Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Prefeito do PPS é preso

Gilvan Agibert (PPS) vai passar o carnaval na prisão
O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) decretou nesta sexta-feira (13) a prisão temporária de Gilvan Pizzano Agibert (PPS). Ele é prefeito de Prudentópolis, na região central do Paraná, e foi preso em flagrante na noite de quinta (12). Agibert é suspeito de corrupção passiva.
O prefeito e outras três pessoas foram presas na Operação Caçamba, após um ano de investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), ligado ao Ministério Público do Paraná (MP-PR). Segundo o promotor do Gaeco, Vitor Hugo Honesko, a suspeita é que as empresas que venciam licitações na prefeitura subcontratavam uma empresa que pertencia a Agibert e era comandada por um ‘laranja’.
O prefeito foi preso na quinta (12) ao receber R$ 24 mil de um funcionário de uma empresa que faz a coleta de lixo em Prudentópolis. Segundo o Gaeco, o dinheiro é fruto de propina. Agibert está no Complexo Penitenciário de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba
O Gaeco cumpriu, nesta sexta, 13 mandados de busca e apreensão na prefeitura, na casa do prefeito e de dois filhos dele, e ainda na casa de dois vereadores. Foram apreendidos documentos e R$ 80 mil em dinheiro. Nove servidores da prefeitura de Prudentópolis foram afastados, por determinação do Gaeco, nesta sexta. Segundo o promotor, eles seriam “coniventes” com o prefeito. 
Prudentópolis tem cerca de 50 mil habitantes e está localizado na região sudeste do Paraná. Cerca de 80% de sua população é formado por descendentes de ucranianos. A imigração de ucranianos para a região durou até meados da década de 1920 e, atualmente, o município é considerado o mais ucraniano do Brasil. Em nota, a prefeitura afirmou que setor jurídico não teve acesso à totalidade das investigações sobre Agibert, e que aguarda o recebimento de mais dados para se pronunciar, mas garantiu que ele segue no cargo. No entanto, a Câmara Municipal de Prudentópolis informou que deve empossar o vice-prefeito, Adelmo Luiz Klosowski (PPS), no cargo de Agibert, em cerimônia programada ainda para esta sexta (13).
Informações do G1.