Exclusivo!

Poço Verde nega título a Lula. E daí?

A cegueira ideológica impede a transformação real da sociedade (foto: porvir.org.) Dizem que o Brasil está tão dividido que é preciso ...

Novidade

sexta-feira, 15 de julho de 2016

E o Conselho de Segurança virou pó?

A reunião de abril na Câmara de Heliópolis ainda não deu em nada
 Quem puder acessar o portal da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia verá uma realidade não dita: há uma preocupação significativa do governo Rui Costa com a segurança pública da Região Metropolitana de Salvador. Das trinta primeiras notícias, quase todas otimistas, pautadas numa agenda positiva, há apenas três fora do foco da RMS. Uma sobre Juazeiro e outras duas sobre o reforço do policiamento no período junino. Parece que a Bahia só existe ao derredor de Salvador. 
Registramos isso porque, logo após, em outubro de 2013, a 2ª Promotoria de Justiça de Cícero Dantas, em associação com a Câmara de Vereadores de Heliópolis, realizou a 1ª Audiência Pública para criação e implantação do CONSEG – Conselho de Segurança de Heliópolis. A iniciativa foi liderada pelo representante do Ministério Público, promotor José Botelho Almeida Neto, que solicitou à vereadora Ana Dalva, então presidente do Legislativo, espaço para tal. Em abril deste ano, ocorreu uma nova audiência pública para debater a questão da Segurança Pública em nosso município, dada a quantidade de roubos de celulares, sem falar nos últimos assassinatos ocorridos. A proposta era criar, novamente, o Conselho de Segurança Pública de Heliópolis, três anos depois do primeiro debate. Quem tiver olhos, vá até a Delegacia de Polícia e veja as condições da nossa Polícia Civil, prova inconteste de que o tal conselho nem mesmo pó chegou a ser.