Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Héstia Lima: de Heliópolis aos Estados Unidos

Héstia (de preto) e sua colega Luiza
A professora Héstia Raíssa Batista Reis Lima, professora em regime de dedicação exclusiva do Campus de Paulo Afonso do IFBA – Instituto Federal da Bahia - encontra-se em viagem de intercâmbio de pesquisa na Universidade de Yale, em New Haven, no estado de Connecticut, Estados Unidos, durante este mês de abril. Yale é uma universidade de excelência eminentemente voltada para a pesquisa. Héstia Raíssa é natural de Heliópolis, filha da vereadora licenciada, e atual secretária de saúde de Heliópolis, Ana Dalva e do professor Landisvalth Lima.
A ponte para a ida da Profa. Héstia foi a sua orientadora de doutorado no Brasil, a Profa. Dra. Susana Lalic que é parceira do Prof. Dr. Francesco d’Errico da Escola de Medicina da Universidade de Yale. As atividades da professora de física do Campus de Paulo Afonso estão concentradas em seminários, projetos afins e atividades de pesquisa. Héstia já fez três seminários, dois deles em inglês. Além disso, ela fez aferição de medidas em um acelerador linear no Yale New Haven Hospital e medidas com fontes de nêutrons e gama.
Pausa para um selfie com a professora
Héstia Lima viajou no último dia 2 de abril e faz a viagem para ampliar seu campo de pesquisa, já que está no meio do seu curso de doutorado. Ela ficou impressionada com o amplo espaço do campus universitário de Yale. Logo de início, a professora de física proveniente do curso de doutorado da UFS, de Aracaju, em Sergipe, ficou espantada com as instalações de uma universidade tradicional e conceituada no mundo inteiro.   
Na Universidade de Yale, interagem alunos de pós-graduação, professores e técnicos e estão disponibilizados todos os tipos de recursos para o bom andamento das atividades de pesquisa. Em outras palavras, afirma entusiasmada a Profa. Héstia, só não cresce, se aperfeiçoa, gesta e produz quem não estiver motivado a crescer. Com apenas 27 anos de idade, Héstia Raíssa já foi professora do Colégio Estadual Prof. João de Oliveira, em Poço Verde. Ela chegou a prestar concurso para lecionar no Colégio Estadual José Dantas de Souza, em Heliópolis, sua terra natal, mas nunca foi chamada, embora houvesse vaga, frustrando o seu desejo de lecionar no CEJDS. Não muito tempo depois, foi aprovada em concurso do IFBA e chamada para lecionar em Paulo Afonso. Acreditando ser a educação a saída para o país, Héstia Lima é mais uma professora que parte em busca do conhecimento de ponta para melhor servir aos alunos e ao país.
Com a colaboração da Folha Sertaneja Online