Exclusivo!

2º dia da 1ª Fecultarte teve dança, vídeo e teatro

A 2ª noite da 1ª Fecultarte foi dominada pela dança e pelo teatro (foto: Landisvalth Lima) O Colégio Estadual José Dantas de Souza – C...

Novidade

domingo, 7 de agosto de 2016

Aroaldo está sujinho, sujinho!

      
Aroaldo Barbosa (PP)
       Quando se ventilou a indicação do ex-prefeito Aroaldo Barbosa para vice-prefeito na chapa do vereador José Mendonça, perguntaram a ele se sua situação com a justiça estava resolvida. Aroaldo respondeu prontamente: "Limpinho, limpinho!". Ou o ex-prefeito está desinformado ou tentou cruzar a bola na área para fazer um gol inesperado. Como barriga de mulher grávida, sem ultrassonografia, e cabeça de juiz são campos de interrogação e ninguém sabe o que vai dar, pode ser que ele até marque o gol, mas não é o que verificamos numa rápida pesquisa que fizemos. Na verdade, o nosso ex-prefeito está sujinho, sujinho.
       Aroaldo Barbosa foi condenado em dois processos no Tribunal de Contas do Estado da Bahia. O primeiro de nº TCE/003740, aberto em 2003 e julgado em 19 de junho de 2009. Aqui ele está inelegível por 8 anos, a partir da data da decisão. Portanto, só estará livre em 2017. O segundo, TCE/008485, também aberto em 2003, foi julgado em 14 de novembro de 2013 e só estará livre da pena em 2021. Ambos os processos tratam de desvios de recursos estaduais mandados para o município e não cabe mais apelação. São irrecorríveis.
       Para azar do vereador Mendonça, a novela da escolha do vice parece não ter fim. Ele poderá optar por uma batalha judicial longa, mas com final já escrito, ou mudar logo o seu companheiro de chapa. O filho de Aroaldo, Adilson Barbosa, poderia ser uma boa opção, mas não quer nem ouvir falar. Pelos corredores pardalescos já falam no nome do ex-vice-prefeito José Andrade Guerra (PT), mas isso levaria outro prejuízo para a já combalida chapa de vereadores, reduzida a apenas 8 nomes. Os dias não estão tranquilos e favoráveis para o lado da oposição. Para piorar, o tempo não para e os prazos estão cada vez mais exíguos.