Exclusivo!

2º dia da 1ª Fecultarte teve dança, vídeo e teatro

A 2ª noite da 1ª Fecultarte foi dominada pela dança e pelo teatro (foto: Landisvalth Lima) O Colégio Estadual José Dantas de Souza – C...

Novidade

sábado, 18 de abril de 2015

Faroeste Caboclo na história da Petrobras

Policiais Civis e Militares são homenageados pelo CONSEG em Cícero Dantas

Na última quinta-feira (16), no auditório do BNB Clube em Cícero Dantas, policiais civis e militares foram homenageados pelo Conselho Municipal de Segurança Pública (CONSEG) local. Cada policial presente recebeu um certificado com “menção de agradecimento” pelos trabalhos prestados e pela dedicação em prol da segurança da comunidade de Cícero Dantas.
A cerimônia foi presidida pelo presidente do CONSEG Julliano Franklin Borges Dias, com a presença do membro nato da Polícia Militar Subtenente Edmilson, o Vice- Presidente do CONSEG Natanael da Costa Reis, a 1ª Secretária do CONSEG Cínthia Alves Nabuco Carvalho, o subtenente da CIPE LN Oliveira, O Coordenador da Policia Civil Dr. Miguel Vieira Filho, O Soldado e instrutor do Proerd Sergio Antônio Gomes  Lage, o ex-presidente do CONSEG e hoje Vereador Jacksom Almeida, o prefeito municipal Helânio Calazans, o Secretário de Educação Fabio Guilherme, O Delegado de Polícia da cidade de Fátima Dr. Inaldo Santana, Carlos Rogério Carvalho 2º Secretario do CONSEG, José Ribeiro dos Santos do Conselho Fiscal do CONSEG, os quais fizeram parte da mesa de honra, além dos Conselheiros Fernanda Oliveira Santana, Maria Zuleide Vieira Santana de Aguiar, Antônio dos Santos Felício, Vanderlan Pedro Freire de Oliveira, Richard C. Novais Figueiredo, José Edilton Silva de Jesus que estavam presentes no auditório e comunidade local.
Aberta a Cerimônia pelo Presidente do CONSEG-CD Julliano Franklin Borges Dias disse que; “Essa iniciativa é um reconhecimento formal aos policiais civis e militares, que trabalham em benefício das comunidades e da sociedade. Esse ato de reconhecimento feito pelo CONSEG serve para valorizar a atuação dos policiais, que podem compartilhar esse momento com suas famílias e amigos. Espero que a solenidade sirva de incentivo para que os policiais avancem cada vez mais nesse processo de combate a criminalidade e ao tráfico de drogas;  parabenizou aos policiais presentes, não só pela premiação, mas também pelos trabalhos prestados a nossa comunidade. O CONSEG tem ainda muito para ser feito em prol da comunidade e das policias, mas ninguém pode negar os avanços que tivemos nesses dois anos de mandato, desde a nossa posse, eu tenho consciência que O CONSEG fez o que pode para melhoria na segurança publica do município, e em relação a essa premiação, é o mínimo que se podia fazer para agradecer os trabalhos prestados em nossa comunidade, por derradeiro, quero parabenizar novamente a vocês Policiais homenageados, que no cumprimento de suas missões, são recompensados quando retornando às suas casas com a certeza do dever cumprido.”.

Na solenidade de homenagens para diversas autoridades civis e militares como reconhecimento pelo bom trabalho e parceria desenvolvido, o Coordenador da 25ª Coordenadoria da Policia Civil do Interior, com sede em Euclides da Cunha Dr. Miguel Vieira Filho presente no evento, também foi homenageado pelo CONSEG.
Dr. Miguel Vieira, agradeceu aos presentes, parabenizou a todos que fazem parte do CONSEG e em especial ao Sr. Julliano Franklin (Presidente do Conselho) pela iniciativa, frisando que a homenagem serve como estímulo aos policiais homenageados, destacando ainda que com esse reconhecimento do CONSEG, aumenta ainda mais a responsabilidade da Polícia Civil junto à comunidade, buscando, de forma integrada, a excelência na prestação de seu serviço público.
Em contato feito com o Presidente do CONSEG, o Delegado de Polícia Civil Dr. Osório Miguel de Souza Ramos em mensagem dirigida aos presentes, lamentou está ausente devido estar acompanhando sua esposa numa cirurgia, e destacou a importância para os policiais de receber esse reconhecimento, parabenizou a todos homenageados, rogou para que o reconhecimento seja razão de motivação para o desenvolvimento de um trabalho de qualidade e incentivo para o empenho na otimização da prestação de serviços com responsabilidade e dedicação.
O Subtenente Edmilson Pereira de Souza, após agradecer pela premiação, disse que a função desenvolvida pela Polícia Militar é importante para a sociedade, pois além exerce uma função garantidora dos direitos individuais das pessoas preservando pela segurança da comunidade, também são amigos da população; relatou a questão de que todos os policiais ali presentes são testados e cobrados diariamente, por isso atributos como bom caráter, honestidade, firmeza e comprometimento são as balizas do caminho que devemos trilhar, e que a premiação foi o resultado tão esperado por esses policiais que no exercício de sua função enfrentam grandes percalços sem desistir de garantir o mínimo de segurança para a população, ressaltou a importância da parceria  que o CONSEG tem com a Polícia Militar, e que esse reconhecimento dos serviços prestados a comunidade é muito prazeroso e gratificante  para os policias que fazem parte do 3º Pelotão de Policia Militar, sediado na cidade de Cícero Dantas. Aproveitou para externar os agradecimentos em nome do Major Juceval, o qual tem com muito apreço a parceria que o CONSEG na pessoa do Sr. Julliano Franklin tem com os policiais.
O Subtenente Oliveira da Cipe Litoral Norte, representando o Major Marco Aurélio da Companhia Independente de Policiamento Especializado - CIPE-LN, em suas palavras, agradeceu pelo reconhecimento dos trabalhos prestados na comunidade de Cícero Dantas e parabenizou a todos do CONSEG de Cícero Dantas pelo apoio que vem sempre dado aos policiais da CIPE.
A Cerimonialista Maria José Borges (Zezé), na oportunidade, também agradeceu também a presença do Psicólogo Gleidson Santana da Costa, da Psicóloga Carla Regina Patrocínio Cruz, Damião Correia Escrivão do Tribunal de Justiça da Comarca de Ribeira do Pombal, do Técnico Judiciário da Comarca Local Paulo Cezar Santos Anjos e Murilo Assistente Administrativo que sempre foram parceiros do CONSEG e que sempre deram suas contribuições como voluntários, aos secretários municipais Fabio Guilherme e Valadares pelo apoio, ao Diretor do Departamento de Cultura Carlos Renildo e a todos os presentes.
Após a solenidade de homenagens foi servido um coquetel aos convidados.

Reportagem e fotos: Conseg.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Professores de Bahia insatisfeitos com APLB

Marilene e Rui fazem o jogo do PCdoB e do PT na APLB
A APLB Sindicato – Associação dos Professores Licenciados da Bahia – parece que não mais representa a categoria. É que há muita insatisfação com o comportamento do sindicato, absolutamente preocupado em preservar o governo do estado. A diretoria criou um sistema estranho de decisões, dividindo em várias assembleias as tomadas de decisões. O que Salvador decide é atropelado pelas regionais, em sua maioria sob controle da direção. A maioria dos profissionais decidiu pela paralisação dias 15, 16 e 17 de abril, mas a APLB quer 15, 24 e 30. Todos sabem que as paralisações alternadas surtem pouco efeito. Em Heliópolis, os professores do Colégio Estadual José Dantas de Souza decidiram pela paralisação única de 3 dias e não adotará a alternada. As aulas voltarão ao normal na 2ª feira, dia 20 de abril.
A insatisfação com a diretoria da APLB já toma conta das redes sociais. Já há um movimento para promover a desfiliação sindical. Em contato via celular, Whatsapp e redes sociais diversas, profissionais em educação da rede estadual de ensino promovem desfiliação em massa, inconformados com a atitude de Rui Oliveira e Marilene Betros da APLB Sindicato. “A APLB tem envolvimento com partido político e sua direção atual só faz o que lhe convém e o que agrada ao atual Governo da Bahia. Podemos fazer algo se nos unirmos como categoria e eu estou tentando fazer minha parte com uma petição pela dissolução dessa diretoria que tem sido tão desonesta com nossa classe”, afirma Denis Barros via Facebook. Outros professores querem desfiliação em massa da APLB no dia 24 de abril.
Mas nem todos pensam assim. Para evitar que o sindicato deixe de representar a classe, vários professores já adotam discurso conciliador. A falta de informação obrigou alguns profissionais a ir ao trabalho para tentar resolver a desinformação. Adauto Emílio, por exemplo, contrário à determinação de Rui Oliveira de paralisar as atividades dia 24 deste mês, foi ao local de trabalho: “Hoje fomos trabalhar. Na escola, fizemos uma reflexão e decidimos caminhar com a categoria, assim sendo, trabalharemos nos dias 24 e 30. Reunimos os estudantes no pátio da escola e lhes explicamos o porquê de não trabalharmos hoje e amanhã. A escola é aqui em Ilhéus”. Fato é que a APLB está na corda bamba. Ou segue o seu Estatuto defendendo a classe ou vira logo uma filial do PCdoB e do PT.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

A esquerda precisa de um discurso moderno para chamar de seu

Professores querem os 13,01%...

Hoje, depois de participar da fantástica caminhada dos professores e diversas outras categorias em Aracaju, saindo do Parque da Sementeira até o Palácio de Despachos do Governo do Estado, cheguei à conclusão de que a esquerda está perdida, sem discurso e sem proteção alguma. Ela ainda não consegue ler o contexto histórico em que vivemos e não se vê nem como vítima nem como algoz. Para ela, é mais seguro continuar martelando o “nós contra eles”, os trabalhadores contra os miseráveis sanguessugas burgueses, ou revitalizar a velha e decadente dicotomia esquerda x direita.
E não pensem que sou a favor do fim dos sindicatos, ou prego a volta da Ditadura Militar ou sou a favor da terceirização. Alguns sindicalistas preferem fazer como Dilma: demonizar quem tem uma posição contrária. Marina Silva que o diga. A luta dos trabalhadores pela reposição das perdas salariais é legítima. O Sintese está correto quando briga pelos 13,01% deste ano e os 22,22 da era do ex-governador Marcelo Deda. A CUT e afiliados estão corretos em protestar contra a terceirização. Isto aconteceu em ao menos 38 cidades de 23 Estados.
... porque é o que diz a Lei do Piso.
Vale salientar que o PL 4330, segundo as centrais sindicais e movimentos populares entendem, com a aprovação, o trabalhador contratado diretamente por uma empresa poderá ser demitido para que um terceirizado seja contratado, "com diminuição de salários, de direitos e aumento da jornada de trabalho". Já as entidades empresariais e defensores do projeto informam que haverá mais segurança jurídica para as empresas contratarem e maior proteção social aos terceirizados.
O presidente da CUT, Vagner Freitas, afirmou que o projeto "não traz benefícios nem para a economia brasileira nem para os trabalhadores. Ele garante única e exclusivamente tranquilidade jurídica porque o projeto impede ações na Justiça e muito mais lucros para os empresários". Talvez Vagner tenha sido o único a chegar perto da questão. Não querem dizer a verdade. O problema que impede diversos governadores e prefeitos a pagar os percentuais impostos pela Lei do Piso para professores é a institucionalização da corrupção nos três níveis de governo dos três poderes da República.
Os trabalhadores também levantaram outras bandeiras com alegria,...
Falta à esquerda admitir que nós nos comprometemos com o país a acabar com esta chaga que devora os recursos públicos. Hoje no Brasil não há eleições. Há um grande balcão de negócios para compra de mandatos. Os partidos são cooptados para se ter mais tempo de televisão, a mesma televisão que leva o PT a querer limitar com a censura eufemística de “controle da mídia”. Os discursos proferidos no carro de som em frente ao Palácio dos Despachos do Governo do Estado pouco refletem o que está nos panfletos distribuídos. Tirando a velha falácia de lutar contra a direita e os patrões, o panfleto deixa claro a posição contrária ao ajuste fiscal de Dilma, à corrupção, à terceirização e outras bandeiras. Chega a citar textualmente que o PT, a nível nacional, e o PT/PMDB/PSDB e DEM, a nível estadual e municipal, fazem política neoliberal e são rejeitados pelo povo.
...mas a esquerda vacila num discurso ultrapassado.
Entretanto, aí está a revelação da incoerência, no discurso, pelo menos um representante sindical chegou a dizer que o impeachment de Dilma é golpe e, mais de uma vez, condenou-se os que pregam a volta da Ditadura Militar, como se isso fosse a grande ameaça do momento ou o monstro que pode nos devorar. E mais: Jackson Barreto foi muito bem tratado porque ninguém disse que ele havia se comprometido a dar o aumento que fosse imposto pela Lei para 2015 aos professores, como fez nos anos anteriores. Ninguém fez uma referência sequer contrária ao governo Dilma ou a Lula. Chegaram a negativar os nomes de Laercio Oliveira e Fábio Mitidieri. Um boneco simbolizando João Alves foi queimado solitariamente. Só vi alguma coisa coerente nos discursos do vereador Iran, da Deputada Ana Lúcia e da presidente do Sintese, que pareciam cheios de pistas para uma virada de mesa, mas bem contidos.
Num tempo distante do passado, um tesoureiro de um partido sendo preso era motivo para discursos inflamados. A prisão de Vaccari aconteceu neste exato dia. Nem mesmo para defendê-lo os sindicalistas se propuseram. Parecem envergonhados com o governo que elegeram e insistem em defender. Eles já sabem que as perdas salariais e a criação de leis para prejudicar a classe trabalhadora são pagamentos da conta da eleição de Lula e Dilma. E a conta é a deslavada difusão da corrupção em tudo quando é órgão público neste país de meu Deus. Mensalão, Petrobrás, BNDES, Eletrobrás, Caixa Econômica, PAC´s e o diabo. Elegemos trabalhadores que hoje prejudicam trabalhadores. E não precisa a esquerda insistir no velho discurso porque Lula, Dilma, Vaccari, Mercadante e outros já são os burgueses de hoje. Será que é tão difícil admitir isso e procurar uma terceira via? Estranhamente, os que lideram os movimentos sociais não querem a busca de um novo rumo. Preferem insistir num modelo ultrapassado. Será que há motivos ocultos que impedem a esquerda de ter um discurso moderno para chamar de seu?
Morrendo pela boca
O vereador Giomar Evangelista, presidente da Câmara Municipal de Heliópolis, correu da briga com este blogueiro ao não registrar em ata o que disse na sessão. Ele afirmou que o professor Landisvalth Lima dividia o bolo da prefeitura com Ildinho. Por um vacilo dos vereadores da situação, a ata foi aprovada sem a citação e eu e o prefeito não poderemos interpelá-lo judicialmente, já que ele pode alegar que não disse. Entretanto, a afirmação de que a vereadora Ana Dalva, quando na presidência da Câmara, gastou 16 mil para digitalizar documentos e depois apagou tudo, está lá registrada. A vereadora já está tomando providências e mais um processo vai acontecer, a não ser que o vereador peça desculpas e admita que cometeu um equívoco para não morrer pela boca. 

Feira cultural na Massaranduba

Devido à escassez de das bandas de pífanos no município de Heliópolis e região, José Pereira promoverá a Feira de Cultura do Povoado Massaranduba, dias 18 e 19 de abril. O evento reunirá vários zabumbeiros e outros artistas profissionais e amadores. Já está garantida a presença do Coral de Juventude a Arte do Recôncavo – CJAR – grupo musical há 15 anos na estrada. Também haverá a participação de Rogério Almeida, da Cidade do Quijingue, e seu grupo do reisado e uma, com participação de João de Artur. Estará presente também o Maestro Josevaldo, da cidade de Conceição do Coité, com a Orquestra Sinfônica Santo Antônio. Já confirmaram presença Enoc do acordeom, da Cidade de Cipó, e o grupo Cigarro de Palha formado por jovens que tocam sanfona, triângulo e zabumba. Mas o que não faltará é zabumba! Grupo Pimentinha do Município de Sitio do Quinto, Grupo Pinheiro de FÁTIMA, Grupo da Betânia, Grupo Folclórico Raio do Sol de Pombalzinho, Negão do Xaxado de Cícero Dantas - acompanhado do mestre Simão, grupo de zabumbeiros da Comunidade das Valérias e os zabumbeiros de Heliópolis.
O anfitrião e organizador José Pereira avisa que ainda faltam muitos a confirmar. Mas nem só de música vive a Feira Cultural da Massaranduba. Haverá exposição de artesanatos das comunidades de Quixabeira, da Associação das mulheres, comunidade da Viuveira com seu artesanato de argila, o Massarandubarte, com espetaculares bordados e outros traçados, e ainda as cooperativas Coopans, de novo Triunfo, que estará trazendo doces e castanha, Coaaci, de Cipó, trazendo redes, estantes e outros objetos. Para incrementar o espaço cultural, o colecionador Renato fará exposição das obras de Luiz Gonzaga, a Arcas ajudará nas orientações com o Semiárido, a Fatris mostrará tecnologias de convivência com a seca no sertão nordestino. 
Apoiam e patrocinam a Feira de Cultura da Massaranduba a Asa Mil, o MOC - Movimento de Organização Comunitária, diversas associações do município de Heliópolis: Associação Criativa da comunidade das Valérias da Serra dos Correias, Delo, Associação dos Agricultores Familiares do Sapé e Região, Antonio Cirilo, Senhor de Alfredo, Associação Inocêncio Oliveira da Comunidade do Curaçá, Sebastião, Associação da Comunidade do Bendó e Cleidiomar. A organização é da Associação Comunitária Cidadania de Massaranduba, dirigida pelo José Pereira e tem os apoios do Cineclube Filhos do Sol, Arcas das Letras Maria Ferreira de Andrade, o Ponto de Leitura Antonio Ribeiro da Graça, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Heliópolis, Edmeia Cardoso, além de Carleon, Neidinha e Erivan, todos da Serra dos Correias, Maria Gama da Viuveira e Gerveson, Raimundo e Zefa de Edmundo. Incentivaram o evento a Câmara de Vereador de Heliópolis, vereadores Giomar Evangelista, Clovis da Massaranduba, Ronaldo Santana, e o Vereador de Cícero Dantas Wilson da Betanha. Também contriuiram o prefeito Idelfonso Fonseca, Beto Fonseca, Alaelson do Acordeom, as emissoras Radio Regional AM, Boqueirão FM, Heliópolis FM e as lojas Tais Moveis, Sergisat, Mercadinho Andrade, Mercadinho São Sebastião, Miguel Tavares Construção, JJN Construtora. Apoio Financeiro do Governo do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Cultura Identitária.