Exclusivo!

Heliópolis: Populares reagem e bandido é morto em assalto a ônibus

Mais um assalto a ônibus acontece na zona rural de Heliópolis Mais um assalto a ônibus acontece em Heliópolis. Desta vez, o veículo ass...

Novidade

sábado, 3 de dezembro de 2016

IV – Quem mais perdeu na eleição em Heliópolis?

Nos últimos três artigos escritos sobre os vencedores e vencidos nas eleições municipais deste ano em Heliópolis, concentrei o tema nos políticos da oposição. Agora, chegou a vez de falar dos que perderam, mesmo vencendo. São muitos os que não tiveram a oportunidade de alcançar determinada meta, mesmo tendo as facilidades de um grupo e do fato de estar no poder. Nossos personagens aqui selecionados não devem levar minha análise como uma verdade única. Há outras verdades que nem sempre podem ser ditas, mas espero que seja o que direi um parâmetro para aqueles que querem continuar a trilhar o caminho do processo democrático.
Zé do Sertão
Zé do Sertão
É, sem dúvida, o principal derrotado desta eleição. Os motivos já foram aqui debatidos neste blogue em vários artigos. Vai nosso futuro vice-prefeito honrar a galeria dos vices que romperam com os prefeitos ou foram abandonados por eles. O caso de Zé não é abandono, é pura ingratidão do ex-prefeito. E não estamos falando do direito dele de preitear a vice, que, mesmo diante de sua história política bonita, lá no início de sua luta, já não merecia mais nada na política de Heliópolis. Abandonou seu povo e chegou ao ponto de achar que as pessoas tinham obrigação de votar nele. Se merecimento vencesse política, Ulisses Guimarães teria sido nosso presidente da República.
Jane de Zé do Sertão
Jane de Zé do Sertão
O principal erro de Zé do Sertão foi colocar sua filha na jaula com os leões e ensiná-la a bater num lado específico: exatamente em Ildinho. Quem tem um aliado destes não precisa dos pardais como adversários. E isso tudo com a esposa como Chefe de Gabinete, a filha como Diretora de Cultura e mais outros cargos. Foi uma chantagem atrás da outra. A ideia era fazer Ildinho pensar que perderia sem Zé do Sertão. Para garantir eficiência, levou Zé Clóvis e Valdelício juntos. E tudo isso deixou a filha numa situação difícil. Vai demorar muito para esquecerem um fato concreto: os maiores adversários de Ildinho nesta eleição de 2016 foram Zé do Sertão e Jane, sua filha. O resultado provou que Zé do Sertão ainda pode piorar sua situação porque ele ainda não desistiu de atormentar Ildinho. Ganhou o cargo, perdeu a confiança do prefeito, mas ainda quer sua cadeira. E Jane? Bem, acho difícil que ela mude sua personalidade. Entretanto, ainda é muito jovem. Pode acordar! Mas, continuando nessa linha, nem mesmo se vier um dia a assumir uma cadeira nestes quatro anos, melhorará sua situação política.
Professor Kelton
Professor Kelton
Professor Kelton é um personagem que contribuiu bastante para a consolidação de conquistas do professorado municipal. Tem experiência como sindicalista e como secretário de educação, que foi por duas vezes. De todos os ligados a Ildinho, foi o mais flexível em cargos de alto escalão. Diria, de forma mais clara, foi o secretário que deu maior espaço aos servidores ligados ao grupo político da oposição. Também foi o candidato a vereador que mais apoio recebeu. Todos nós contávamos com uma boa votação dele, o que não aconteceu. Foram apenas 285 votos. E não foram os votos do professor Igor que impediram uma votação mais expressiva. Ainda não é possível saber de fato o que ocorreu, mas é possível dizer que ele já é, depois de algumas tentativas, um ex-futuro vereador.
Sabiá da Viuveira
Sabiá da Viuveira
Raimundo Sabiá recebeu uma mensagem de sua comunidade: não se candidate mais. Teve apenas 233, muito menos que na última eleição. É uma pena porque a Viuveira já está merecendo um vereador. Dizem que seu trabalho político foi bem menor este ano, mesmo estando à frente da secretaria de obras do município. Outros afirmam que seus votos foram migrados para Manuel do Tijuco. Certo é que ninguém aguenta ser por vezes primeiro suplente da Câmara e, agora, não chegar em nenhuma suplência. É fim da carreira política de Sabiá?
Nilda Santana
Nilda Santana

Não pode aqui ser considerada como uma derrotada. Foi, efetivamente, sua primeira candidatura. Ela foi para a luta. O que faltou foi estratégia adequada ao município de Heliópolis. Se continuar, tem muito a ganhar ainda, mas precisa entender como funciona a química daqui. O segredo é a persistência. Veja quanto tempo Manoel apanhou? Chegando lá, só sai se fizer besteira, mas muita besteira mesmo. E mesmo assim, não sei. Há vereadores de ambos os lados que já fizeram um monte de besteira e, mesmo assim, foram reeleitos. Isto é muito relativo.