Exclusivo!

Presidente do OAB-SP critica lentidão da Justiça

'Temos juízes com férias de 60 dias e outros que não trabalham de segunda e sexta', diz presidente da OAB-SP sobre lentidão da Just...

Novidade

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Polícia Civil de Heliópolis na UTI

 
A viatura que serve a Polícia Civil de Heliópolis: 11 anos de uso
Vou pegar aqui o caso de Heliópolis, que é o principal objetivo deste artigo. O governador esteve aqui e sabe das condições de segurança. Sabe que vivemos numa região de fronteira e tudo aqui é perigoso. A quantidade de policias é insuficiente, as viaturas são insuficientes. A Polícia Civil está sucateada. O carro que serve a Delegacia de Polícia de Heliópolis é de 2005. Parece ser a única viatura com esta idade em uso. Qual o bandido que vai ter medo de uma polícia assim? Não está servindo nem mesmo para as diligências. Os processos estão parados por falta de condições de trabalho. Nada anda, nada evolui. E olhem que os servidores são dedicados e tentam esconder a situação da imprensa. Passamos dois meses em conversas despretensiosas para conseguirmos alguma informação. Percebemos certo medo de represálias.
Soubemos por terceiros que o que a Polícia Civil tem de apoio, mesmo que insuficiente, é da Prefeitura Municipal de Heliópolis. Material de limpeza e higiene, gasolina (20 litros por semana para o Delegado), material de escritório, manutenção de uma inconsertável viatura e outros. Há uma frustração latente. Sussurram insatisfação do Delegado e de outros servidores. E nem precisa falar em aumento de salários. A única coisa que aumenta é o auxílio-reclusão para os filhos dos presos, mais de 1 mil reais por mês. Tudo em Heliópolis, no que se refere à Segurança Pública, é uma luta. Foi uma briga para conseguir um delegado e agora parece que vão ter que fazer uma guerra para conseguir uma viatura para a Polícia Civil e melhores condições para que os trabalhos se desenvolvam naturalmente. Foram 17 para Juazeiro e parece que não se conseguirá 1 para Heliópolis.
É preciso que os deputados Marcelo Nilo, Vando, José Nunes, Fátima Nunes, Daniel Almeida e outros, que foram votados de forma significativa, façam ver ao governador Rui Costa que ele obteve 78% dos votos aqui em 2014. Todos os políticos de Heliópolis, exceto Landisvalth e Ana Dalva, votaram nele e no PT. O que mais será suficiente para que ele mande urgentemente uma viatura para a Polícia Civil? E não me venham com essa de dizer que mandou outras coisas. Nada é suficiente porque nada dura para sempre. Veja a BA 393 com os buracos já aparecendo novamente. É preciso investimento constante em todas as áreas. Se o governador investisse na região apenas 10% do que ele gasta em publicidade num ano, muita coisa estava resolvida. 
Por fim, é bom não pensar que, por ser pequeno, Heliópolis pode ser facilmente dobrado. Não custa saber que um pequeno problema numa célula pode, mais tarde, decretar o fim de uma vida. Não dá mais para conviver com promessas. Não adianta construir estradas se não se pode andar nelas, tampouco contratar o médico sem ter o hospital e os remédios. É preciso planejar melhor as ações. Há coisas que podem esperar um pouco mais. Outras, que cuidam da vida das pessoas, são urgentes, Governador! Precisamos tirar nossa Polícia Civil da UTI. Urgente!