos seus filhos. 
Como palestrante principal, o sargento contou sua história de vida e chamou atenção da plateia pelo fato de ter sido rejeitado por seis vezes, vagando pela Bahia sem encontrar um lar de seu, e só encontrou guarita quando resolveu estudar. Também participaram do evento o Cabo Ruy, comandante do Destacamento da PM de Fátima, o Soldado Danilo e a vereadora Ana Dalva.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Juíza em Sergipe condena dez da Operação Navalha

João Alves Neto: 17 anos de prisão (foto: JL Política)
Reportagem do Jornal CINFORM, de Aracaju, revela que o filho do ex-governador João Alves, e mais nove réus são culpados pelos crimes de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha
A juíza federal, Telma Maria Santos Machado, julgou e condenou dez réus da Operação Navalha, um esquema criminoso montado para saquear os cofres públicos e desviar recursos dos governos federal e estadual. A Operação deflagrada pela Polícia Federal gerou uma Ação Penal no âmbito do Estado de Sergipe. A Justiça Federal de Sergipe divulgou nesta segunda-feira o resultado do julgamento do processo criminal.
 Os pedidos formulados pelo Ministério Público Federal (MPF) foram acolhidos  em parte pela juíza Telma Machado. Os crimes objeto de análise na denúncia foram os de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha referente ao desvio de mais de R$ 178 milhões das verbas de duplicação da adutora do Rio São Francisco.
A juíza determinou a condenação de dez pessoas.
1. Zuleido Soares de Veras – 26 anos e 06 meses de reclusão e 760 dias-multa no valor de um salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
2. Ricardo Magalhães da silva – 19 anos e 10 meses de reclusão e 562 dias-multa no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
3. Flávio Conceição de Oliveira Neto – 27 anos e 04 meses de reclusão e 836 dias-multa no valor de 1/10 (um décimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
4. João Alves Neto – 17 anos e 02 meses de reclusão e 500 dias-multa no valor de 1/10 (um décimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
5. José Ivan de Carvalho Paixão – 10 anos e 10 meses de reclusão e 287 dias-multa no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
6. Max José Vasconcelos de Andrade – 13 anos e 02 meses de reclusão e 385 dias-multa no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
7. Gilmar de Melo Mendes – 09 anos de reclusão e 275 dias-multa no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
8) Victor Fonseca Mandarino – em 07 anos de reclusão e 185 dias-multa no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
9) Kleber Curvelo Fontes – 5 meses de detenção e substituindo a pena privativa de liberdade por uma de prestação pecuniária no valor de 30 vezes o salário mínimo atual.
10) Sérgio Duarte Leite – 09 anos de reclusão e 275 dias-multa no valor de 1/20 (um vigésimo) do salário mínimo nacional vigente à época dos fatos.
Da sentença cabe recurso para o TRF da 5ª Região. (Jornal CINFORM.COM.BR)

domingo, 15 de outubro de 2017

Poucas & Boas 2017.3

2020 já começou?

Alguns políticos de Heliópolis precisam saber que 2020 só começa após 2018. Ou seja, os resultados de 2018 podem influenciar decididamente na eleição municipal de 2020. Isso quer dizer que não adianta colocar o carro adiante dos bois. Nada está definido e não cabe, portanto, lançar candidaturas agora. Todas que forem lançadas prematuramente morrem na praia. Os últimos anos mostram que os vencedores foram candidatos que ninguém imaginava, muitos deles sem serviços sequer prestados ao município.
A força do desejo...
Há inclusive políticos que, na ânsia de conseguir espaço, empurram os companheiros, tomando-lhes o que foi conquistado com trabalho. Estão esquecidos de que não se vence uma eleição só com o apoio do prefeito. O próprio Ildinho, para vencer, formou um leque de apoio que mais se aproxima de uma colcha de retalhos. Engana-se quem pensar que o grupo tem uma liderança só. Há de fato uma liderança majoritária, que é o prefeito, mas ele sozinho jamais ganharia uma eleição, quanto mais vencer sozinho apoiando um candidato. O único que, no passado, sozinho formava um grupo, hoje está isolado, esquecido e sem força sequer para eleger um vereador. Querer não é poder.
... pode atrapalhar!
Na política heliopolitana, não basta querer. Não basta também só trabalhar achando que o seu esforço será reconhecido. Aqueles que mais trabalham sempre estão a tirar leite de pedras para galgar uma posição política. Não se deve pensar também em reconhecimento. Os que menos fazem mais espaço ocupam. Terá sucesso quem souber se aproveitar do trabalho do outro em seu benefício. Desejo só atrapalha. É melhor deixar o desejo para os seguidores, para os que torcem. Político desejoso de poder só atrapalha a si e aos outros.
Secretário de gabinete
Ex-vereador José Mendonça Dantas
A situação péssima em que se encontra o PT foi um bom negócio para o ex-vereador José Mendonça Dantas. Mesmo sendo do PCdoB, foi encontrar guarita no gabinete da deputada petista Fátima Nunes. Sabendo que o partido já não tem mais aquela dinheirama toda da Petrobrás, a deputada quer ampliar seu eleitorado em solo heliopolense. Desempregado pela primeira vez, Mendonça foi alçado à condição de Secretário de Gabinete, com salário aí próximo dos 4 mil reais. O ex-vereador quer manter-se vivo até 2020 e ele sabe que a escolha do seu nome para liderar o grupo está mais difícil. Agora, uma pergunta fica no ar: será que os deputados do PCdoB sabem disso? Se sabem ou não, pouco importa. Vão ter que engolir.
Uma nova aposta
Valdelício, Fátima Nunes e Zé do Sertão: parceria improvável (foto: gabinete Dep. Fátima Nunes)
A deputada Fátima Nunes não tem tido muita sorte em Heliópolis. Seu último grande apoio foi do vereador Claudivan, que já pagou, muito bem, o que devia. No início deste ano, a deputada flertou com duas figuras conhecidas, como mostra a foto muito bem. Deu xabu! Valdelício voltou ao ninho, se bem que não se sabe realmente qual o ninho de Valdelício, e o vice-prefeito está vivendo o seu ostracismo político. Não se pode duvidar, mas é improvável os dois votando na deputada. Foi uma aposta indicadora do desespero vivido pela deputada em busca do seu quarto mandato.
No muro
Um edil não esconde que um dos seus colegas já não consegue disfarçar o comportamento dúbio na câmara de vereadores. Ele é fiel ao grupo, mas não quer bater de frente com a oposição. Não quer fechar as portas para a possibilidade de um abrigo em 2020. Já chegou ao ponto de até apresentar atestado médico em dia de votação para derrubar proposições dos opositores. O atestado era só para fazer um exame! Já pensou se fosse para uma cirurgia?
Desesperado
O vereador Giomar Evangelista está preocupado com o resultado do julgamento de suas contas à frente da presidência da câmara de vereadores. Como não seguiu a determinação do TCM de pagar os subsídios da vereadora Ana Dalva, vê a possibilidade de suas contas serem rejeitadas. Assim como vibrou por ser o único a ter suas contas aprovadas sem ressalvas, pode amargar o outro lado: o de ter sido o único a ter contas rejeitadas. Para isso, entrou pedindo efeito suspensivo para que o não pagamento à vereadora não entre no mérito do julgamento final. É querer que o gelo não derreta sob um sol de 40 graus. Coisa de desesperado.
Sem solução
A vereadora Ana Dalva continua pagando alto preço no grupo do prefeito Ildinho. Mesmo após a adesão novamente do vereador Valdelício, a sua situação não foi resolvida. Continua sem receber os subsídios e conta com enorme paciência dos credores. Mas é assim mesmo por aqui. O dinheiro só aparece se for para comprar consciências. Direito líquido e certo vem a passos de cágados.
     Boa notícia
      Finalmente os estudantes de Heliópolis já têm sua morada em Aracaju. Este mês o contrato foi fechado. A residência estudantil fica no Rosa Elze, bem próximo à UFS. Méritos para o prefeito Ildinho, que cumpriu a palavra. Também contribuíram o secretário de educação, professor Dênis, e a vereadroa Ana Dalva. Os futuros intelectuais agradecem.

De quem são os 51 milhões de Geddel?

     Por mais paradoxal que possa ser o título desta postagem, ainda não se sabe de quem são, de onde vieram e para que finalidade havia 51 milhões no apartamento do ex-ministro de todos os últimos governos do país. Artigo extraordinário do jornalista J.R. Guzzo, publicado em VEJA, denominado O mistério da caverna, trata da questão. É imprescindível a leitura. Dê um clique AQUI.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

É possível fazer política sem partido?

Uma reportagem interessante da jornalista Fabíola Perez, publicada na edição desta semana da revista semanal ISTOÉ, acende uma luz no fim do túnel do submundo da política nacional. Em época de radicalismos e de recaídas, de predadores republicanos e de pessoas desejosas de chutar o pau da barraca e mandar tudo para o inferno, não deixa de ser um lenitivo o interesse em restaurar a ética e a transparência no setor público a partir da criação, por meio dos jovens, de grupos de mobilização para engajar o cidadão comum e pressionar o Congresso a fim de atender às demandas populares, principalmente em períodos distantes das eleições. Um país que confie em seus políticos e políticos que representem seus eleitores. Esse é o pensamento que perpassa a origem de todos os novos movimentos políticos que surgiram no Brasil no último ano. Eles têm como objetivo reduzir a distância entre a população e a política e são formados por jovens engajados, que fazem parte de uma geração que estudou para batalhar por uma nova democracia.
Os novos grupos propõem mudanças, desenvolvem mecanismos para recuperar a ética, incentivam o surgimento de novos nomes para ocupar cargos públicos e pressionam o Congresso para aprovar as transformações que desejam colocar em prática. “O que há de novo nisso tudo é o que o desejo por uma maior participação nas tomadas de decisão vem acompanhado por novas ferramentas que nos permitem ultrapassar as velhas barreiras da ação coletiva”, afirma Ricardo Borges Martins, cientista social, articulador de diversos movimentos e coordenador do grupo Reforma Que Queremos. “A revolução digital é um marco de repercussões profundas para a democracia”, diz. É por meio dessas plataformas que os movimentos Transparência Partidária, Agora, Acredito, Bancada Ativista e Nova Democracia planejam suas ações, se articulam, cobram transparência, monitoram governos e mobilizam outros cidadãos em torno da crença de que política não se faz apenas por meio do voto.
Para ler a reportagem completa no portal da ISTOÉ, dê um clique AQUI.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

sábado, 7 de outubro de 2017

MP quer acabar com o nepotismo na Bahia. Será?

O MP da Bahia quer o fim do nepotismo nas prefeituras (imagem: Ituruçu on-line)
É verdade que foram significativos os avanços que o Ministério Público proporcionou ao país nestes últimos anos, recuperando uma quantidade fantástica de dinheiro desviado dos cofres públicos. A Operação Lava Jato está aí revelando a nossa banda podre. Entretanto, o Ministério Público da Bahia está devendo muito ao seu povo. A instituição está limitadíssima, sem condições de trabalho e ofuscada propositadamente. Apesar de ter em seus quadros promotores desejosos de realizar um bom trabalho, parece ser algo que foi criado apenas para ser cartorial. Some-se a isso a forte relação, talvez de amizade, entre alguns promotores e os diversos políticos espalhados por esta Bahia de meu Deus!
Lembro-me certa feita, numa época não muito distante, mas sem o protagonismo dos atuais membros do Ministério Público de Cícero Dantas, a atuação lamentável de um promotor tentando me convencer de pedir desculpas a um ex-prefeito, envolvido até o pescoço na Operação 13 de maio, para que se arquivasse um processo do indigitado contra mim. Respondi ao promotor sem titubear: “Quer dizer que a Polícia Federal invade a casa dele e eu é que tenho que pedir desculpas?” Mais adiante ele, percebendo o caminho perigoso que percorria, disse que eu não poderia dizer nada neste blog sobre o que estava ocorrendo naquela sala porque ele colocaria o processo em Segredo de Justiça. Depois, com o tempo, descobri que a atuação benevolente de alguns promotores em relação a políticos não é tão rara assim.
Mas agora parece que surge uma luz no fim do túnel. O Ministério Público da Bahia (MP-BA) definiu como prioridade máxima combater a prática de nepotismo nos municípios do estado. Uma nota técnica pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção à Moralidade Administrativa (Caopam) foi encaminhada em setembro deste ano a todos os promotores de Justiça da área, para reforçar a ação de combate ao nepotismo. A nota classifica como nepotismo qualquer nomeação de parentes de prefeitos até o terceiro grau para cargos políticos, a exemplo de secretários municipais. Dessa forma, o MP declara que será “tolerância zero” ao nepotismo.
E é para se acreditar porque a nota obedece às decisões dos ministros Celso de Mello e Marco Aurélio de Melo do Supremo Tribunal Federal (STF), que entenderam ser nepotismo o preenchimento de cargos políticos por familiares. O posicionamento também atende a Súmula Vinculante 13 do STF. Segundo o coordenador do Caopam, promotor de Justiça Luciano Taques, estas decisões partiram da compreensão de que a Súmula considera como nepotismo a pura e simples nomeação de cônjuge, companheiro, parente ou afim, até terceiro grau, para cargo político. “A caracterização direta do nepotismo independe, nesses casos, da avaliação de qualquer outra circunstância, além da relação familiar ou afetiva. Ou seja: uma vez constatada essa relação, está caracterizado o nepotismo”, explica a nota. Em Heliópolis, por exemplo, o prefeito Ildinho vai ter que pensar em outro secretário de administração. É claro que não será problema porque há muitos em sua equipe com competência para tal.
E não é de agora que o MP da Bahia vem lutando contra o nepotismo, mas de forma lenta. Desde 2016, o MP já expediu recomendações a mais de 60 municípios para exoneração de parentes, até o terceiro grau, de prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais e de vereadores que ocupassem cargos comissionados ou funções de confiança nos órgãos públicos. Com a posse dos novos prefeitos no início deste ano, as recomendações foram novamente expedidas, além de aplicação de Termos de Ajustamentos de Condutas (TAC) e ajuizamento de ações civis públicas. Até setembro, foram instaurados procedimentos contra 32 municípios, quatro ações civis públicas, 37 recomendações e cinco TACs. O MP acompanha o cumprimento dos pedidos e termos. O Caopam orienta os promotores de Justiça a resolveram a questão, o máximo possível, de forma extrajudicial, ou seja, sem mover uma ação no Poder Judiciário.  
Aproveitamos também para alertar ao MP-BA que o TAC assinado pelo ex-governador Jacques Wagner, ainda no seu primeiro mandato, nunca foi cumprido até então. O petista se comprometeu a realizar concurso público para preenchimento das milhares de vagas existentes no magistério. Wagner se reelegeu, fez seu sucessor e os professores no Estado da Bahia continuam sendo contratados pelo famigerado REDA. Pior ainda é saber que uma outra modalidade vem sendo usada, embora não seja ilegal, de forma abundante: a contratação temporária de estagiários. Se olharmos a situação dos municípios baianos então, nossa! É realmente uma missão hercúlea, mas sem um MP atuante, a Bahia continuará a ser a terra onde a amizade, a propina e o jogo de interesses sufocam sempre as leis e o interesse público.
O mapa do nepotismo na Bahia
Vários prefeitos de cidades baianas nomearam familiares para comandar secretarias e cargos comissionados no interior baiano. Além de Heliópolis, caso já aqui descrito, a maioria já teve recomendação para que os gestores exonerem os parentes. Dentre todas as ocorrências, três foram levadas à Justiça. Em Morro do Chapéu, Léo Dourado (PR) recebeu determinação da Justiça para exonerar cinco parentes nomeados na prefeitura. Entre os quais, a mãe e uma prima. Ele cumpriu a sentença. Em Itabuna, o MP acionou o prefeito Fernando Gomes (DEM) por ter nomeado como secretários a esposa, Sandra Neilma (Assistência Social), e um sobrinho, Dinailson Oliveira (Administração). Ainda não há decisão judicial sobre o caso. No início da gestão, ele exonerou o filho, Sérgio Gomes, da Secretaria de Transporte, após denúncias da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que ganharam repercussão nacional.
O processo do MP mais recente foi contra o prefeito de Biritinga, Antônio Celso Avelino de Queiroz (PDT), que colocou duas filhas e um genro para comandarem secretarias. As recomendações pedindo a exoneração de parentes ocorreram em Teixeira de Freitas e mais sete municípios da região de Jacobina. No primeiro, a orientação foi pela retirada de seis familiares do prefeito Temóteo Alves de Brito (PSD) - sendo três sobrinhos - e de secretários e vereadores. Também foram notificados os prefeitos de Caém, Gilberto Matos (PMDB), Mirangaba, Adilson do Banco (PMDB), Ourolândia, João Dantas (PMDB), Serrolândia, Gonçalves do Sacolão (PCdoB), Umburanas, Roberto Bruno (DEM), e Várzea Nova, Joãozinho (PSL).
 O prefeito de Jacobina, Luciano Pinheiro (DEM), já havia desligado a  esposa, Aline Pinheiro, da chefia de gabinete. No entanto, uma nova recomendação foi feita para que ele tirasse parentes da prefeitura. Em Santaluz, a prefeita Quitéria Carneiro Araújo (PSD) não cumpriu a recomendação para exonerar o marido e ex-prefeito Joselito Carneiro de Araújo Júnior da Secretaria da Administração. Já em Teofilândia, o prefeito Tércio Nunes (PDT) foi notificado para exonerar duas irmãs que ocupam as secretarias de Assistência Social e Educação e de Cultura, Esporte e Lazer. Em Itamaraju, o prefeito Marcelo Angênica (PSDB) colocou como secretárias sua esposa, Fabiana Angênica (Assistência Social), e a mulher do vice-prefeito, Juciara Pereira (Educação, Esporte e Cultura). Em Ibipitanga, o MP recomendou que o prefeito Edilson Souza (PDT) exonere parentes, mas não divulgou quantos e a relação de parentesco.  
Recomendações também foram feitas ao prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge Costa (PMDB). Nesse caso, contudo, os três parentes (um filho, um cunhado e uma cunhada) são da secretária de Desenvolvimento Social, Eliene Paiva. Em Teodoro Sampaio, o prefeito José Alves da Cruz (PR) nomeou como coordenador de Cultura Guilherme Santos Vieira, filho do vice, Evilásio Vieira (PSL). Em Santa Bárbara, o Jailson Costa (PT) colocou a esposa, Rosenilda Ramos, como secretária de Assistência Social. Em Brumado, Eduardo Vasconcelos (PSB) teve que tirar em maio 12 pessoas da gestão após recomendação do MP, que identificou nepotismo. Entre os desligados estava o filho, Rodrigo Vasconcelos, que comandava a Secretaria de Agricultura. Em Eunápolis, o gestor José Robério Batista de Oliveira (PSD) também seguiu a orientação do MP e exonerou Rodrigo Baioco, irmão do vice-prefeito Flávio Baioco.
O maior número de pessoas exoneradas por nepotismo veio de Cafarnaum, onde a prefeita Sueli Novaes (PR) teve que demitir 13 pessoas, acatando orientação do MP. Também seguiram as ordens os prefeitos de Dom Basílio, Itiruçu e Serrinha. Vários desses casos já foram resolvidos, mas muitos prefeitos estão levando a coisa na base do “deixa ver o que vai dar” e podem pagar caro. Vamos aguardar!

Com auxilio informativo de reportagens do Bahia Notícias e Correio.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

TCE pede para investigar governador Rui Costa

TCE pede investigação do governador Rui Costa (foto: Correio 24 horas)
A Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE-BA) quer abertura de investigação contra o governador Rui Costa (PT), o secretário de Desenvolvimento Econômico Jaques Wagner, o procurador-geral do Estado, Paulo Moreno, o deputado federal Afonso Florence e o chefe de gabinete de Rui, Cícero Monteiro, por possíveis irregularidades na execução de um convênio firmado pelo Executivo com o Instituto Brasil. A Corte enviou cópias de um processo que aponta irregularidades no contrato para o Ministério Público da Bahia (MP-BA), Ministério Público Federal (MPF), à Procuradoria Geral da República (PGR), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), à Câmara dos Deputados, ao Tribunal Federal de Recursos (TRF) da 1ª Região e à Procuradoria Geral do Estado (PGE). Com isso, os órgãos devem apurar possível prática de ilícito disciplinar, criminal e ato de improbidade contra os citados. Florence, Monteiro, além da ex-presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele Paiva, e outros seis ex-dirigentes da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano a devolverem mais de R$ 11 milhões aos cofres públicos por conta das ilegalidades apontadas no convênio. Em 2014, às vésperas do pleito que elegeu Rui Costa governador do Estado, Dalva Sele foi pivô de um escândalo. Em entrevista, à revista Veja a ex-dirigente da entidade denunciou um suposto esquema que teria desviado mais de R$ 6 milhões do Fundo de Combate à Pobreza para as campanhas eleitorais do PT, por meio de recursos de convênios para a construção de casas populares, que não eram feitas.
 O convênio visou a construção de 1.120 casas populares e a realização de cursos de capacitação de mão de obra para 510 pessoas. Na época do convênio, Florence era titular da Sedur. No seu voto, o relator do processo, conselheiro Pedro Lino, ainda determinou que o também ex-secretário da pasta e atual chefe de gabinete do governador Rui Costa, Cícero Monteiro, a ressarcir o erário em R$ 3,6 milhões. Entre as irregularidades apontadas pela Corte de Contas, estão a existência de notas fiscais falsas no valor de R$ 3,7 milhões, a comprovação irregular de despesas, transferência e movimentação irregular de recursos. Dalva Sele Paiva ainda terá que pagar duas multas, uma delas de 5% dos R$ 8 milhões repassados ao Instituto Brasil, pelo dano causado ao erário, e outra, de R$ 19.747,82, pelas irregularidades apontadas na execução do convênio. O ex-secretário Afonso Florence também foi punido com duas multas, uma no valor de 1% do montante repassado e outra de R$ 10 mil. Já Monteiro terá que pagar multa de 1% do valor da parcela de R$ 3,6 milhões, e outra de R$ 5 mil. Os servidores da Sedur Leda Oliveira de Souza (Diretora Geral), Valdirene dos Santos Nascimento (Coordenadora de Convênios), Lincoln Machado Marques (Coordenador II), Liana Silvia de Viveiros de Oliveira (Superintendente de Habitação), Maria Auxiliadora da Silva Lobão (Diretora de Planejamento Habitacional) e Ana Cristina Correia do Vale (Coordenadora de Acompanhamento e Avaliação de Programas Habitacionais), foram multados em R$ 4 mil, mais 0,1% sobre o total dos R$ 8 milhões. A ex-diretora geral Leda Oliveira de Souza ainda terá que pagar mais duas multas, uma de R$ 5 mil e a outra correspondendo a 0,2% sobre o valor total repassado.

As informações são do Bahia Notícias.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Moro recebe prêmio e diz que a era dos barões da corrupção está chegando ao fim


     O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância, recebeu honraria da Universidade de Notre Dame nesta segunda-feira (2), em São Paulo.
Segundo a instituição, o Notre Dame Awards é concedido a pessoas que são "pilares de consciência e integridade, cujas ações beneficiaram seus compatriotas".
     O prêmio existe desde 1992 e já foi entregue a pessoas como Madre Teresa de Calcutá, o ex-presidente norte-americano Jimmy Carter e o irlândes John Hume, agraciado com o Nobel da Paz em 1998.
     "No caso do Dr. Moro, a universidade reconhece que ele está envolvido em nada menos que a preservação da integridade de sua nação, apesar de sua aplicação firme e imparcial da lei. Ao abordar os problemas prejudiciais da corrupção pública de uma maneira justa, mas zelosa, o Dr. Moro fez diferença marcante para todos os brasileiros e para a humanidade em geral na nossa sede universal de justiça", comentou o presidente da universidade, John I. Jenkins.
     Ao premiar o juiz, a universidade citou que o juiz brasileiro modelou sua atividade jurídica com base na Operação Mãos Limpas, que envolvia investigações sobre a corrupção na Itália, na década de 1990.
     A instituição também relembrou que o magistrado paranaense teve papel fundamental no "caso Banestado" - escândalo de evasão de dezenas bilhões de reais do Banco do Estado do Paraná, também, na década de 1990.
"Sérgio Fernando Moro e sua equipe deram nova esperança aos brasileiros e a milhões de pessoas em todo o mundo que desejam honestidade no governo. Como resultado do bom trabalho do Dr. Moro, o Brasil, em vez de ser infame pela corrupção, tornou-se um farol para o resto do hemisfério sobre como lutar contra isso", disse a universidade, em nota.
     Ao agradecer, Moro fala sobre ditadura e 'império da lei'
     Em discurso, Moro agradeceu à universidade, dizendo-se profundamente honrado com o prêmio e prestando condolências às vítimas do atentado a tiros em Las Vegas. Ele também falou sobre a ditadura no Brasil.
     "Os cidadãos brasileiros recuperaram em 1985 todos os seus direitos e liberdades democráticas depois de mais de vinte anos de ditadura militar. As Forças Armadas brasileiras tiveram um grande e importante papel na história do Brasil. Elas foram responsáveis pela independência e a integridade territorial do Brasil, mas esse período de Ditadura Militar foi - sem qualquer dúvida - um grande erro", disse.
     O juiz afirmou no evento de premiação que a "era dos barões da corrupção" está acabando. "A era dos nossos barões da corrupção está chegando ao fim e o império da lei está se tornando uma possibilidade real no Brasil. O objetivo é democracia com integridade".
     Do G1 do Paraná e do portal O Antagonista.

sábado, 30 de setembro de 2017

Poucas & Boas 2017.2

Michel Temer está destruindo a pesquisa científica do Brasil (foto: Notícias ao Minutos)
O exterminador do futuro 
O orçamento deste ano do Ministério das Comunicações, Ciência e Tecnologia é o menor de todos os tempos, com cerca de R$ 3,2 bilhões disponíveis (depois do contingenciamento de 44% no início do ano) para o financiamento de pesquisas e pagamentos de bolsas em todo o País. Isso equivale a um terço do que o ministério tinha quatro anos atrás (antes de ser unificado com a pasta de Comunicações), e a proposta inicial do governo para 2018 é reduzir esse valor ainda mais, para R$ 2,7 bilhões. O governo Michel Temer entrará para a história como aquele que sepultou a pesquisa científica no país. Um país sem ciência não tem futuro.
Saque do PIS/PASEP
A partir do dia 17 e outubro, começa a primeira etapa do pagamento das cotas do PIS/Pasep. Os recursos serão liberados em três fases, segundo calendário anunciado na última quinta-feira (veja abaixo), e a previsão é de que sejam disponibilizados 15,9 bilhões de reais, para 8 milhões de pessoas. A Caixa, responsável pelo PIS e o Banco do Brasil, que cuida do Pasep, disponibilizaram sites para a consulta dos valores – a média é de 1.200 reais por pessoa. As cotas do PIS e do Pasep foram acumuladas por trabalhadores que estiveram empregados entre 1971 e 1988. Elas podem ser sacadas em casos especiais, como aposentadoria, invalidez, ou após a idade mínima (65 anos para homens, e 62 para mulheres). Enquanto não são sacadas, essas cotas geram rendimentos, que podem ser recebidos anualmente. Quem ingressou no mercado de trabalho após 1990 tem direito a outra modalidade do PIS/Pasep, que são os abonos salariais. Eles também são pagos anualmente. Nesse caso, não há cota a ser sacada.
Avenida São José, em Poço Verde
Depois das lagoas abertas pelas constantes chuvas de setembro, agora os moradores da avenida São José, que a liga a Santa Cruz até a BA 393, estrada para a cidade de Heliópolis-Ba, começam a sofrer o segundo tempo do jogo. É que os buracos estão secando e a poeira começa a circular no ar. Além de provocar várias doenças respiratórias, as digníssimas senhoras que cuidam do lar já soltam uma quantidade razoável de impropérios. Alguns deles estão reservados ao prefeito de Poço Verde, que, com o orçamento apertado, procura saídas para resolução do problema. Mas, cá entre nós, bem que o dinheiro de Aviões do Forró daria para resolver a situação. E ainda sobrava!
Ficha Limpa municipal
A Rede Sustentabilidade está com uma campanha de ampliar a Lei do Ficha Limpa para todos os municípios da Bahia. Um município não vai precisar: Heliópolis. É que já há uma lei aprovada desde 2012, apresentada pela vereadora Ana Dalva. Estão proibidos de ocupar os cargos ou funções de Secretários Municipais, Ordenadores de Despesas, Diretores de Escolas, Departamentos e Órgãos públicos nos três níveis de Poder, Sociedades de Economia Mista, Conselhos, Fundações e Autarquias do Município de Heliópolis quaisquer pessoas que não tenham idoneidade jurídica e moral.
Benefícios cortados
O leitor que recebe algum benefício pela Previdência Social fique de olho em pé. É que estão cancelando uma quantidade razoável em nossa região. E as alegações dos órgãos competentes são: não fez perícia médica ou não se recadastrou. Na verdade, estão atirando primeiro e perguntando depois quem é. O país está quebrado pela irresponsabilidade dos governos populistas e incompetentes e, agora, administrado por um político que venderá a pátria para continuar no cargo. Eles apostam que, no futuro, todos esquecerão e darão votos generosos novamente.
Poço Verde a Simão Dias
Quem precisa viajar pela rodovia SE-316, que liga o município de Poço Verde a Simão Dias, tem reclamado muito do estado da estrada. Não há necessidade nem de citar a quantidade de buracos. Isso é o mínimo porque são vários os problemas. Não há acostamento, a sinalização vertical e a horizontal desapareceram e já nem mais adianta operação tampa buraco porque o asfalto já está deteriorado de tão velho. Coisa é para quem precisa trafegar pela estrada à noite. Se cair uma chuva, aí é quase o inferno. O governo está recuperando a rodovia que liga Poço Verde a Tobias Barreto, mas não há perspectiva para a SE-316 e o escoamento da grande safra de grãos este ano será marcado por vários acidentes. Enquanto isso, Jackson Barreto sonha com uma cadeira no senado.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Memórias de um Sargento de Milícias

Cheio de Arte: Memórias de um Sargento de Milícias: Dê um clique aqui e assista ao vídeo produzido pelos alunos do 2º ano B do Colégio Estadual José Dantas de Souza - CEJDS - em Heliópolis - Bahia.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Drogas e ostracismo

Vídeo produzido pelos alunos do 3º ano A do Colégio Estadual José Dantas de Souza - CEJDS - em Heliópolis - Ba, sobre a questão das drogas no meio da juventude e o isolamento e ostracismo dos adolescentes, exibido na 1ª Fecultarte - Feira de Cultura, Ciência, Arte e Tecnologia.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Cheio de Arte: Clara dos Anjos

Cheio de Arte: Clara dos Anjos: Dê um clique aqui e assista ao vídeo produzido pelos alunos do 3º ano A do CEJDS, uma adaptação do romance de Lima Barreto. 

domingo, 24 de setembro de 2017

A questão do preconceito



     A reportagem acima foi produzida pelos alunos do 1º ano A do Colégio Estadual José Dantas de Souza - CEJDS - em Heliópolis - Bahia, como avaliação da disciplina LPLB, ministrada pelo professor Landisvalth Lima, exibida durante a 1ª Fecultarte - Feira de Cultura, Ciência, Arte e Teconologia do Colégio Estadual José Dantas de Souza.

Quadrilha que matava políticos foi presa

Gordo, Donga e Adagilson eram assassinos de políticos (foto: Blog do Joilson Costa)
Os políticos da Bahia, Sergipe e Pernambuco podem respirar aliviados, pelo menos por enquanto. É que uma operação realizada entre as polícias Militar e Civil da Bahia e de Sergipe desarticulou, na última sexta-feira (22) uma quadrilha responsável por diversos homicídios de políticos nos dois estados, além de Pernambuco. Com o grupo, que se escondia na cidade baiana de Pedro Alexandre, no Nordeste da Bahia, foram apreendidos um fuzil AR15, uma espingarda calibre 12 e duas pistolas.
Foram presos em flagrante, Cleciano Vieira Santos, o  'Gordo', de 34 anos, Adomarcos Silva Souza, o 'Donga', 37, e Adagilson Nunes de Jesus, 48. Segundo divulgado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), o homicida Uilson Gonçalves de Souza reagiu à abordagem, foi atingido e não resistiu aos ferimentos.
Na Bahia, o grupo é investigado pela morte do ex-prefeito do município de Pedro Alexandre, Petrônio Pereira Gomes, e da tentativa de homicídio contra o vice-prefeito Tonho de Zezinho, que teve o carro alvejado por mais de 60 tiros. Ele reconheceu os autores.
Em Sergipe, eles são suspeitos da morte do presidente da Câmara de Carira, Jailton Martins de Carvalho, conhecido como Jailton do Preá e do assassinato do ex-vereador Claudeir dos Santos, conhecido como Pinho de Santa Rosa, morto em março deste ano, na cidade de Poço Redondo.
Em solo pernambucano eles são suspeitos de praticarem homicídios e tentativas também contra políticos. Pela Bahia atuaram na operação militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Nordeste e policiais civis do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

(Por SSP-Bahia e Blog do Joilson Costa)

sábado, 23 de setembro de 2017

Cheio de Arte: A nova Califórnia

Cheio de Arte: A nova Califórnia. Clique aqui e veja  o vídeo produzido pelos alunos do 1º A do CEJDS sobre o conto homônimo de Lima Barreto, exibido na 1ª FECULTARTE.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

2º dia da 1ª Fecultarte teve dança, vídeo e teatro

A 2ª noite da 1ª Fecultarte foi dominada pela dança e pelo teatro (foto: Landisvalth Lima)
O Colégio Estadual José Dantas de Souza – CEJDS – da cidade de Heliópolis-Ba, realiza a sua 1ª Fecultarte – Feira de Cultura, Ciência, Arte e Tecnologia. Nesta quinta-feira (21) foram exibidos vídeos das disciplinas de LPLB, Espanhol e Teatro. Pela manhã e pela tarde foram exibidos os trabalhos dos alunos para avaliação em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira – LPLB. Alunos do 3º ano A matutino exibiram uma reportagem sobre Drogas e ostracismo na vida da juventude de Heliópolis. Ainda como reportagem, os alunos do 2º ano apresentaram trabalho sobre a Evasão escolar. Também foram feitas adaptações para o cinema. O conto A nova Califórnia, de Lima Barreto, foi uma concepção dos alunos do 1º ano A. O 3º ano A adaptou Clara dos Anjos, também de Lima Barreto, e os alunos do 2ª ano filmaram Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida, e O Seminarista, de Bernardo Guimarães. 
No horário noturno foram apresentadas as produções de dança e teatro. O 2º ano adaptou o romance Dom Casmurro, de Machado de Assis. Na dança, apresentaram Ritmos urbanos. O 1º ano A fez um espetáculo dançante em torno da Tropicália. A noite foi encerrada com a apresentação de uma espécie de estrogonofe de ritmos patrocinados pelo 3º ano A, que foi do tango ao forró. As apresentações foram encerradas somente às 23 horas e valiam como nota da disciplina de LPLB da 2ª unidade. O professor Landisvalth destacou muitos talentos entre os alunos e disse que, além de profissionais das áreas mais cobiçadas, o CEJDS poderá revelar atores, atrizes, jornalistas, poetas e professores da área de humanas. E afirma que este ano, apesar de tantos problemas de última hora, os alunos, em sua maioria esmagadora, pisaram nas dificuldades e sempre encontravam uma solução criativa. “É como no teatro. Sempre dá certo e ninguém sabe por quê. É um mistério!”, finalizou.
Para ver mais fotos do evento, dê um clique AQUI.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

1ª Fecultarte leva bom público ao CEJDS

A farsa de Inês Pereira encerrou o primeiro dia da 1ª Fecultarte do CEJDS (foto: Landisvalth Lima)
O Colégio Estadual José Dantas de Souza – CEJDS – da cidade de Heliópolis-Ba, realiza a sua 1ª Fecultarte – Feira de Cultura, Ciência, Arte e Tecnologia. Nesta quarta-feira (20) foram feitas as exposições em torno do tema Heliópolis e seus periféricos. As salas trataram de petróleo, literatura, música, comunicação, alimentação, biomas, economia, meio ambiente, esporte, história, gastronomia e outros diversos temas relacionados direta ou indiretamente ao município.
Além disso, a 1ª Fecultarte recebeu o apoio dos trabalhos do ECCA, evento de Língua e Literatura, e o Transformaê, realização da Secretaria Estadual de Educação. Foram exibidos durante o dia vários vídeos sobre temas da atualidade, exemplo foi a questão do preconceito. Também foram feitas adaptações de clássicos das literaturas brasileira e Portuguesa, caso de O Seminarista, de Bernardo Guimarães, A nova Califórnia, de Lima Barreto, bem como vários clips relacionados, por exemplo, à disciplina de Espanhol.
O encerramento do primeiro dia se deu às 20 horas, com a exibição da peça teatral A farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente, montada pelos alunos do 1º A do turno matutino. O evento segue nesta quinta-feira (21), com a exibição de novos vídeos e outros eventos. Pela noite estão previstas duas apresentações de dança e mais uma peça de teatro. O evento contou com a presença de várias escolas da cidade e também de alunos e professores do Colégio Estadual Professor João de Oliveira, de Poço Verde-Se.

Para ver mais fotos do evento, dê um clique AQUI.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Garota é filmada sendo espancada

Garota foi espancada em Eunápolis (foto: reprodução)
Estamos doentes seriamente. Não é comum vermos cenas como a que mostra o vídeo do Canal 64, onde uma jovem está sendo espancada por outros igualmente jovens. O portal Bahia Notícias divulgou hoje que os policiais de Eunápolis, na Costa do Descobrimento, procuram um grupo de jovens acusados de espancar uma jovem. As cenas de selvageria foram filmadas por um comparsa dos agressores em um sítio, no bairro Alecrim. Segundo a Polícia, via Radar 64, a suspeita é que os agressores, e a vítima, são de uma das facções do tráfico de drogas da região. Não se sabe o que motivou o espancamento da jovem. No começo da gravação, dois homens desferem socos e chutes na garota. Depois, eles usam pedaços de pau para espancá-la. Dois outros acusados assistem ao espancamento, um incentivando as agressões e outro filmando a tortura com um celular.  A Polícia informou que qualquer informação sobre os acusados pode ser repassada, sem necessidade de identificação, para o número (9090 73) 98196-3666. Ainda segundo o site, a jovem teve diversos ferimentos, mas não corre risco de morte. O vídeo foi retirado do YouTube e a política já tem pistas dos nomes dos espancadores. Lamentável é saber o fato de que quanto mais descem a ladeira os índices negativos da nossa educação, mais sobem os índices de violência entre os jovens provocados pelo uso e comercialização das drogas.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Resumo de Lula em depoimento: Ataques a Palocci, MP e Globo

Estiagem em 173 municípios da Bahia. E Heliópolis?

O açude de Heliópolis secou, mas já está bem cheio. (foto: Landisvalth Lima)
O Diário Oficial do Estado da Bahia publicou nesta quinta-feira (14) uma lista de municípios em situação de emergência por estiagem com decreto reconhecido pelo governo estadual. O total é de 173 cidades. Até aí, nada demais. Todos nós sabemos que a época é realmente de lamúria para vários municípios baianos. O lago de Sobradinho, por exemplo, está com menos de 6% de sua capacidade e a vazão foi reduzida para 550 m3. A surpresa é ver o nome de Heliópolis e outros municípios de nossa região. Todos sabem muito bem que nosso inverno foi muito chuvoso e nunca tivemos um mês de setembro com tanta chuva e frio. Se ampliarmos a região, o município que menos choveu na primeira semana de setembro foi Uauá, com 18,8 mm3, segundo dados do Inema. Jeremoabo alcançou índices de 68,8 e Olindina, que não está na relação, chegou a históricos 75 mm.
É de se estranhar, portanto, o nome de várias cidades desta região na lista. Ou é incompetência dos responsáveis pelo setor ou a velha e imortal politicagem, os conhecidos afagos do governo para conquistar prefeitos. Mais estranho ainda é saber que há outras necessidades urgentes para estes municípios, que vão desde recuperação de estradas até melhoria de escolas, e clamam por recursos do governo. O tempo passa e as velhas práticas típicas da era dos coronéis continuam vivas na nossa velha e querida Bahia de Todos os Santos. Segue abaixo a lista dos municípios que, conforme o decreto, terão todos os órgãos estaduais participantes de ações com o objetivo de buscar soluções para restabelecer a normalidade e preservar o bem-estar da população. 
São eles: Abaíra, Abaré, Adustina, América Dourada, Andaraí, Anguera, Antas, Antonio Gonçalves, Aracatu, Araci, Barra do Mendes, Biritinga, Boa Nova, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boninal, Boquira, Botuporã, Brejões, Brotas de Macaúbas, Brumado, Caetanos, Caém, Cafarnaum, Caldeirão Grande, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Candeal, Cândido Sales, Cansanção, Capim Grosso, Caraíbas, Carinhanha, Casa Nova, Castro Alves, Caturama, Central, Cícero Dantas, Cipó, Conceição do Coité, Condeúba, Contendas do Sincorá, Cordeiros, Coribe, Encruzilhada, Érico Cardoso, Euclides da Cunha, Fátima, Filadélfia, Feira de Santana, Gavião, Gentio do Ouro, Glória, Guajeru e Guanambi, Heliópolis, Iaçu,, Ibiassucê, Ibicoara, Ibipeba, Ibiquera, Ibirapuã, Ibitiara, Ibititá, Igaporã, Ipecaetá, Ipirá, Ipupiara, Irajuba, Iramaia, Iraquara, Irecê, Itaberaba, Itaguaçu da Bahia, Itaquara, Itarantim, Itatim, Itiruçu, Ituaçu, Iuiú, Jacaraci, Jacobina, Jaguaquara, Jeremoabo, Juazeiro, Jussara, Jussiape, Lafaiete Coutinho, Lagoa Real, Lajedinho, Lamarão, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Macajuba, Macaúbas, Mairi, Malhada de Pedras, Malhada, Mansidão, Marcionílio Souza, Miguel Calmon, Milagres, Mirangaba, Mirante, Morpará, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucugê, Mulungu do Morro, Mundo Novo, Muquém do São Francisco, Nova Fátima, Nova Itarana, Nova Redenção, Nova Soure, Novo Horizonte, Novo Triunfo, Oliveira dos Brejinhos, Ourolândia, Palmas de Monte Alto, Palmeiras, Paramirim, Pedro Alexandre, Piatã, Pilão Arcado, Pindaí, Pindobaçu, Pintadas, Piripá, Planalto, Poções, Ponto Novo, Presidente Dutra, Quijingue, Quixabeira, Rafael Jambeiro, Retirolândia, Rio de Contas, Rio do Antônio, Rio do Pires, Rodelas, Santa Bárbara, Santa Brígida, Santa Inês, Santaluz, Santanópolis, São Félix do Coribe, São Gabriel, Sao José do Jacuípe, Saúde, Seabra, Sebastião Laranjeiras, Senhor do Bonfim, Sento Sé, Serra Preta, Serrolândia, Sítio do Quinto, Sobradinho, Souto Soares, Tanque Novo, Tanquinho, Tremedal, Tucano, Uibaí, Umburanas, Urandi, Valente, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Várzea Nova, Wagner e Xique-Xique.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Da teimosia como doença

                                        Landisvalth Lima
A teimosia pode virar uma doença crônica
Hoje, após uma audiência de um processo movido pelo vereador Giomar Evangelista contra mim, percebi que há certas coisas que não têm cura. Uma delas é a teimosia. Ela é uma doença, que uma vez instalada nas profundezas de um ser, é devastadora. Pode ter consequências inimagináveis. Não é exagero dizer que, em casos extremos, ela pode ser fatal. A teimosia é tão forte que a sua única cura é ela mesma. Isso me fez ver que só Giomar curará o próprio Giomar. Trata-se de um ser único. Espécie rara na face da terra.
O processo que ele moveu contra mim alega que eu cometi injúria, calúnia e difamação em uma postagem aqui publicada no Landisvalth Blog, em 20 de julho de 2017. Para que o leitor tenha ideia do que estou falando, ou não se lembre da postagem, dê um clique AQUI. Na verdade, foram duas postagens. Para ler a outra, dê um clique AQUI.
Isso mesmo. O vereador Ronaldo Santana (PSL) e a vereadora Ana Dalva (REDE) entraram com duas denúncias contra o vereador Giomar Evangelista (PTB). Alegaram fatiamento de compras para evitar licitação, também contratação de empresas da cidade de Itabuna e pagamentos irregulares. Os processos foram protocolados no Ministério Público da Bahia e no TCM – Tribunal de Contas dos Municípios. Um deles já tem decisão no TCM e ele vai ter que pagar multa de 1 mil reais. Saiu barato. Os do MP ainda aguardam julgamento. Como ele não pode fazer nada contra os colegas, encontrou um jeito de promover sua teimosa vingançazinha: processou a mim.
Antes de mais nada, estou consciente que só noticiei o que estavam nos respectivos processos. Está claro que tal notícia é negativa para sua carreira política. Se é assim, caberia a Giomar, se realmente quisesse mostrar que ele estava sendo vítima de uma falsa notícia, ou uma notícia fabricada, exigir o seu direito de resposta. Logo em julho de 2016, entrou com um processo para contra o Landisvalth Blog e contra a vereadora Ana Dalva e exigiu a retirada da postagem e o pagamento de multa eleitoral num período em que ainda nem mesmo havia sido deflagrada a campanha política. Foi arquivado.
Achando que as leis foram feitas para satisfazer suas vontades, o atrapalhado vereador entrou com processo crime contra mim, defendendo minha prisão, numa peça jurídica que pareceu ter sido coisa feita por estudante no primeiro semestre de Direito. Se achando mais inteligente que todo o resto do mundo, o boquirroto vereador usa o processo judicial como forma de encurralar aqueles que ele tem por adversário. É o mesmo Giomar que mudou um trecho do Regimento Interno da Câmara Municipal para justificar o não pagamento constitucional da vereadora Ana Dalva e ainda usou isso como argumento. Também é o mesmo que não seguiu a determinação do juiz da Comarca de Cícero Dantas e desafiou o TCM. Saiu da Câmara Municipal sem pagar a mesma vereadora e sente orgulho ímpar do que fez.
A teimosia do nosso personagem infeliz marcou presença também na audiência. O juiz foi o dr. José Brandão, de reputação inatacável. Um juiz no sentido detalhista da palavra. Explicou o magistrado que aquilo poderia acabar ali mesmo. Sugeriu retratação, pagar cesta básica, direito de resposta. Eu, com todo respeito ao dr. José Brandão, não aceitei retratação ou pagar cestas básicas porque tinha a consciência de que não cometi crime algum, mas daria espaço para que o vereador pudesse se defender das acusações. Estão achando que eu fui teimoso? Giomar não aceitou nada, mesmo diante de argumentos calmamente colocados pelo juiz. O dr. Brandão voltou-se para mim e insistiu no pagamento de cestas básicas para arquivar o processo. Fiz ver a ele que Giomar utilizaria tal fato para espalhar aos quatro cantos que havia me condenado e que ele seria uma espécie de Superman.
Enfim, o processo continuará e a minha advogada, dra. Leidivalma Lima, já está tomando as providências. O processo foi enviado ao Ministério Público para análise, onde se encontrará com os dois dedicados a ele pelos vereadores Ronaldo e Ana Dalva. Ou seja, graças à teimosia de um vereador mimado, um juiz, um escrivão, dois advogados, um promotor, sem contar as duas partes envolvidas, estão sendo ocupados para satisfazer a vaidade teimosa de um vereador que acha ter sido vilipendiado em sua honra. A Justiça já está empanturrada de processos e não merece protagonizar tal capítulo. É muito desperdício.
E não adianta ninguém tentar mudar o que está na cabeça de Giomar Evangelista. A doença está em sua fase avançada e o mundo tem que atendê-lo. É o ápice. É a teimosia crônica, quando o paciente acredita em suas próprias mentiras.

sábado, 9 de setembro de 2017

Esquerda uruguaia dá lição ao PT

Raul Sendic é forçado a renunciar no Uruguai (foto: El País)
Não vamos aqui relatar as diferenças entre o Mojica e o Lula. Elas são óbvias em todos os aspectos, desde como liderança política até como administrador. Também não há necessidade aqui de dizer que o ex-presidente uruguaio continua com o mesmo carro, o mesmo sítio e com a mesma simplicidade. Ya por cá, nosotros hacemos de cuenta que el hombre no es dueno de lo sitio de Atibaia.
Só que hoje ficamos sabendo que o vice-presidente do Uruguai, Raul Sendic, renunciou em meio às alegações de corrupção do tempo em que era chefe de petróleo da estatal ANCAP. Sendic anunciou sua renúncia neste sábado (9), após seu partido político determinar que ele pode ter se envolvido em "uso inaceitável de recursos públicos". Vejam bem, foi o partido que forçou a renúncia dele. Isto é o que faz um partido comprometido com sua nação. E não ficou só por aí. O partido o acusou de mentir em defesa própria.
Los Hermanos petistas, de ayer y de hoy, necessitan de oir y leer esto! As denúncias surgiram em junho deste ano, quando a publicação semanal Busqueda noticiou que, entre 2010 e 2013, Sendic usou cartões de crédito corporativos para a compra de joias, eletrônicos, móveis e outros itens em lojas de departamento. Dois jornalistas também publicaram cópias das faturas dos cartões de crédito. Sendic não conseguiu explicar as compras durante seu julgamento e disse que pareciam "estranhas". Ou seja, os jornalistas não foram acusados de representantes do imperialismo americano, nem taxados de golpistas. No Uruguai, político roubou, tem que se afastar imediatamente dos cargos. Aqui, querem novos mandatos para ele.
Viva el pueblo uruguaio. Viva la isquierda de los Hermanos del sur! LLegará el dia em que haremos igual! Asta luego!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Mais dinheiro de corrupção. Onde vamos parar?

Dinheiro achado em apartamento de Geddel em Salvador.
Mesmo com a Operação Lava Jato em pleno vapor, os corruptos não param. E não importa se estejam ou já estiveram em cargos. Após investigações decorrentes de dados coletados nas últimas fases da Operação Cui Bono, a PF chegou a um endereço em Salvador/BA, que seria, supostamente, utilizado por Geddel Vieira Lima como “bunker” para armazenagem de dinheiro em espécie. Durante as buscas foi encontrada grande quantia de dinheiro em espécie. Os valores apreendidos serão transportados a um banco onde será contabilizado e depositado em conta judicial.
Geddel foi preso em julho acusado de participar de esquema ilegal de liberação de recursos na Caixa. Ele foi vice-presidente do banco durante a gestão Dilma Rousseff. No governo Temer, Geddel foi ministro da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política do Palácio com o Congresso, pela distribuição de cargos e de emendas parlamentares. Desde 12 de julho, o ex-ministro está em prisão domiciliar sem o uso de tornozeleira eletrônica por ordem do desembargador Ney Bello. Filiado ao PMDB, Geddel é próximo ao presidente Temer. O ex-ministro foi citado nas delações do empresário Joesley Batista e do operador financeiro Lúcio Funaro.

Meu Deus! Onde vamos parar?

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Já são 18 os mortos do naufrágio em Mar Grande

Um menino foi resgatado com vida, mas não resistiu (foto: Xando Pereira/ A Tarde)
Uma tragédia assombrou todos os baianos nesta quinta-feira (24). Uma lancha denominada Cavalo Marinho I naufragou na Bahia de Todos os Santos. A embarcação transportava 120 passageiros quando saiu de Mar Grande por volta das seis e meia da manhã com destino a Salvador. Até o momento, o número de mortos chega a 18, embora bem mais cedo tenha sido divulgado quantia superior. Logo após o naufrágio, 26 pessoas foram resgatadas, sendo que cinco delas foram encontradas sem vida.  A tragédia seria bem maior se a lancha tivesse com sua capacidade máxima de 170 passageiros. Segundo informações do Comando do 2º Distrito Naval, além das equipes de busca enviadas para o local, alguns moradores e pescadores, que estavam nas proximidades, conseguiram usar barcos menores para socorrer algumas pessoas.
Várias vítimas foram atendidas em Mar Grande por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e por socorristas voluntários. O Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer) e a Capitania dos Portos pouco depois já estavam no local. Ainda segundo o Comando do 2º Distrito Naval, a embarcação teria tentado ajudar um barco que estaria encalhado e ocasionado, possivelmente, o acidente. Passageiros indicam também que chovia muito e as pessoas ficaram quase todas em um só lado da embarcação, facilitando a virada. Mas ainda não se sabe as causas do acidente que provocou o naufrágio. O diretor-executivo da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), Eduardo Pessoa, garante que a embarcação estava dentro das condições permitidas para realizar a travessia. "O barco é vistoriado pela Marinha, a documentação está em dia. Todas as oito lanchas que aqui operam estão com a documentação em dia", afirmou.   
No portal Bahia Notícias, uma postagem dizia que a tragédia já havia sido anunciada, de acordo com o filho de uma das sobreviventes do acidente. Edcarlos Reis Ramos Souza disse que, sua mãe, Meire Reis Ramos Souza, gravou um vídeo nesta quarta (23) em que mostra a mesma embarcação quase virando. Segundo ele, sua mãe mora em Barra do Gil e realiza a travessia diariamente. Apesar do susto causado pelo acidente hoje, a vítima foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE) e passa bem.  
Equipes de Valença, Feira de Santana, Salvador e Santo Antônio de Jesus foram recrutadas para colaborar no resgate às vítimas do naufrágio da lancha Cavalo Marinho I. Uma criança com 1 ano de vida foi resgatada, mas veio a falecer após atendimento. Os corpos foram transportados nos rabecões que fizeram a travessia via ferry-boat. A estratégia é levar os corpos já resgatados para Salvador, a fim de deixar as unidades de atendimento do interior mais disponíveis para receber os sobreviventes e corpos que venham a ser encontrados posteriormente. A empresa já liberou o ferry-boat e as equipes de busca só sairão do local quando sair de lá o último corpo necropsiado. A expectativa do DPT é identificar todos os corpos por necropapiloscopia, procedimento feito através das impressões digitais. 
Um bebê de seis meses está também entre as vítimas fatais do acidente. A informação foi confirmada pela mãe do menino, que estava na região do Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Salvador. Jane da Cruz, tia do bebê, disse ao portal Bahia Notícias que também estava no local e que o menino estava na embarcação com a mãe, a avó e uma menina de dois anos. "É doloroso demais. Muito doloroso. Não só pra mim, mas para muitas mães", declarou Jane à imprensa. Até o momento, nas 18 mortes confirmadas pela Marinha estão duas crianças de dois e três anos. Na Ilha de Itaparica, há vítimas sendo levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Mar Grande e também ao Hospital Municipal de Itaparica. As que estão sendo atendidas em Salvador são encaminhadas ao Hospital Geral do Estado e ao Hospital do Subúrbio.