Exclusivo!

Teatro, música e dança no encerramento da III JECC

A Lira Santa Cruz foi destaque no III JECC do CEPJO (foto: Landisvalth Lima)      Na noite desta quinta-feira (07) foram apresentadas ...

Novidade

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Poço Verde: dois homicídios em duas semanas

Negrão de Aurora assassinado (foto:Facebook)
Já não há mais dúvida: Poço Verde está nas estatísticas das cidades mais violentas do Brasil. Em apenas 12 dias vividos em 2016, duas mortes já figuram nas estatísticas. Na última sexta-feira (8) em horário incerto da noite, um rapaz de codinome de Rone foi cruelmente assassinado a tiros nas imediações do povoado São José. As investigações ainda não foram concluídas, mas apontam para o comum: drogas, roubo, vingança ou queima de arquivo. Seja o que for, Poço Verde está virando terra de pistolagem. 
A segunda morte ocorreu nesta terça-feira (12), no final da tarde. O borracheiro conhecido pelo alcunha de Negrão de Aurora estava em seu local de trabalho quando foi surpreendido por dois desconhecidos, que dispararam vários tiros. A vítima ainda foi socorrida e levada para o hospital de Poço Verde, mas veio a falecer. Ninguém tem notícia do envolvimento de Negrão com algum malfeito, mas a polícia também investiga.
Fato é que há um longo tempo Poço Verde espera a bendita paz. Houve um período em que havia policiamento em tudo quando era lugar, principalmente após a morte de José Augusto. Muitos chegaram a dizer que a violência diminuiria. Ledo engano. A matança continua e parece que não se tem uma solução. Agora vão mandar novamente reforço policial para tentar conter a pistolagem, mas isso funciona como um comprimido para febre: diminui a temperatura do corpo, sem acabar com a doença. Enquanto isso, ensinamos nas escolas a importância da fraternidade e do amor ao próximo.