Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

sábado, 15 de agosto de 2015

Marivânia pode ser vice de Teti Brito em 2016

                                                                       Landisvalth Lima
             
Selfie tirada pelo próprio Diego Aloísio e publicada
na sua página no Facebook, no dia do encontro
na governadoria com Teti Britto
Apesar de afirmar que artigo publicado anteriormente neste blog é mentiroso, e ameaçar com processo, Diego Aloísio confirma que Marivânia aderiu ao governo de Marcelo Brito por ordem do PT estadual.
Na última sexta-feira (14), por volta das 19 horas, minutos após a publicação da postagem “Marivânia, Joaquim, a teoria e a prática”, assinada por mim, recebi um telefonema da vereadora Marivânia Silva (PT). Ela se mostrava irritada com o artigo e queria saber quem me informou sobre sua adesão à prefeita de Ribeira do Amparo, Teti Brito.  Disse a ela que não revelava minhas fontes, mas que, se ela se sentia prejudicada, poderia fazer por e-mail as devidas contestações que seriam publicadas o mais imediato possível.
Ainda aguardo sua correspondência, mas vi no Facebook uma postagem do filho da vereadora, Diego Aloisio, que é vice-presidente do PT de Ribeira do Amparo, que publico aqui sem a mínima alteração (inclusive eventuais erros) e comentarei concomitantemente:  
Assim que esta matéria foi publicada pelo Sr. Landisvalth entramos em contato telefônico com o mesmo, precisamente às 19 horas. Neste contato o mesmo nos informou, entre outras coisas, que desde a semana passada um cidadão vinha insistentemente pedido para que ele publicasse tal conteúdo, que por sinal é mentiroso, a respeito da Vereadora Marivânia. Landisvalth se colocou a disposição de Marivania e negou ter conhecimento sobre o que postou, disse, entre outras coisas que será narrada a justiça, que tal postagem foi fruto da insistência desse cidadão para que ele (Landisvalth) publicasse as informações que este o passara.
O nobre petista não precisa mentir para dizer que a postagem é mentirosa. Não disse que foi um cidadão que me passou as informações. Foram três. E eles não insistiram que publicasse. A responsabilidade pela publicação é minha, Diego Aloisio. Eles, como muitos fazem na região, ligam para mim com a informação. Eu resolvo se é objeto de matéria ou não. No caso em questão, a importância está porque a vereadora Marivânia Silva sempre foi símbolo do pensamento esquerdista na região. Nunca disse que não tinha conhecimento do que postei. Disse que não tinha conhecimento da adesão de Marivânia ao projeto político de Marcelo Brito. No início, não acreditei. Pensei que era briga interna do PT e armadilha de adversário. Jamais imaginaria ver a mulher que lutou nas ruas, nas praças e nos tribunais, com a ajuda inclusive de Bassuma, ex-PT, e quase destruiu a carreira política de Marcelo Britto, hoje comungando politicamente com Teti Britto. A matéria trata desta incoerência. Onde está a mentira?
Mas vamos com Diego Aloisio:
Certamente aquele que agiu assim, desta forma procedeu no intuito de tentar que algum site publicasse algo que criticasse a Vereadora Marivania para em seguida proliferar nas redes sociais o conteúdo dessa matéria mentirosa, como agora intencionalmente já o faz o Sr Franco Ramos e a porífera para dezenas de outras pessoas, inclusive citando-as, para claramente as incitarem nas redes sócias e na sociedade.
Contudo, como tal questão já foi e é tratada judicialmente, sendo objeto de causa judicial contra 09 pessoas, em meio a tais atitudes, somente iremos agir como agimos sempre em casos como este: acionar novamente a justiça para que os responsáveis já identificados e os por ainda a se revelar sejam processados e tenham a oportunidade de provar judicialmente o que afirmam, e em caso contrário que sejam responsabilizados penalmente por suas condutas. Pois, assim como já ocorreu com os outros 09, não iremos aceitar que alguém use da imagem da Vereadora Marivania para tal fim.”
Quanto ao uso das postagens na rede social, é exatamente para isso que a Internet existe – para o bem ou para o mal. Quanto à ameaça de processo judicial, Diego Aloisio, repito o que disse ao telefone: é um direito seu. Mas faça mesmo! Agora, não basta apenas ficar dando queixa em Delegacia de Polícia. Só deve ter medo da Justiça quem trilha o caminho do errado. E não se deve usar a ameaça de processo judicial pensando que isso calará as pessoas. E outra, você não é o único do PT a usar esta estratégia. Isso é tática antiga. O que vale mesmo é o que perguntei a você por telefone. O que importa é se Marivânia aderiu ou não ao governo Teti Britto. Tanto Diego Aloisio como sua mãe, a vereadora, disseram que foi uma determinação do Partido dos Trabalhadores da Bahia. Então agora está tudo confirmado: a vereadora Marivânia Silva aderiu a Marcelo Britto (PSD) por imposição do PT estadual, com aval de Fátima Nunes e Josias Gomes, até porque não fizeram nada até aqui para impedir. Onde está a mentira?
Mas continua o Diego:
Interessante é que tal conteúdo, jamais foi publicado ou divulgado por sites como o de Joilson Costa, Arildo Leone, Bahia Notícias e em nenhum site de Ribeira e região, o que evidentemente por si só já aponta a total falta de credibilidade do conteúdo postado, repleto de narrativas difamatórias, desconexas e mentirosas. Portanto, temos a certeza que o Sr. Landisvalth, que por sinal o conheço como homem de bem, apenas está sendo usado, por pessoas covardes, de má fé, pessoas que não tiveram credibilidade em nenhum outro veiculo de informação, pessoas que de forma meticulosa pretendem tirar proveito político dessa matéria. Porém não obterão sucesso, pois a luz da justiça sabemos dá fim e penalizar tais atitudes.”
Pelo menos aqui os portais citados podem ficar orgulhosos. Qualquer matéria publicada neles é sinônimo de verdade. No meu blog? Bem, aí é diferente. Eu sou um homem de bem, mas fui manipulado! Jesus! Deixa de lengalenga Diego! Você mesmo confirmou que Marivânia aderiu! E a matéria não tem nada de narrativa difamatória. Ela questiona a guinada de 180 graus dada por sua mãe na política, jogando um nome construído por anos, por décadas, na lata da incoerência. Com esta adesão, não importa se com ordem do PT da Bahia ou do Brasil, Marivânia jamais poderá subir num palanque e dizer que vai transformar Ribeira do Amparo. Ela passou a ser seis e os outros meia dúzia!
Mas continuemos com o Diego Aloisio:
Todavia, como Vice-presidente do PT de Ribeira do Amparo, posso afirmar que participei de uma reunião com o Presidente Estadual do PT, Sr. Everaldo, onde o mesmo me narrou, entre outras coisas, que a orientação do PT Estadual será para que nosso partido coligue em apoio a reeleição da prefeita. Nesta reunião estavam presente autoridades políticas do nosso município e do estado que testemunharam tal diálogo. Posso também informar que em outra reunião foi sinalizado que o PT indique a vaga de vice, o que foi aceito pela Prefeita. Eu graças a Deus não minto e nunca precisei mentir, o que estou narrando aqui é verdade testemunhada por pessoa de bem e quem viver certamente verá.
Sinceramente lamento ao ver o desespero de alguns que pretendem antecipar o debate eleitoral de 2016, estes que por sinal não seguem as orientações da executiva estadual e outros que não são petistas, mas somente querem usar da nossa sigla para tirar proveito político por ser o PT governo, e em um ato derradeiro de desespero lança suas cartas finais, ao disseminar mentiras e blefes em sites, reuniões e no facebook como se isto fosse impedir o que está para ocorrer.
Felizmente, não pretendemos entrar nesse jogo sujo de desespero, portanto o que cabe ao PT será decidido pelo PT em suas instâncias municipal, estadual e nacional. E o que cabe a justiça será levado a ela para que tome conhecimento e providências. Graças a Deus temos nossas consciências e almas tranqüilas, pois respeitando a idoneidade do Sr. Ladisvalth, já provamos na justiça que no que se refere a Vereadora Marivania, tal matéria é mentirosa.”
Então, para finalizar, usando as palavras do nosso vice-presidente, já há uma chapa para 2016: Teti Britto será candidata à reeleição e Marivânia Silva poderá ser a candidata a vice-prefeita, determinado pelo PT estadual. Provavelmente o acordo foi selado na governadoria, com a presença de Teti Brito, sob as bençãos de Rui Costa. No mínimo, o vice será do PT. Está claro que o PT de Eulina e Germano Santana não concorda e o partido está perto de um racha. Então nossa vereadora virou sim a defensora da prefeita de Ribeira do Amparo. Inclusive o Diego Aloiso, se não for intriga da oposição, já exerce cargo na Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. 
A pergunta é: por que Marivânia e Diego estão tão irritados com a matéria, a ponto de dizê-la mentirosa? Não seria mais simples dizer que o PT mandou e eles estão apenas seguindo o partido a nível estadual, permitindo as saídas de Eulina, Germano e outros para marcharam em outra frente? A questão é que o absurdo é tão grande, e Marivânia sabe disso, tão grande, que serão meses para digerir esta união. Por que política é a arte do possível, mas até o possível tem limites. Portanto, caro Diego, não há nenhuma mentira. É que você está agindo como aqueles personagens de Machado de Assis que não veem problema nenhum no pecado, mas apenas com a divulgação dele.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Marivânia, Joaquim, a teoria e a prática!

                                         Landisvalth Lima
Marivânia Silva: incoerência política na Ribeira (foto: portal da vereadora)
Há uma coisa que o político tem que seguir rigorosamente por toda sua trajetória política: a linha tênue da coerência. Não é fácil. Sabe-se que política são nuvens no céu em época de tempo nublado com sol. Toda e qualquer decisão tomada por um agente público deve obedecer tal linha, ou ele corre risco de cair no descrédito e iniciar sua corrida ao nada. Este é o drama que parece viver dois vereadores do PT de Ribeira do Amparo, especialmente a vereadora Marivânia Silva.
Todos sabem que os metidos a espertos sempre acabam se atrapalhando uma hora. Foi isso que ocorreu com a coligação que elegeu Teti Britto prefeita de Ribeira do Amparo em 2012. Toda a chapa de vereadores foi anulada por não seguir a Lei Eleitoral no tocante ao número mínimo de candidaturas femininas. A Câmara ficou toda com a oposição. Nem todos respeitaram o voto e logo a prefeita conseguiu a adesão dos vereadores Albérico Cerqueira (Beco), do PR, e Jailton Souza (Raspador), do PHS.
Logo que se elegeu com os votos da oposição, como Presidente da Câmara Municipal de Ribeira do Amparo, Joaquim Rosário (PT) também aderiu à Prefeita Teti Britto (PSD). Novamente a oposição une os cacos e coloca um novo presidente, o vereador Genildo Reis (PV), que vem cumprindo um mandato reto. Quando tudo parecia bem, inclusive tendo a prefeita amargado a reprovação de suas contas, a vereadora Marivânia Silva (PT) adere ao poder municipal. Aí a oposição resgata Jailton do Raspador de volta, mantendo os 6 contra 3 da prefeita.
Mas o que não é coerente nesta história é que o PT perdeu a eleição por 195 votos. Germano Santana (PT), o candidato derrotado, tem tudo para sentar na cadeira hoje ocupada por Teti Britto, nas próximas eleições. A vereadora Eulina Silva, presidente municipal do PT, deve estar arrancando os cabelos com o comportamento dos seus dois companheiros e se questionando qual motivo teve a vereadora Marivânia para hoje ser a principal defensora do governo que derrotou o seu partido. Quem lê o portal da vereadora na Internet não acredita que hoje é ela a Líder de Teti Britto no Legislativo.
Além disso, parece que Marivânia joga contra o próprio partido. Porque não deve ser uma jogada política apoiar a prefeita, que deve ir para a reeleição, sem poder sair do PT ou ter motivo que justifique tal decisão. Se, pelo menos, fosse o caso de alguém que tivesse fazendo uma revolução administrativa em Ribeira do Amparo, seria justo o apoio. Estava cravada a coerência. Ela estaria pensando no melhor para seu povo. Seria uma traição aceitável, justificável, mesmo depois de ter recebido tapa na cara do ex-prefeito Marcelo Britto, esposo da atual prefeita. Se for dinheiro, propina, negociação por cargos ou vantagens, a professora Marivânia joga um balde de lama na sua história política e vai para o time de José Dirceu. Difícil será saber como terminará este imbróglio todo. 
Que azar de Ribeira do Amparo, exatamente no ano em que completa 57 anos, neste 14 de agosto. Uma cidade que chegou ao nível de uma senhora madura, consistente e calejada pelas barbáries da vida nordestina, mas mantenedora de um povo trabalhador, esperançoso, aguerrido e constantemente decepcionado com as negociatas de certos agentes públicos. O caso de Marivânia Silva (PT) é decepcionante duplamente porque se trata de uma professora, que deve dar exemplo de cidadania e altivez. Teoria e prática coerentes! 

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Polícia Federal em Heliópolis pela 2ª vez

Polícia Federal mais uma vez em Heliópolis
Agentes da Polícia Federal estiveram nesta quinta-feira (13) em Heliópolis para busca e apreensão de documentos referentes à construção da Creche Proinfância, localizada na rua Mangabeira. A querela é velha e corre em segredo de justiça. Tudo começou em 2010, na administração do comunista Walter Rosário e tem origem na 2ª Promotoria de Justiça de Cícero Dantas, Procedimento Ministerial nº 656.0.221311/2010, Portaria nº 27/2010. Com fundamento no art. 129, III, da Constituição Federal, art. 25, I, da Lei 8.625/1993, e no art. 73, I c/c o art. 77, § 1º, da Lei Complementar Estadual nº 11/96, foi aberto apuração de irregularidade em publicidade de edital referente a processo licitatório Convênio nº 701755/2010/Proinfância, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE, consubstanciadas em recusa pela municipalidade de Heliópolis no fornecimento do referido edital à EMPRESA PROJETOS INTEGRADOS E ENGENHARIA LTDA. A data de instauração é de 15 de Dezembro de 2010. O advogado que assinou a peleja é dr. Lázaro Paulo Apolônio Ferreira (OAB/BA 28.998), representante da empresa queixosa.
Só que o prefeito de Heliópolis da época, o supostamente atrapalhado Walter Rosário, assinava na mesma data contrato com a RESERV CONSTRUTORA LTDA, vencedora da licitação em questão. O valor da obra era o exato valor do Convênio nº 701755/2010 - do FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO – FNDE - R$1.319.780,88. Licitação: Tomada de Preço 005/10. Dotação Orçamentária: 2.03.000 - 2014 - 4.4.90.51.00. O contrato leva o nº 391.2/2010. Numa errata de Licitação publicada pela prefeitura de Heliópolis, foi procedida a seguinte alteração no edital: o item 4.3.4. passou a ter a seguinte redação: “Na proposta deverá ser especificado o prazo de execução da obra, em dias consecutivos, que não poderá exceder a 18 (dezoito) meses, conforme Cronograma Físico-Financeiro explicitado na Cláusula Terceira da Minuta do Contrato, Anexo XII do referido Edital.” Assina a errata Geisiane Santos de Santana, presidenta da comissão do processo licitatório. Sendo assim, era para estarem inaugurando a obra no mês de junho de 2012, mas foi tudo embargado e só inaugurada na gestão do prefeito Ildefonso Andrade Fonseca, o Ildinho, que derrotou Walter Rosário no pleito de 2012.  
Segundo o Dr. Lázaro, a obra foi embargada, mas o prefeito ignorou a decisão judicial e continuou a tocar a obra com a RESERV. Quando dr. Lázaro soube, entrou com novo processo e um Oficial de Justiça veio confirmar tudo. Walter Rosário insistiu e tocou a obra, contando com a velocidade de tartaruga da Justiça. Para piorar a coisa ainda mais, o dono da RESERV não aguentou as constantes cobranças feitas para alimentar o propinoduto. Como a coisa não andava e o prejuízo da RESERV era grande, o empresário resolveu entrar com Delação Premiada e contou tudo ao Ministério Público. O processo corre em segredo de justiça, não se sabe o motivo, mas a ação penal continua e a apreensão de documentos na Prefeitura de Heliópolis não é uma notícia boa para o ex-prefeito do PCdoB. Aqueles que ainda imaginam que a quadrilha que assaltou os cofres do município de 2008 a 2012, gerando a famosa Operação 13 de maio, vai ficar impune, e que tudo acabaria em pizza, já sabe que o buraco é mais embaixo. 
Há ainda uma coincidência em tudo isso. A Polícia Federal esteve aqui em Heliópolis dia 13 de maio de 2014, data que deu nome à Operação. Retornou agora, dia 13 de agosto de 2015 para reforçar a documentação que pode ser o início de uma nova era, onde o administrador tem que saber que o dinheiro do município é público. Não se sabe se o 13 é de azar ou sorte, mas não deixa de ser um banho de água fria na corrupção e uma esperança de que encontraremos em breve o caminho para uma sociedade mais justa e melhor.  

Região do Semiárido Nordeste II quer nome no COSEMS

Mônica Dolores (2ª da esquerda para a direita) e Danilo Matos (de boné)
ladeados por colegas na luta para ter um membro  na 
diretoria executiva do COSEMS
(foto: WhatsApp )
Os secretários municipais de saúde da região do Semiárido Nordeste II, que engloba um total de 15 municípios, querem um nome que represente a região no COSEMS – Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia. Para este fim, ao longo desta semana, travaram luta verbal para escolha de um nome de consenso. O secretário de saúde de Ribeira do Pombal, Danilo Matos, tentou viabilizar seu nome como o representante da região e evitar uma disputa regional, o que não ocorreu. A secretária de saúde de Nova Soure, Mônica Dolores, que corria por fora, resolveu disputar o processo de indicação em votação aberta pelo aplicativo WhatsApp, após reunião na cidade de Cipó.
A eleição foi tranquila e Mônica venceu Danilo por 10 votos a cinco. Votaram com a vencedora, além de Nova Soure, Heliópolis, Cipó, Fátima, Cícero Dantas, Adustina, Novo Triunfo, Sítio do Quinto, Olindina e Coronel João Sá. Com Danilo Matos votaram, além de Ribeira do Pombal, Banzaê, Ribeira do Amparo, Antas e Paripiranga. Os secretários fizeram questão de deixar claro que a turma permanece unida e quer Mônica Dolores no espaço de uma chapa consensual para a eleição dos membros da Diretoria Executiva do COSEMS e da CIB/BA - Comissão Intergestora Bipartite da Bahia, a realizar-se no próximo 31 de agosto, no 5º Congresso de Secretários Municipais de Saúde da Bahia, em Assembleia Geral Extraordinária do COSEMS/BA.
A chapa será formada por Presidente, Vice-Presidente, Secretário Geral, Secretário de Articulação Regional, Secretário de Informação, Educação e Comunicação e Secretário de Finanças. Além disso, o COSEMS deverá indicar os três membros para comporem a Comissão Intergestora Bipartite da Bahia. As inscrições estão abertas desde o dia 05 deste mês de agosto, na sede da entidade, na 3ª  Avenida,  320,  Centro  Administrativo  da Bahia,  em Salvador, e vão até o dia 25. Dia 20 farão uma reunião para a formalização da chapa, que se espera de consenso. As regras do pleito já foram definidas no portal do COSEMS e a Comissão Eleitoral é formada por José Antônio Chagouri Ocke - Secretário Municipal de Saúde de Ilhéus, Núbia Leite Rios – Secretária de Teofilândia e Guilmar de Fátima Santos, de Entre Rios.
Atualmente, o COSEMS é administrado por Raul Moreira Molina Barrios – Secretário Municipal de Sapeaçu, já no segundo mandato de dois anos. Não há um único representante da nossa região na composição da diretoria, o que enfraquece a representação do Semiárido Nordeste II perante o emaranhado burocrático que administra o nosso sistema de saúde. Os atuais representantes do COSEMS na CIB/BA são José Antônio Rodrigues Alves – SMS de Salvador (Suplente: Fabiano Ribeiro dos Santos – SMS de Dias D’Ávila),  Ivonildo Dourado Bastos – SMS de Jacobina (Suplente: Cynthia Lopes Abreu Marques – SMS de Caetité) e Joseane Mota Bomfim – SMS de São Felipe (Suplente: Aldecy de Almeida Bezerra Silva – SMS de Camacã).
O Conselho Estadual dos secretários Municipais de Saúde (Cosems-BA), é órgão vinculado ao Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), colegiado representativo dos gestores municipais de saúde do Estado da Bahia. Foi criado em 19 de setembro de 1991, por deliberação da assembleia Geral Extraordinária, durante o Encontro Estadual de Secretários Municipais de Saúde da Bahia. É uma entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos, com autonomia administrativa e financeira.
A finalidade do COSEMS é deliberar sobre a atuação dos Secretários Municipais de Saúde, representar os secretários municipais de saúde da Bahia junto a instituições, conselhos, assembleias ou reuniões de caráter municipal, estadual ou nacional. Também é prerrogativa do órgão lutar pela implementação do SUS – BA, participando na qualidade de representante dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia, aprimorando a luta pela autonomia dos municípios, deliberar junto à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia sobre a gestão da Saúde no estado e apoiar o Conselho Estadual de Saúde no desenvolvimento de suas atividades.
Já a Comissão Intergestores Bipartite da Bahia (CIB-BA), que completa 22 anos de existência, é formada paritariamente pelo gestor estadual e pelos gestores municipais, na condição de representantes das duas instâncias de governo no Estado. A CIB-BA começou sua trajetória com uma atuação tímida e vem progredindo no seu aprimoramento. Criada em 1993 mediante Portaria nº. 2.094, de 21 de junho de 1993, e publicada no Diário Oficial do Estado, em 22 de junho do referido ano, a CIB-BA teve seu primeiro regimento instituído em 1995, através da Resolução nº 010/95, de 14 de setembro de 1995, que definiu a composição, finalidade e competências desta instância. 
A Comissão Bipartite busca contemplar as necessidades e prioridades da saúde no Estado, sob os princípios do SUS – Sistema único de Saúde, principalmente no que diz respeito à transparência das suas negociações e pactuações. A Comissão Intergestores Bipartite (CIB/BA), de âmbito estadual, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) para efeitos administrativos e operacionais, tem por finalidade pactuar a organização e o funcionamento das ações e serviços de saúde integrados em redes de atenção à saúde. Daí a importância de ter nossa região um representante neste conselho para tentar minimizar os quase intermináveis problemas de saúde vividos pelos 15 municípios. Mônica Dolores terá agora uma longa caminhada pela frente, mas o primeiro passo já foi dado.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Avenida São José, em Poço Verde, está um caos!

Avenida São José, em Poço Verde (foto: João Ramalho/Facebook)
Os moradores da avenida São José, localizada na saída de Poço Verde, no Estado de Sergipe, em direção a Heliópolis e Fátima, na Bahia, têm reclamado do caos que tomou canta da via pública. Há já enormes buracos e em alguns pontos já não há nem mais asfalto. Um lamaçal só, quando chove, e nuvens de poeira quando faz sol abundante. Nas redes sociais, os apelos e críticas são constantes. Todos falam do estado lamentável e criticam a administração do prefeito Thiago Dória. Por outro lado, não é mais segredo que as prefeituras estão operando com 30 % a menos de recursos e falta dinheiro para reparos de ruas e afins.
O Governo de Sergipe tampou os buracos da rodovia que liga Poço Verde a Simão Dias. Todos esperavam que o DER-SE providenciasse a recuperação da avenida, o que não aconteceu. Enquanto isso, é o chefe do executivo do município o primeiro a receber as bordoadas, algo inteiramente comum. Afinal, quando a obra fica pronta, também é o primeiro a ser beneficiado. Aguardam-se providências.
Pré-Universitário
A boa notícia da semana é início das aulas do curso Pré-Universitário, da Secretaria de Educação do Governo de Sergipe, único curso público presencial do país. Na última segunda-feira (10), o professor Luís Carlos (Lula) fez a abertura inicial, ao lado do Secretário Municipal de Educação de Poço Verde, prof. Caduda, da profa. Ina Valéria, diretora do CEPJO, acompanhados de professores e de representantes da SEED. As atividades tiveram início no salão do Colégio Professor João de Oliveira porque ainda não estão prontas as instalações, localizadas em frente à SEMED. O local será inaugurado na próxima semana. No evento, foram entregues uma pasta completa com todo material necessário ao aluno e também uma camiseta do curso. O prof. Lula estava entusiasmado. Ele lutou por cinco anos para que o curso viesse para Poço Verde. No primeiro dia já aconteceram as aulas de Português e Literatura.
As chagas do presente
Ao lançar o programa de investimentos em infraestrutura de energia elétrica, uma das agendas positivas planejadas pelo governo com o objetivo de resgatar a imagem da gestão, a presidente Dilma Rousseff disse "lastimar" o aumento nas contas de luz desde o ano passado. Para não ficar só nisso e tentar justificar sua desgraça governamental, a presidenta lembrou do apagão de 2002, usando a velha e cansada tática de culpar o PSDB e o Fernando Henrique Cardoso. Se o PT não se preocupasse tanto com os tucanos, talvez o povo já tivesse esquecido os bicudos. Ocorre que o partido de Lula precisa demonizar algo ou alguém para que possa dormir sem pesadelos. Ocorre que as feridas do passado já foram curadas e a Dilma não está sabendo como curar as chagas do presente.
Defendendo o PT
Deu na coluna Raio Laser, da Tribuna da Bahia, que o ex-governador da Bahia e ministro da Defesa, Jaques Wagner, tem sido um dos poucos petistas que não se cansa de defender o legado do PT no país e o governo da presidente Dilma Rousseff. Em sua passagem pela Bahia no fim de semana, disse que ninguém combateu tanto a corrupção como Dilma. Não citou Lula. Ontem, ele se voltou para as redes sociais, onde manteve o discurso. “No passado, o Brasil era conhecido como o país da impunidade. Chegamos a ter um procurador-geral que era chamado de engavetador-geral. Isso acabou. Desde o governo Lula, o MP e a PF passaram a atuar com autonomia e a ter o resultado de suas eleições internas respeitado”, apontou o petista. Mesma lengalenga de sempre. O que o ex-governador não diz é que isso não dá direito a ninguém sair por aí roubando a nação.
Fundamentalismo idiota
Não tenho esperança de que o PT se salve. Para que melhoremos na vida é fundamental reconhecer os erros. Só que há um certo fundamentalismo idiota por parte de alguns seguidores. Parecem dispostos a morrerem abraçados, mas não admitem os erros. Discutir com um deles chega a ser tarefa insuportável. E parece que já decoraram os argumentos: hoje o Brasil está bem melhor, famílias foram arrancadas do nível baixo de pobreza, é golpe da mídia, é coisa do imperialismo americano, são os coxinhas, é a direita....É o discurso fajuta do fim de uma era. São os Kamikazes do Partido dos Trabalhadores e 13 mil virgens os esperam, se não continuarem a greve de sexo.
Falta de autoridade
Está faltando autoridade ao responsável pela distribuição das escalas das linhas escolares do município de Heliópolis. O carro que faz a linha das Porteiras à Itapororoca é um exemplo. Cinco estudantes reclamam que o carro de Zé de Carmem só vai até o meio do caminho e os alunos têm que andar um bom trecho a pés. Mesmo quando sua esposa, d. Ginean, está ao volante, o percurso não é feito devidamente. Várias reclamações foram feitas e o dilema continua. Um dia após a reclamação, tudo volta ao normal e, logo depois, o problema volta a acontecer. Tem gente que adora viver em perigo constante ou não está nem aí para autoridade. Será que tem costas quentes?