Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

quinta-feira, 16 de julho de 2015

A violência ainda reina em Poço Verde

Balancel orava quando foi morto (foto:Rodrygo Ferraz)
 Ainda vai demorar algum tempo para que a população de Poço Verde possa respirar aliviada com a notícia da diminuição considerável do número de homicídios no município. Localizada na fronteira com a Bahia, o município sergipano faz vizinhança com Heliópolis, Fátima, Ribeira do Amparo, Adustina e Paripiranga, todos baianos. Não há praticamente fiscalização eficiente. É uma fronteira aberta onde tudo se mistura. Isso facilita o trânsito do que é bom e também do que é ruim. Desde 2012, há um aumento considerável de assassinatos nesta região e parece que a concentração do maior número deles está em Poço Verde.
Mesmo após a morte de José Augusto, várias mortes vêm ocorrendo como desdobramentos de tantos outros homicídios. Uma lista que chegou a circular, com o nome dos que seriam mortos, parece crescer, embora não exista mais. Até mesmo os que diziam lutar para sair do mundo do crime estão sendo mortos impiedosamente. Desta vez foi Daniel Monteiro de Carvalho, apelidado de Balancel. Parecia que ele tentava se recuperar de uma vida ligada ao crime. Virou evangélico, mas não adiantou. Na noite da última quarta-feira (15) foi assassinado dentro da Igreja Assembleia de Deus Madureira, localizada na avenida Capitão José Narciso, em Poço Verde.
Como sempre ocorre nestes casos, quem sabe quem atirou não vai dizer, se é que alguém chegou a ver algo, já que tudo foi repentino. Balancel foi alvejado no momento em que estava sendo realizado o culto evangélico. A violência silenciou seus supostos apelos por perdão dos seus pecados, comprovados por passagens pela polícia. Ele era acusado de ter participado de um latrocínio na cidade de Tobias Barreto.
Morre Jeane Show
Jeane Show morre em acidente
(Foto: Ozildo Alves)
Ela não vai aparecer no Jornal Nacional da Rede Globo porque não fazia o sucesso de Cristiano Araújo, mas a professora e cantora Jeane Leite morreu na noite desta quarta-feira (15) em um acidente de trânsito na rodovia estadual SE-230, na Rota do Sertão, em Poço Redondo (SE). A artista de 33 anos era conhecida como Jeane Show. A Companhia de Polícia Rodoviária (CPRv) informou que recebeu o comunicado do acidente por volta das 21h e estava sozinha em um automóvel Voyage quando colidiu de frente com um caminhão que trafegava no sentido inverso. Jeane não resistiu aos ferimentos e morreu no local, quando seguia em direção ao Povoado Sítios Novos, em Poço Redondo. Ela tinha shows marcados em Canindé do São Francisco, Poço Redondo e Monte Alegre de Sergipe neste fim de semana.
São Pedro de Heliópolis
Apesar de algumas brigas provocadas, em sua maioria, pelo excesso de álcool, normalmente já pela madrugada, os policias civis e militares de plantão durante o São Pedro de Heliópolis realizaram um trabalho de rotina. Apenas dois incidentes considerados graves. O primeiro ocorreu na sexta-feira, quando policiais militares perceberam que um homem estava armado e tomou-lhe um revólver calibre 38, conduzindo-o com o seu acompanhante à cadeia. Já no domingo, dia 12, aconteceram dois disparos de arma de fogo, por volta das dez da noite. Foi certamente uma tentativa de homicídio a poucos metros da entrada do arraial, na avenida Helvécio Santana. A vítima foi o motorista Jéferson Marques de Andrade, residente da cidade de Fátima. Um projétil atingiu o pescoço e outro se alojou nas costas. Ele foi socorrido pela unidade de Saúde de Heliópolis e levado para a emergência do HUSE em Aracaju, mas está fora de perigo. Até aqui a polícia não identificou o autor dos disparos.
Saúde em Poço Verde
Prefeito Thiago Dória
(foto: Infonet)
O prefeito de Poço Verde, Thiago Dória, está tomando uma atitude radical com o intuito de resolver os problemas enfrentados pelo atendimento de saúde do município. Em documento enviado ao Secretário Estadual da Saúde, José Macedo Sobral, o prefeito devolve ao Estado de Sergipe a Gestão das ações e serviços de saúde da Unidade de Urgência e Emergência 24 horas do município. Deixa claro que o município de Poço Verde não tem como bancar a manutenção do sistema da forma como a coisa está, já que das três ambulâncias do SAMU, duas estão em petição de miséria, com mais de 500 mil quilômetros rodados. E ainda pesam a falta de médicos, os cortes dos repasses e a necessidade de reformas nos postos. Dilma Rousseff e Jackson Barreto estão devolvendo com juros o voto recebido do povo de Poço Verde.