Exclusivo!

Heliópolis: Populares reagem e bandido é morto em assalto a ônibus

Mais um assalto a ônibus acontece na zona rural de Heliópolis Mais um assalto a ônibus acontece em Heliópolis. Desta vez, o veículo ass...

Novidade

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Exijo respeito! Não sou mais um sonhador!

                                                                  Landisvalth Lima
Chico Buarque: desesperança só na música
“Hoje eu tenho apenas uma pedra no meu peito / Exijo respeito, não sou mais um sonhador” (Chico Buarque de Holanda). O autor destes versos não criou a desilusão. Já havia Augusto dos Anjos. Mas Chico é especial porque marcou uma geração de sonhadores. “Hoje você é quem manda/ Falou, está falado/Não tem discussão/ (...) Apesar de você/ Amanhã há de ser outro dia”. Toda a minha geração espera este dia até hoje. Cansei. Depois de colocarmos o PT no poder e percebermos que o Partido dos Trabalhadores só queria mesmo era estar no poder. Não mudou nada! O que melhorou mesmo foi a predisposição para o roubar e a capacidade para o mentir.
Pela mídia diária vejo uma presidente agonizando, feito animal faminto que não quer largar a presa. Mentiu na campanha descaradamente, mentiu depois e continuou a mentir na posse. O governo começou acabando. Dilma já não tem mais justificativa a apresentar e mente desmentindo a própria mentira anterior. Tudo é um faz-de-conta para enrolar o povo deseducado e sonhador. Que o diga o próprio TCU, constituído de ministros nomeados pelo Poder Executivo para fiscalizar o Poder Executivo. Então está lá dona Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos. Quem imaginaria vê-la votando a favor das contas fajutas de Dilma Rousseff?
E na Bahia? Não vou mais nem falar em Mário Negromonte como conselheiro do Tribunal de Contas, depois de estar envolvido até o inimaginável com a Operação Lava Jato e os desvios escandalosos da Petrobrás. Liguem a TV, o rádio. Abram os jornais e revistas. Leiam os blogs e portais de revistas. São milhões em gastos com propaganda para inaugurações de obras que parecem gigantes. São 75 casas aqui, uma rodovia de 20 quilômetros ali e não sei quantas obras que foram promessas de anos anteriores. Até quando um simples prédio é cedido para uma prefeitura é motivo para propaganda. São projetos e mais projetos, promessas e mais promessas, mas não saímos do lugar.
Hoje estive no Detran de Lagarto para dar baixa do gravame no documento do meu carro. Isso para andar certinho e não ter problema. Antes das nove horas da manhã não havia mais senhas. Uma só pessoa fazia o atendimento para este fim. Informaram-me que no Ciretran de Tobias Barreto havia vaga. Fui para lá depois de marcar agendamento pela internet. Pensei até estarmos evoluindo. Apesar da distância que tive de percorrer, a tecnologia me permitiria resolver o problema, apesar de atrapalhar meu dia de trabalho. Chegando lá, fui informado que teria de fazer Vistoria só para tirar a informação de que meu carro não estava mais alienado a determinado banco. Tudo bem! Vamos fazer! Deixei a indignação de tanta burocracia e pedi paciência a Nossa Senhora dos Sonhadores. Então fui informado que o setor de Vistoria já estava fechado. Como? Mas o horário não é até as 13 horas? Não. O Detran atende até as 13 horas, mas o setor de Vistoria fecha às 12!
O país passa por uma crise de valores tão séria que, quando vejo uma sigla na minha frente, já imagino logo ser uma criação programada para nos atormentar. DETRAN, TCU, IRPF, IPTU, OI, VIVO, RF, MEC, SEC etc. Na minha imaginação, estas coisas foram criadas para facilitar a nossa vida. Mesmo com todo avanço tecnológico, nada muda. Nesta quinta-feira (27), os funcionários do Detran vão entrar em greve novamente. Isso nunca vai parar? Parece que criamos a República e a Democracia para atormentar a nossa vida. E ainda temos que acha que isso é melhor que a ditadura. Não é verdade! É apenas menos doloroso, mas dói também. O diabo é que nos dá esperança de melhoras, mas não há melhoras. “Roda moinho, roda gigante/ Roda moinho, roda pião” e não saímos do lugar. Nem mesmo o Chico que sair do lugar. Continua achando que o problema todo é com a direita, com a elite brasileira e com o império americano. Nosso grande compositor continua sonhando, eu não mais.
Procurando problemas
Interessante é a irritação dos funcionários ligados ao prefeito Ildefonso Andrade Fonseca – o Ildinho – com relação às críticas forjadas pela oposição na Câmara Municipal para atingir a administração do prefeito. É preciso aceitar a ideia de que o opositor vive em função dos erros do governo. Alguém imagina um vereador como Valdelício participando da inauguração de uma obra e elogiando o prefeito Ildinho? Isso só acontece em países de nível político elevadíssimo. Lá, os eleitores votam em determinado prefeito pela sua competência e capacidade administrativa e elege um vereador competente da oposição para fiscalizá-lo. Não é o caso de Heliópolis. Aqui, o vereador é eleito para dar sustentação ao prefeito, não importa o que ele faça de bom ou de ruim. E o vereador da oposição vive para achar um erro para bater e angariar os votos dos contrários. Esta semana, na sessão de segunda-feira (24), os vereadores da oposição batiam em Ildinho por não ter feito o cemitério. Claro que eles escondem do povo que o problema poderia também ser resolvido por eles quando estavam no poder, o que não fizeram. Se Ildinho construir o novo cemitério, eles vão sempre encontrar um novo problema. Afinal, problema é o que não falta em Heliópolis para os próximos dez governos, mesmo que tenham boa vontade para resolvê-los.
A cartomante
Quando um político sai por aí a alardear contas no papel e dizer que vai ganhar a eleição com milhares de votos de frente, é porque sabe que o adversário está forte e é quase imbatível. Depois da arrancada dada pela administração municipal de Ildinho, espalhando obras com recursos próprios e do governo federal, cumprindo inúmeras promessas e consolidando seu nome para a reeleição, o articulador dos opositores ao prefeito, Antônio Jackson Maranduba, já começa a usar sua velha tática. Em bares e afins afirma que Mendonça e Gama Neves estão na chapa. Resta saber quem vai para a cabeça, mas a vitória está certa por mais de 1 mil e 500 votos! Todos sabem que política em Heliópolis, fragmentada como está, é coisa para frente de 500 votos para baixo. E Ildinho é franco favorito. E é preciso, já que ele está agindo como cartomante, indicar para o povo onde ficará o grupo de Aroaldo Barbosa e Celso Andrade.
Torcendo pela greve
O vereador Giomar Evangelista está torcendo para a continuidade da greve dos funcionários da Justiça. É que o processo movido por Ana Dalva para ter seus pagamentos pela Câmara Municipal está adormecido na mesa da nova Juíza da Comarca de Cícero Dantas. Não tem como o presidente da Câmara Municipal de Heliópolis evitar a derrota. Ele até já foi alertado pelo TCM. Já deveria chamar para negociar o pagamento, mas não quer dar o braço a torcer, por se achar o dono da verdade. Teimoso e arrogante, vai lamentar quando sair a sentença e dizer que é um homem azarado e tal. Soube que ele foi aconselhado até por colegas, mas...
Avenida São José
Avenida São José sendo recuperada
Os moradores da avenida São José, em Poço Verde, estão um pouco mais felizes. É que está sendo feita a recuperação da artéria urbana. A operação tapa crateras está sendo feita pela empresa AGC Empreendimentos e, tudo indica, que até esta quinta-feira (27), todo o serviço esteja concluído. Menos um problema para o povo. Agora é cuidar para enfrentar os mosquitos do virão e torcer para não aparecer Zika Vírus, Chicungunha e a imbatível Dengue.
Rodovias esburacadas
O problema da Avenida São José Está resolvido, mas os 50 quilômetros que ligam Lagarto a Riachão do Dantas e Tobias Barreto estão em petição de miséria. Andar pela rodovia já causa raiva. Se não houver recuperação imediata provocará taquicardia e, demorando, virá o enfarto. Além da buraqueira, sinalização é um sonho dantesco. Outra rodovia em petição de quase miséria é a que liga Tobias Barreto a Poço Verde. Em alguns trechos já é motivo de desesperança. Em ambas rodovias já cabe um serviço de recapeamento. Não adianta ficar tapando buraco. O asfalto já passa dos dez anos. Que o governador não caia na besteira de passar por lá antes da recuperação.
Ponte sobre Rio Real 
Ponte Tobias Barreto~Lagoa Redonda quase pronta
Que me perdoem alguns radialistas da região de Tobias Barreto, mas fazer fuzuê puxassaquista elogiando o governo por uma ponte que ainda não está pronta é demais. É verdade que nos próximos dias a ponte será inaugurada, mas passar seis meses para fazer uma ponte daquela é muita incompetência. O custo é que não foi pequeno. Beirou os 600 mil reais. Lagoa Redonda (município de Itapicuru, na Bahia) é praticamente um bairro de Tobias Barreto, em Sergipe. Os transtornos foram muitos. Interessante que ali teoricamente passa a BR-249. Talvez por isso o Governo da Bahia não tenha tomado as providências da parte que lhe cabe. A obra foi iniciada em maio pelo Governo de Sergipe, depois de manifestações dos moradores dos dois estados em março deste ano. A ponte tem mais de 50 anos e nunca passou por uma reforma.