Exclusivo!

Teatro, música e dança no encerramento da III JECC

A Lira Santa Cruz foi destaque no III JECC do CEPJO (foto: Landisvalth Lima)      Na noite desta quinta-feira (07) foram apresentadas ...

Novidade

terça-feira, 29 de novembro de 2016

X – Poucas & Boas

Quem está enganando quem na Câmara de Vereadores de Heliópolis?
Aprovadas
As contas de campanha dos candidatos começam a aparecer com os seus respectivos pareceres. Já foram publicadas como aprovadas as contas do prefeito Ildinho, das vereadoras Ana Dalva e Maria da Conceição (Maria de Renilson) e dos vereadores Ronaldo Santana e José Clóvis, todas sem ressalvas.
Outras contas
O que parece não andar bem é a coligação A mudança se faz com todas as forças. Acontece que alguém entrou questionando uma candidata com zero de voto. Já é a segunda vez que ela concorre só para completar o quadro feminino da coligação. Além da ausência de voto, o Ministério Público Eleitoral quer saber também as contas zeradas de candidato. Agora, candidata com conta zerada e sem voto é argumento fatal para anulação de toda a chapa de vereadores. Há quem duvide que isso venha a acontecer, mas eu me lembro de um tempo em que se imaginava impossível um ministro ou deputado, ou até mesmo senador, ir para a cadeia no Brasil. O que o Ministério Público quer é acabar com as falsas candidaturas. Quem colocou mulher, irmã, cunhada e a gata da casa para falsear uma realidade que se cuide!
Quem está usando quem? – I
Fica impossível dizer quem está sendo usado nesta história. Explico: o vereador Valdelício virou frequentador da casa de Zé do Sertão, mesmo depois de quase perder a eleição por causa dos problemas arranjados pelo ex-prefeito. O que não se entende nesta história é que a candidatura de Valdé a presidente da Câmara atende a interesses do vereador ou do futuro vice-prefeito? Será que Valdelício não está se valorizando para mais adiante abrir mão em nome de algo melhor? Teria mesmo o decano vereador saúde, disposição e paciência para dois anos de uma administração cheia de senões?
Quem está usando quem? – II
Cabe também trazer à tona uma informação prestada por um professor de alto cargo da prefeitura, que pediu para omitir o nome. Ele jura, e diz até ter uma foto, de um eleitor do vereador Valdelício sendo transportado para determinada cidade no carro da Câmara de vereadores. Como se sabe que Giomar Evangelista é incapaz de uma cortesia, e que o motorista do veículo é de inteira confiança dele, cabe perguntar: foi favor ou foi traição? Mais uma pergunta que não quer se calar: Giomar estaria jogando com Valdelício a possibilidade de se reeleger como presidente da Câmara ou Valdelício está usando Giomar para chegar lá?
Por força da Lei
E, finalmente, os professores do município de Poço Verde-Se tiveram seus salários pagos, referentes ao mês de outubro. As verbas da prefeitura estão bloqueadas para regularizar a situação dos funcionários. Se até o dia 5 de dezembro forem pagos os salários de novembro, tudo indica que o ano se encerrará sem muitos danos. Mas isso só foi possível graças à interferência da Justiça. Dependesse da vontade do atual prefeito, nada voltaria a ser como antes. Tiago Dória é ainda prefeito, mas com limitações consideráveis. Chega a ser constrangedor ver um jovem político encerrar uma administração de forma tão lastimável.
Próximo do fim
Parece que a novela da falta de pagamento dos subsídios da vereadora Ana Dalva, quando esta assumiu a secretaria de saúde, está chegando ao fim. O que Giomar Evangelista menos quer é uma decisão antes da passagem do cargo a outro. Mas há informações confiáveis de que tudo está apenas aguardando a martelada do Juiz. Sabe-se que seria inconveniente deixar uma bronca desta para outra pessoa pagar. Vamos aguardar.
Decisão
Uma música passou por meu ouvido e disse que sábado será dada a largada para a questão da presidência da Câmara de Vereadores de Heliópolis. A vereadora Ana Dalva é a preferida do público e da maioria do grupo de apoio ao prefeito Ildinho, mas Valdelício corre por fora. A decisão começará sábado pela noite, numa das mesas da festa do Conselho de Classe do Colégio Estadual José Dantas de Souza, e terminará em algum lugar no domingo. Quem não quiser participar vai inventar uma doença ou dar socorro a algum suposto paciente.