Exclusivo!

Poucas & Boas 2017.3

2020 já começou? Alguns políticos de Heliópolis precisam saber que 2020 só começa após 2018. Ou seja, os resultados de 2018 podem in...

Novidade

terça-feira, 26 de abril de 2016

A fila da humilhação!

    Antes de ser vista como um desejo democrático de tomar nas mãos o destino do município, do estado e da nação, a fila que se forma para obter o título eleitoral no Cartório de Heliópolis é o retrato de um país que humilha o seu povo. Tanto se lutou para que não se fizesse uma viagem estúpida de 45 quilômetros para a confecção de um documento que permitisse a qualquer cidadão votar. Ir a Ribeira do Pombal só para confeccionar um título era sacrifício demais. Políticos de vários partidos se uniram e o prefeito municipal bancou as despesas de manutenção do cartório. Tudo certo. De repente, a demora, a burocracia, a leniência do estado e o cartório foi instalado muito tarde. Agora, o que se vê? Nos últimos dias destinados ao cadastro de novos eleitores, ninguém consegue uma senha, das 30 oferecidas diariamente. Filas se formam no dia anterior disputando as fichas do dia posterior. Nesta terça-feira (26), por volta das 7 horas da manhã, as senhas da quarta-feira (27) já tinham sido tomadas. Alguns ficarão 30 horas numa fila para garantir um direito constitucional.
       Além deste absurdo, há outros. Corre um zunzunzum que há políticos pagando até 50 reais para que pessoas guardem o lugar na fila de seus futuros eleitores. Um absurdo sem fim num país que se diz democrático. Uma humilhação do tamanho do absurdo do ato. Pior é que a data terminará no dia 4 de maio. Continuando assim, muitos ficarão fora do processo eleitoral deste ano. Como sempre, notadamente nesta questão de tiragem de documentos, a Bahia dá um show de incompetência. O estado dá sempre menos do que a população precisa. O que não entendemos é como estes governos, ao longo dos anos, não importando o que fazem, são sempre populares. É um mistério!
       Zeic é a vítima da vez
       O vereador Zeic Andrade, atual secretário de saúde de Heliópolis, passou a ser a vítima da vez do vereador Giomar Evangelista. O presidente da Câmara Municipal de Heliópolis também não pagou o salário do mês de abril do edil licenciado. Zeic optou pela remuneração da casa legislativa e vem, com certeza, mais processo por aí. Perguntado sobre o que o levou a optar por uma luta contra um descumpridor de leis, Zeic afirmou que resolveu continuar a luta e o legado da vereadora Ana Dalva. Para os analistas de plantão, quem está numa sinuca de bico é o presidente da casa. Ele mostrou, mais uma vez, que juízo não é o seu forte.
       Zé do Sertão para prefeito?
       O vereador Zé do Sertão que se cuide. Já há inúmeros boatos por aí informando que ele será candidato a prefeito. Já indicam até Gama como o seu vice. Se for boato, que se faça logo o desmentido porque, se a coisa ganhar corpo, vai se passar a ideia de que ele está traindo o prefeito ou que está forçando a barra para ser vice. Se é uma coisa que não cabe mais hoje é fazer jogadas achando que todos são idiotas ou cair em armadilhas de pessoas que só querem ver o circo pegar fogo para depois tentar apagá-lo com um balde de gasolina.