Exclusivo!

Rede com nova direção na Bahia

Os novos dirigentes da Rede na Bahia (foto: Landisvalth Lima) O partido Rede Sustentabilidade elegeu neste domingo (10) a sua nova com...

Novidade

quarta-feira, 25 de março de 2015

Do leitor: Um país chamado BRAZIU!

Boa Noite!
Prezados Leitores (as) deste canal de informação, em primeiro lugar quero parabenizá-los por terem acesso às informações pelo blogueiro Landisvalth, e de uma visão peculiar ao trabalho da vereadora e ex-presidente da Câmera Municipal Ana Dalva.
Como vivemos num país chamado BRAZIU E NÃO BRASIL, que temos uma República Democrática, neste contexto que posso chamar esta cidade de "fim de mundo" onde tudo acontece, desde da esfera federal, estadual e municipal. Como sabem que nunca é tarde para lutarmos por boas causas, acredito que ainda é possível construir um mundo melhor para todos, com paz, saúde, educação. Tendo visto a "democracia" como um mau de todos os regimes políticos, posso afirmar que só ela é compaginável com a liberdade e com o direito a todos. Desta forma de pensar, que bom seria se tivéssemos um governo na atuação e na defesa dos mais necessitados, ou seja apenas dos interesses públicos sociais, políticos HONESTO E NÃO CORRUPTOS, mais produtivos e realizadores em pró de uma sociedade mais justa e igualitária.
Diziam os sábios "mudam se os tempos, mudam-se as vontades e que tudo tem sua época".
Como nos ensina a História que o progresso dos povos é feito de ciclos, e os avanços ora caem ora levantam-se.
Que bom seria se o Governo tivesse uma conduta em linha com as melhorias para todos e práticas responsáveis, sustentabilidade e socialização em sua relação com os cidadãos que os elegeram para tais fins, garantindo assim o cumprimento e as expectativas de uma sociedade melhor.
Será que um dia teremos o gozo dos direitos civis e políticos de um estado livre?
Livre de corrupção, de puxa-saquismo, de mensalão, de fraudes, desvios de recursos públicos, de comportamentos criminosos por partes alguns dirigentes do governo que assolam adentro como uma máquina devastadora de tudo que o país tem...   Até quando a sociedade vai aceitar tudo isso?
      
Um abraço.
José Armando de Sousa


Ps: Muita saudade de vocês e Srª Perolina.