Exclusivo!

Heliópolis: Populares reagem e bandido é morto em assalto a ônibus

Mais um assalto a ônibus acontece na zona rural de Heliópolis Mais um assalto a ônibus acontece em Heliópolis. Desta vez, o veículo ass...

Novidade

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Mais um assassinato em Heliópolis

Mais um bárbaro assassinato ocorreu em Heliópolis. Na noite desta terça-feira, exatamente às 23:50, foi executado o senhor Miguel José Ribeiro Fonseca, que estava no Bar do Nenzinho, no conjunto habitacional próximo à saída para Cícero Dantas. Investigadores da Polícia informaram que dois homens encapuzados chegaram e foram logo atirando, sem tempo de a vítima reagir. Os assassinos usavam arma de fogo calibre 12. Uma cápsula deflagrada foi encontrada ao lado da vítima. Miguel tinha passagem pela polícia e havia cumprido pena. Saiu da penitenciária há 30 dias. A vítima era morador do bairro Santos Dumont (Iraque).Tudo leva a crer que pode ter sido queima de arquivo ou vingança relacionada às drogas ou a roubo de motos. A polícia está apurando o caso e ainda não tem os nomes dos assassinos.
   Filha revoltada
   Usando o o Facebook, a filha da vítima nega muitas informações desta reportagem, chamando-as de incoerentes. Carolaine Fonseca diz que as acusações são graves. Ela, que é aluna do 2º ano B do Colégio Estadual José Dantas de Souza, afirma que houve desrespeito a um pai de família que não está mais entre nós para se defender. Ela chama atenção para o fato da hora do assassinato. Segundo ela, foi às 21 horas. Quanto às passagens pela policia, afirma que de fato ele tinha, e não passaram de acusações sem provas, pois foi absolvido. Carolaine também afirma que a saída de seu pai do presídio ocorreu no mês de agosto. A estudante chama este blog de "Disse me disse", "Me contaram", "Não sei de nada mas falo MERMO" e "O Fuxico", além de afirmar que o texto é "mintiroso" e que nós não apuramos os fatos.
    Nota do Landisvalth Blog
 As informações aqui publicadas foram fornecidas por autoridade policial que, como foi dito, ainda está apurando os fatos. Assim que houver mudança de informação, a postagem será atualizada. Quanto aos conceitos de Carolaine sobre este blog, creditamos ao impacto da perda de um ente querido insubstituível. Não formamos juízos de valor sobre este lamentável episódio - que parece virar rotina na nossa região, ceifando vidas de nossos jovens e pais de família, culpados ou não. Lamentamos ainda mais que a reportagem tenha despertado tanto ódio na filha da vítima. Ódio que deveria estar direcionado aos assassinos de seu pai.