Exclusivo!

2º dia da 1ª Fecultarte teve dança, vídeo e teatro

A 2ª noite da 1ª Fecultarte foi dominada pela dança e pelo teatro (foto: Landisvalth Lima) O Colégio Estadual José Dantas de Souza – C...

Novidade

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A caminho do caos

                                                 Landisvalth Lima
Quero inicialmente tranquilizar aos meus poucos leitores sobre as linhas que virão. Quando terminar a leitura deste texto, garanto, a situação do Brasil estará um pouco pior. E a piora é consequência da nossa incapacidade de parar, refletir, planejar e resolver o problema definitivamente. Temos uma enorme capacidade de fantasiar quando a realidade bate em nossa cara, principalmente quando nossa capacidade é colocada à prova. É hora de aceitarmos a ideia fatal: o Brasil está caminhando para o caos e o governo da presidente Dilma perdeu o rumo.
Prova da nossa tendência à fantasia, talvez até para tentar esconder nossos erros, foi o ato do PT ontem na ABI – Associação Brasileira de Imprensa – em defesa da Petrobrás. É incrível! A empresa que é responsável por 10% do nosso PIB – Produto Interno Bruto – está sendo destruída pelo próprio PT. O evento teve a participação do ex-presidente Lula e de vários intelectuais que estão fazendo vistas grossas ao rombo promovido pelo partido na estatal, mas orquestraram um tal esquema internacional que está tentando enfraquecer a empresa brasileira. Segundo eles, a prova é o rebaixamento da Petrobrás à condição de risco de investimento especulativo. Em nenhum momento admitiram que o câncer da estatal tem três tumores: PT, PMDB e PP.
Além desta deslavada corrupção institucionalizada na Petrobrás, temos o movimento dos caminhoneiros fechando rodovias em todo o país. Querem combustível mais barato, talvez no mesmo preço do resto do mundo, e melhoria no preço do frete. O Diesel caro, mesmo com o barril de petróleo em torno de 50 dólares, mostra que o Brasil está doente. Quando a economia lá fora está mal, a Dilma diz que o problema aqui está lá fora. Quando lá fora a coisa fica boa e a crise aqui continua, a culpa é da imprensa, dos pessimistas, da herança maldita do PSDB e dos pilotos que derrubaram o avião com o ex-governador Eduardo Campos, do PSB. Quem não tem culpa alguma é o PT, muito menos a Dilma e o Lula.
A impressão que tenho é que a desgraça está vindo em ritmo de dieta para não assustar. Reparem o caso do aumento da violência. Na Bahia 12 jovens foram executados pela polícia e o governador comparou com um artilheiro diante da possibilidade de fazer gol. Um surfista foi executado por um policial em Santa Catarina e a televisão mostra todos os dias policiais sendo mortos por bandidos armados até os dentes. Uma verdadeira guerra! É fato que estamos diante de um massacre e urge providências. Todos corremos perigo. No Piauí, a deputada federal Rejane Dias (PT), primeira dama do estado, viu um policial, que cuidava da segurança da família, morrer ao reagir a um assalto no momento em que familiares do governador participavam de um culto evangélico.
Enquanto a violência grassa, o desemprego aumenta na vida real, embora os números ainda não revelem. Sem dinheiro para manter as obras no Estaleiro Paraguaçu, em Maragojipe – na Bahia, a Enseada Indústria Naval (EIN), responsável pelo empreendimento, anunciou ontem o encerramento precoce das atividades do Consórcio Estaleiro Paraguaçu (CEP) – empresa responsável pelas obras de implantação do canteiro, que estão 82% finalizadas. Até sábado (28), serão demitidos os últimos 100 trabalhadores do consórcio, que chegou a empregar diretamente sete mil pessoas no pico de obras ano passado. Pergunte a um petista se isto é um problema. Ele certamente vai dizer que é algo temporário ou dirá que a culpa é deste blog.
E o governo? Será que vai bem? Claro que não. Foi feito um corte de 7 bilhões no orçamente da área da educação. De cara, a equipe econômica segurou 30% das verbas destinadas às universidades públicas. A conta do corte está chegando. O campus de São Cristóvão da Universidade Federal de Sergipe (UFS) teve cortada a energia na manhã desta quarta-feira (25) por falta de pagamento da fatura. E não são poucas as queixas de contas atrasadas em várias embaixadas brasileiras pelo mundo afora. Até atraso no pagamento do Pronatec, corte na grana do Fieis e outras desgraças confirmam o avizinhamento do caos. 
Mas temos alguns privilegiados que não serão afetados. Um funcionário do HSBC revelou que temos próximo de 7 mil brasileiros privilegiados. Os arquivos do HSBC indicam que estes correntistas brasileiros tinham cerca de US$ 7 bilhões em 2006 e 2007 no banco em Genebra. O Brasil é o 9º país com o maior valor depositado no e 4º em número de clientes. E isto há 8 anos. Podem ter certeza, quase toda esta grana é fruto de desvios fiscais e de corrupção. Acredito que apenas aí descobriram a ponta do iceberg. Ainda temos muitas desgraças a serem revelados no Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES, Eletrobrás e outros. Por enquanto, estamos aguardando Ricardo Pessoa, da UTC, delatar causos da minha Bahia, para que se possa tirar algumas pessoas do mundo do faz-de-conta e da fantasia de um país que não existe ainda. Quero que ele seja real, mas, para isso, precisamos enfrentar a realidade. O Brasil não aguenta mais a administração do Partido dos Trabalhadores e da Dilma Rousseff. Se insistirmos, é só uma questão de tempo, o caos estará logo aqui.