Exclusivo!

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)      O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o pr...

Novidade

sábado, 9 de abril de 2016

Governo do PT faz a mais democrática reforma agrária da história do Brasil!

O PT implantou democracia na Reforma Agrária (foto: página3)
Nem tudo é desgraça no governo do PT. Apesar de toda corrupção, temos que admitir a capacidade que nossos falsos socialistas têm para se superarem. Esta semana, o Tribunal de Contas da União determinou a paralisação do programa de reforma agrária no país. E aqui vejo que há uma tentativa de intimidar nossos membros do governo. Parece até perseguição. O PT não pode fazer nada e dizem que é crime. Neste caso, defendo-os até o possível. Não houve crime, apesar de os auditores encontraram milhares de supostas irregularidades.
Por que não se pode dizer que são crimes tais irregularidades? Por seu caráter democrático: até os mortos receberam terras ou recursos do programa. Veja que a nossa Dilma, a presidenta, foi de uma bondade de dar pena. Foram quase 600 mil beneficiários, um terço do total atendido pelo Incra em todo o país. Os auditores do TCU cruzaram os dados do Incra com dados da Receita Federal, do INSS e do sistema eleitoral e confirmaram a mais democrática reforma agrária da história deste país. Acharam entre os beneficiados da reforma agrária, que recebem terra e recursos, quase 62 mil empresários, 144 mil servidores públicos e quase 38 mil mortos. Além disso, para fechar a conta, mais de mil políticos eleitos foram beneficiados também: 800 vereadores, quase 100 deputados estaduais, 69 vice-prefeitos, quatro prefeitos e um senador. Sim! Eles também são filhos da pátria!
E ainda me vem uns sem rumo criticarem Caetano Veloso, Wagner Moura, Letícia Sabatella, quando eles defendem este governo. É verdade que, pela Lei, todos são proibidos de entrar no programa de reforma agrária, que deveria atender famílias com renda de até três salários mínimos e que lidam diretamente com a terra. Mas aí não há crime porque o PT está fazendo uma distribuição democrática, atendendo a todos os setores da nossa vida nacional, sem discriminação, sem preconceitos. Além do mais, todo o país foi beneficiado. O maior número dos beneficiados está no Pará, com quase 80 mil casos e em Mato Grosso, com 66 mil casos. O que o TCU chama de prejuízo, que pode chegar a quase R$ 3 bilhões, é, na verdade, uma das maiores distribuições de renda nunca antes vista na história do Brasil.
Para garantir toda essa eficiência na distribuição caridosa das terras e benefícios, os auditores descobriram também que o Incra suspendeu as visitas de supervisão do programa - segundo o TCU, importantes para detectar e conferir se os beneficiários da reforma agrária estão de fato na terra. O que não pode é fazer o que o TCU quer, pois, até o fim da investigação, estão suspensas novas concessões de benefícios, créditos e assistência. E como ficam os outros senadores que ainda não receberam? E os blogueiros? Os professores? Nenhum vereador ou prefeito de Poço Verde, Heliópolis ou Cícero Dantas recebeu seu quinhão. Isso é injusto. Também novos assentamentos como os decorrentes das desapropriações autorizadas pela presidente Dilma Rousseff na semana passada, em 12 estados, inclusive Bahia e Sergipe, foram suspensos. Isso é golpe! 
Isso é coisa da Rede Globo! Até porque, no relatório, o TCU citou a reportagem do Fantástico em janeiro deste ano, que mostrou o descontrole na distribuição de terras da reforma agrária. Enquanto trabalhadores rurais passam muito tempo esperando por um lote, empresários, autoridades públicas e mortos, como constatado agora pelo TCU, receberam áreas do governo sem gastar um tostão. Na época, segundo a Controladoria-Geral da União, havia 76 mil lotes com indícios de fraude, quase 8% do total concedido nos últimos 20 anos. Sabia que era coisa desta mídia golpista! É hora de regular os meios de comunicação. Assim não dá!

Teve golpe, sim!

Golpearam José Afonso (foto: G1)
O pessoal do PT, do PC do B e agregados, de tanto falarem em golpe, ele acabou acontecendo. Não. Não foi no Palácio do Planalto, foi no tríplex do Lula. A vítima do golpe foi um trabalhador. O zelador do edifício Solaris, em Guarujá, onde fica o apartamento que investigadores da Operação Lava Jato suspeitam ser de propriedade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi demitido nesta quinta-feira (7). José Afonso Pinheiro afirma que a demissão ocorreu devido ao fato de ele ter prestado depoimento ao Ministério Público de São Paulo, que também investigou o imóvel.
 Mais uma vez está provado que a corda sempre arrebenta do lado mais fraco. E já ouço os defensores do PT afirmarem que não houve golpe, neste caso. Na ocasião, o zelador disse aos promotores ter visto Lula e a ex-primeira dama, Marisa Letícia, no imóvel durante a reforma do triplex número 164, em 2015. O depoimento ocorreu em outubro passado. Deixaram a poeira baixar e agora colocaram o homem para correr. Não será surpresa se acontecer coisa pior com o rapaz. É hora de a Justiça providenciar proteção para o José Afonso.
O zelador conta ter sido demitido sem justa causa, e se diz surpreso. "A demissão tem tudo a ver com o depoimento. Chegaram até mesmo a me dizer que eu falava demais. Nem ao menos os moradores sabiam da minha demissão", afirma. "Falar a verdade no nosso país é errado. Você tem que se omitir. Apenas falei a verdade e infelizmente acabei sendo premiado com uma demissão”. E não vai aparecer agora ninguém nas redes sociais para defender este trabalhador. É capaz até de dizerem que ele é um fascista a serviço do imperialismo americano e da Rede Globo.

Abreu e Lima: a refinaria mais cara do mundo

A refinaria mais cara do mundo: Abreu e Lima
       Como vivemos num país de curta memória, cabe aqui informar um dado que está passando sorrateiramente, encoberto pela luta do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Lá no governo Lula, a Refinaria Abreu e Lima, em Ipojuca – Pernambuco - foi iniciada como obra binacional. Brasil e Venezuela financiariam o empreendimento. Conta acertada: 2,5 bilhões de dólares para serem divididos entre os parceiros.  Era o ano de 2005. Hugo Chaves nunca colocou um centavo. Caiu fora do acordo. Mais de dez anos depois, após muitas paralisações e recomeços, o investimento deve ser reiniciado, e só Deus sabe quando será concluído, com a bagatela de 20 bilhões de dólares. No ano passado, a Petrobras tentou relicitar a obra da unidade SNOX, mas suspendeu o processo em julho por conta dos preços ofertados pelas empreiteiras e pela falta de concorrentes. Depois das denúncias da Lava Jato e dos levantamentos indicando superfaturamento, a fiscalização sobre os novos contratos deverá aumentar. 
      Na China, uma refinaria que já está pronta e produzirá o dobro da de Abreu e Lima, foi concluída com menos de 7 bilhões de dólares. Talvez esteja aí a nossa desgraça: corrupção virou coisa comum, cotidiânica. Desviar bilhões parece atividade aceitável. Pior é ainda encontrar pessoas que defendam isso afirmando que no passado também isso era algo corriqueiro. Será que Letícia Sabatella e Wagner Moura sabem disso?    

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Deu a louca no país!

Ministro Marco Aurélio Mello (foto: Wikimedia)
A coisa é séria. Nunca, em meus quase trinta e um anos de vida, assisti a tanta bestialidade no Brasil. Jamais imaginaria que a primeira mulher a governar este país chegasse ao ponto de perder completamente a credibilidade. A coisa está tão terrível que até o PT já aceita a ideia de convocação de eleições gerais. Com uma presidente sem prestígio algum, com um vice carregado de senões, um presidente da Câmara mais sujo que pau de galinheiro e um presidente do senado com nove processos engavetados, nada mais me surpreende. Entretanto, o personagem que extrapolou todas as expectativas foi o ministro Marco Aurélio Mello.
Foi daí que percebi que os juízes ainda possuem grande prestígio neste país, mesmo fazendo das suas. Não vi virilizar artigos criticando o magistrado. Obrigar o presidente da Câmara dos Deputados a aceitar um pedido de impeachment de um vice-presidente é a maior de todas as besteiras que já tive oportunidade de ver. Além de ser uma prerrogativa constitucional do presidente, foi uma clara invasão de poder. Além do mais, o vice é apenas um eventual substituto. A besteira foi tão cavalar que, se Cunha quiser melar o processo, poderá abrir todos os 48 pedidos de impeachment de Dilma que ele arquivou e ainda poderá abrir todos os 8 que ainda dormem em sua gaveta. Seria o caos total! Com essa, estão perdoadas todas as besteiras feitas este ano. Caro ministro Marco Aurélio, V. Exa. é o cara..... de pau!
22º partido
O PMB – Partido da Mulher Brasileira – já tem Comissão Provisória em Heliópolis. É agora o 22º partido que disputará as eleições este ano. Pelo menos, na sua composição, uma mulher está na presidência. Trata-se de Susana de Sousa Borges. Também aparece Gideane da Gama Santos na vice-presidência, Vânia Miguel dos Santos como secretária geral, Lilia dos Rosário Nascimento como tesoureira e, representado a parada dos homens, Ângelo Moisés Tavares Reis. Dizem por aí que, apesar de tudo, há dois velhos políticos escondidos atrás da cortina. Seria maldade dos opositores? Veremos.
Correu da briga?
Não. Apesar de termos dito na primeira edição desta postagem que o vereador Zeic Andrade assumiu a secretaria de saúde, colocando de volta o Zé do Sertão na vaga de vereador, e não quis continuar a briga iniciada por Ana Dalva, optando por receber os vencimentos de secretário pela Prefeitura Municipal, isso não é verdade. Pelo menos é o que afirma o pessoal da prefeitura. Zeic quer sim continuar recebendo os subsídios de vereador e, se Giomar Evangelista não quiser pagar vai ter que responder a mais alguns processos. Parece que os sacrifícios para acabar com os vícios vão continuar, para que o atual presidente possa entender o que é Lei. Zeic não correu da briga. Ana Dalva não está no ringue sozinha.
Gama Neves
Em ligação telefônica, o vice-prefeito Gama Neves contestou que ele fosse o facilitador da entrada de Giomar Evangelista no PTB. Também deixou claro que não briga por uma candidatura e pode até apoiar alguém. Na minha cabeça, Gama pode jogar Giomar no fogo sim, e ficar assistindo de camarote, já que parece o vereador sonhar com isso, e já até confirmou que é candidato. Também brincou dizendo que Zé do Sertão está com muitos partidos e que ele pode até ser vice de Zé do Sertão. Claro que esta possibilidade não existe. Os partidos sob o controle de Zé do Sertão são, provavelmente, para credenciá-lo a ser vice de Ildinho. Não é à toa que já se fala na candidatura da filha para a vereança. Como o ex-prefeito já colocou no PROS os vereadores Valdelício e José Clovis, o caminho está pavimentado. Quanto a esta história de Gama não ser candidato, repito: só o será se tiver certeza de que vencerá. E pode sair até para vice mesmo, para ganhar.
Ana Dalva
A vereadora Ana Dalva está de volta à Câmara Municipal, mas nem mesmo esquentou a cadeira. Os vereadores da situação resolveram participar da Missa de 7º dia pela morte de Gabriel Gama, pai do vereador Valdelício, que foi realizada no mesmo horário da sessão. Apesar da zanga inoportuna do presidente da casa, a sessão nem mesmo foi aberta por falta de quórum. Como dia 11 é o aniversário de 31 anos de Heliópolis, só haverá sessão dia 18 de abril. Espera-se que a vereadora faça um relato de suas atividades frente à pasta. 

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Heliópolis terá 21 partidos nas eleições deste ano. 11 apoiam Ildinho

Pesquisa do Landisvalth Blog, realizada no portal do TSE – Tribunal Superior Eleitoral – verificou a situação dos partidos políticos para o pleito eleitoral de 2016. Ao todo, até esta data, 21 partidos estão aptos a disputar eleições em Heliópolis. Destes, 11 já estão confirmados no apoio ao prefeito Ildefonso Andrade Fonseca: SD, PTN, PTC, PSL, PSDB, PSD, PSC, PROS, PR, PDT e REDE. Dos outros dez, PP ainda não se sabe, PMDB também. Dos oitos restantes, três – PC do B, PSB e PT devem apoiar o candidato José Mendonça Dantas. Já o DEM e o PTB podem sair com o vice-prefeito José Gama Neves. Os três outros – PRB, PPS e PEN podem apoiar Gilberto Jacó para prefeito ou se aliarem a algum dos grupos citados. A realidade hoje de cada um destes partidos é o que veremos a seguir.
PC do B
Para nossa surpresa, o maior partido de oposição – o PCdoB – Partido Comunista do Brasil, estava inativo desde outubro de 2015, mesmo depois da constituição do seu diretório. Antes de fecharmos esta reportagem, consultamos novamente o portal e já havia uma Comissão Provisória constituída com José Mendonça Dantas na presidência, Silvano Pereira de Santana na vice, o vereador Claudivan Alves dos Santos como secretário de juventude, o vereador Doriedson Oliveira Santos como secretário de comunicação, José Lino Vital na secretaria de finanças, Josefa Elza Ribeiro como secretária de organização e Douglas da Silva Santos como membro. A referida comissão tem prazo de 1 ano e só vencerá em 30 de março de 2017. Pelos nomes, está claro que o partido tem um comandante em chefe que é o vereador José Mendonça. Observa-se também que já não há mais a presença do vereador Giomar Evangelista, que foi para o PTB, com as graças do vice-prefeito Gama Neves.
PSB
Com a ida do professor Landisvalth Lima para a Rede Sustentabilidade, abrindo mão do PSB – Partido Socialista Brasileiro – o caminho está aberto para que o professor José Mário possa reativar o partido. A sigla está inativa em Heliópolis desde novembro de 2014, data da última Comissão Provisória, que tinha José Mário como presidente, Clériston Bérgson, Emanoel Alves dos Santos, José Alberto, Jailton de Jesus Santos como membros.  
PTB
Ainda no campo das oposições, o mandachuva do Partido Trabalhista Brasileiro – PTB – é o presidente da Câmara Municipal de Heliópolis, Giomar Evangelista. O partido está no comando de sua irmã Aline Evangelista. O tesoureiro é o professor Adilson Nobre e ainda tem como membros Ramon Rodrigo Matos, Lucas de Jesus Santos e Marivaldo do Rosário Evangelista. Se o PTB fechar com Gama Neves, abandonando José Mendonça, tudo indica que Giomar será vice. Até porque não tem nenhuma justificativa sair do PC do B, com uma reeleição confortável, para ser vereador pelo PTB numa coligação arriscada com PRB e PPS, se é que eles vão mesmo entrar na parada.
DEM
Ainda no campo da oposição ao prefeito Ildinho, o partido que está organizado, com diretório e tudo mais é o DEM – Democratas. Também não poderia ser diferente, já que o seu presidente, o vice-prefeito Gama Neves, é o gerente do partido na Bahia. Além do vice-prefeito, o DEM conta com Esmeraldo dos Santos como vice-presidente, Cristiana Maria Santos Neves como secretária, José Alberto Moura dos Santos como tesoureiro, formando a Comissão Executiva Municipal do partido em Heliópolis. Resta apenas saber se Gama Neves vai de PCdoB ou se unirá a Gilberto Jacó e lançar a terceira via.
Solidariedade
Caso haja terceira via, quem não estará nela é o Solidariedade – SD. Em Heliópolis, o partido participará pela primeira vez de um pleito municipal e tem como presidente o ex-vereador Marivaldo Alves de Souza, o Toxó. Além dele, Josielma Bispo dos Santos como vice-presidente, Ivonilde Nunes Santos Souza na 2ª vice-presidência, Valdênia Nunes Souza como secretária geral, Valdenilson Nunes Souza como secretário do meio ambiente, desenvolvimento sustentável e agricultura, Jucimário Ribeiro de Jesus como secretário dos aposentados, pensionistas e idosos, José dos Santos Silva como secretário dos negros, índios e movimentos sociais, Jociele Bispo Santos como secretária da juventude, Josiele Bispo Santos como secretária da mulher, Olívia da Gama Dias como secretária do movimento sindical, e Eduardo Maciel Oliveira Santos como tesoureiro. Ao todo, o SD tem em sua comissão provisória 11 membros. Já tem um governo pronto. Tem secretaria para atender todos os reclamos. Tudo indica, pelo andar da carruagem, que o partido vai apoiar a reeleição de Ildinho.
PTN
Com a ida de Zeic Andrade para a secretaria de saúde, substituindo a vereadora Ana Dalva, o PTN – Partido Trabalhista Nacional – perdeu o seu único representante na Câmara Municipal de Heliópolis, mas está organizado no município e deve concorrer com novos nomes. Certamente apoiará Ildinho. Seu presidente é Thiago Andrade Vieira, a vice-presidente é Maria da Conceição Andrade, Regiane de Oliveira Barbosa é a secretária, Maria Nilde de Oliveira Barbosa é a tesoureira e José Pereira dos Santos e Onorina Gonçalves Pires são membros.
PTC
O Partido Trabalhista Cristão – PTC – está ativo no município de Heliópolis. O comando está sob a guarda do vereador em exercício José Emídio, o Zé do Sertão. Quem preside o partido é Emílio Ribeiro da Graça, Maria Amélia Reis Sales é a vice-presidente, Ozanias Marques Trindade é secretário geral, Salustiana Marques de Jesus está na 2ª secretaria geral, Darlene de Oliveira Nascimento na tesouraria geral, Gilvânia Maria de Souza como 1º vogal e Renan Vieira Tavares como 2º vogal.
PT
Apesar de estar em plena decadência, o Partido dos Trabalhadores está constituído em Heliópolis e não vai apoiar o prefeito Ildinho. O partido tinha duas secretarias, a de agricultura, com Zé Guerra, e a de assistência social, com Zélia Maranduba. Ambos estão fora do governo e devem apoiar o PC do B. Na presidência do PT está Zélia, com José Mendonça Nobre como vice-presidente, Aderaldo Sousa Nobre como secretário geral. Este já pediu desfiliação e seguirá apoiando Ildinho. Também estão na comissão o José Andrade Guerra como secretário de formação política, e Josefa Luciana Serafim como tesoureira.
PSL
O Partido Social Liberal – PSL – agora sob o comando do deputado Marcelo Nilo, tem em Heliópolis a presidência da comissão provisória com Fernando José Dantas Silva, que deixou o PPS, mas não seguiu com Ana Dalva para o Rede Sustentabilidade. Também estão no partido o Flávio Dantas da Silva como vice-presidente, Josefa Jocicleide de Santana como secretária, Joseval de Souza Alves como 1º secretário, Fabiana Dantas da Silva como tesoureira, José Correia da Silva como 1º tesoureiro e José Givaldo da Silva como membro. Se não houve mudança de última hora, este é o partido que abrigará a reeleição do prefeito Ildinho.  
PSDB
Outro partido que está sob o comando de Zé do Sertão é o PSDB, que deve também fechar com Ildinho. Seu presidente em Heliópolis é Vagner Ribeiro de Santana, Eraldo Gois de Andrade – ex-vereador – é o vice-presidente, a ex-vereadora Josefa Naudija Santos Bispo é a secretária, Josefa Marilis Santos Andrade é a 2ª secretária e Claudiana Santos Bispo Santana é a tesoureira.
PSD
O Partido Social Democrático – PSD – também está na aliança que deverá lutar pela reeleição do prefeito Ildefonso Andrade Fonseca. Seu presidente é José Evanilson de Sousa Araújo, com Leila Cristiane Santana Ribeiro Fonseca na vice-presidência, Joselito Andrade de Carvalho como secretário, Raul Tavares Sousa Oliveira como 1º tesoureiro e Itamar Santos Silva como 2º tesoureiro.
 PSC
O Partido Social Cristão – PSC – até então o partido do prefeito, continua na base de apoio a Ildinho e é o seu filho, Ivan dos Santos Fonseca, o atual presidente. Ainda figura como vice-presidente o atual prefeito, e Fabiana Dantas Silva, que estão no PSL. O tesoureiro é Ildefonso Andrade Fonseca Júnior, Carlos dos Santos Gama é o 1º vogal, Robson de Jesus Silva o 2º vogal e Jailton José dos Santos como 3º vogal.
PROS
O Partido Republicano da Ordem Social – PROS – também está sob o comando de Zé do Sertão. É sua filha, Joana Darte Emídio, a presidente. Também fazem parte da comissão administrativa da sigla, Josefa Valdilene Andrade Santos na vice-presidência, José Emídio Tavares, o Zé do Sertão, na 1ª vice-presidência, Josefa Vagna Nascimento Gama na secretaria geral, Suellen Barbosa Rios na tesouraria geral e Charles dos Santos Pereira como membro.
PRB
O Partido Republicano Brasileiro – PRB – caso não vá de Gama Neves, pode sair puxando o bloco da terceira via. Seu presidente é o professor Gilberto Jacó, com Claudio Jacó como vice-presidente, Larrisa Batista Carvalho Santos como secretária, Analize Jesus Santos como tesoureira e Cleverton de Jesus Santos, Aldirene Carlos Ribeiro e Gildário Jacó de Carvalho Santos como 1º, 2º e 3º vogais, respectivamente. Gilberto Jacó está disposto a sair candidato mais uma vez a prefeito, mas ele ainda pode ser vice de Gama Neves, vice de Mendonça ou disputar uma vereança. A última alternativa ele já descartou.
PR
Se eleição dependesse da quantidade de partidos, Zé do Sertão estava eleito para qualquer coisa em Heliópolis. Isto porque o PR – Partido Republicano – também está sob sua batuta. Quem preside o partido é Jéferson Emídio Santos, seu filho, com Pauliana Silva Santana como tesoureira, Claudilene Santos Bispo, José Eraldo Santos Andrade, Rodrigo de Santana Santos, Silmária de Sousa Oliveira e Simone de Sousa Oliveira como membros.
PPS
O Partido Popular Socialista – PPS- que desde 1995 estava sob o comando da vereadora Ana Dalva, inclusive com forte presença na Câmara Municipal, agora está em outra praia e pode caminhar ao lado de Gilberto Jacó. O presidente é Emanoel Alves dos Santos – ex-PSB. Também estão na comissão provisória Alcidézio da Silva Santos na secretaria, Joaquim Rodrigues de Oliveira como tesoureiro, Ademir Oliveira Sousa e José Carlos Souza Júnior como membros.
PP
O Partido Popular – PP – não mudou nada em relação ao último embate eleitoral. O problema é saber com que roupa ele vai à festa. Ligado ao ex-prefeito Aroaldo Barbosa, ainda não detectamos sinais de apoio ao prefeito ou aos opositores dele. Também não se fala em candidatura própria. É uma incógnita. Pode ser que siga as indicações do empresário Celso Andrade. O partido continua sendo presidido por Adelson Oliveira Andrade, com Laurinda Ribeiro dos Santos como tesoureiro, Josefa Verônica Oliveira de Andrade, Adelson Oliveira de Andrade, Everaldo Barbosa Reis e Everton Tavares dos Santos como membros.
PMDB
O Partido do Movimento Democrático Brasileiro – o velho PMDB de guerra – em Heliópolis não passa de um arremedo. Ninguém se arrisca a dizer que o partido vá para algum lugar. Não há perspectiva, desde que parou nas mãos de Maria Nilda Santana, que preside a legenda a partir do povoado Tijuco. A presidente já disse que será candidata, mas ninguém mais leva a sério depois do fiasco da última eleição. Se organizar tudo, pode sair forte porque o povoado Tijuco é um celeiro de votos e de bons nomes para disputar cargos no município. Mas a sindicalista Nilda Santana centraliza tudo e pode nada sair do lugar. Vamos ver. Além dela, estão dirigindo o partido Damião Rodrigues de Matos, Railton Souza Ferreira, Ronaldo Morais de Jesus e Vagna Rodrigues de Castro como membros.
PEN
Quem acha que o 51 é uma boa ideia, o PEN – Partido Ecológico nacional – vai inaugurar sua disputa eleitoral em Heliópolis este ano. E o partido vai reforçar a terceira via, caso Gilberto Jacó resolva sair mesmo candidato a prefeito. O seu presidente é Rivonei dos Santos Araújo, provável cândidato a vereador da legenda. Além de Rivonei, Clériston Sousa Barbosa é vice-presidente, Adriana Alves de Jesus e Joeline Pereira Alves Nascimento são secretárias, Lucimar dos Santos é secretária de ação política, Raimunda Gama Araújo é tesoureira e Moisés Rodrigues Menezes como 1º vogal.
PDT
O Partido Democrático Trabalhista – PDT – fará parte do grupo que apoiará o prefeito Ildinho. Preside a legenda o ex-vereador João de Deus Ferreira Lino. Também compõem a comissão, Alcilânia Sousa Lima, Carlos Feliciano dos Santos, o ex-prefeito Genival Nunes Santos e o ex-secretário José Quelton Almeida Santos, que deverá disputar, mais uma vez, uma vaga na câmara municipal de Heliópolis.
REDE 
A Rede Sustentabilidade ainda não oficializou a Comissão Provisória Municipal em Heliópolis porque deve passar por vários processos. Esta futura comissão será responsável pela preparação do partido para a disputa eleitoral. Ainda faltam debater algumas questões, mas os encaminhamentos já estão sendo feitos. Como o partido é novo, com práticas novas para evitar vícios velhos, as coisas não são tão céleres, mas vão acontecer. Uma coisa é certa, Ana Dalva não poderá assumir a coordenação geral da REDE em Heliópolis porque ela é detentora de mandato. Os membros do partido estão certos de que vão apoiar o atual prefeito, preparando o partido para disputar a prefeitura municipal em 2020.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Vereador de Heliópolis sofre acidente

O acidente causou apenas perdas materiais (foto: Ana Dalva)
O vereador José Mendonça Dantas (PCdoB), líder da oposição na Câmara Municipal de Heliópolis sofreu um acidente nesta terça-feira (05) na BR-101, logo após o município de Itaporanga da Ajuda, sentido Aracaju. O acidente ocorreu por volta das oito e meia da manhã. O carro era um Uno Mille, placa HXM-6145, licença de Aracaju-Se. O vereador era o condutor do veículo.
Desde que saiu de Heliópolis, Mendonça percebeu que o carro tinha algum problema na direção e diminuiu a velocidade a partir de Poço Verde. Chegou a ligar comunicando que chegaria por volta das 9 horas em Aracaju, exatamente por perceber problemas no veículo. O vereador levava quatro pessoas para realizarem exames na capital sergipana. Após a cidade de Itaporanga da Ajuda, um problema na direção fez o condutor perder o controle do veículo, que acabou atingindo a mureta central da rodovia e indo parar no acostamento em posição contrária. Ninguém ficou ferido. 
Quando soube do acidente, a vereadora Ana Dalva dirigiu-se ao local e prestou os necessários serviços ao colega. As pessoas já se encontram em Aracaju e voltarão em veículos da prefeitura municipal. O vereador Mendonça ficou no local tentando colocar o veículo novamente em funcionamento a fim de conduzi-lo de volta a Heliópolis. Foi só um susto.