Exclusivo!

Rede com nova direção na Bahia

Os novos dirigentes da Rede na Bahia (foto: Landisvalth Lima) O partido Rede Sustentabilidade elegeu neste domingo (10) a sua nova com...

Novidade

sábado, 31 de janeiro de 2015

Ildinho chama Ana Dalva para a Secretaria de Saúde

Vereadora Ana Dalva (PPS)
O prefeito de Heliópolis Ildefonso Andrade Fonseca, o Ildinho, convidou a vereadora Ana Dalva para assumir a pasta da saúde no município. Antes de formular o pedido, Ildinho explicou que não se tratava de estar insatisfeito com o trabalho do ex-vereador Renilson Alves, que já tinha colocado o cargo à disposição desde o final do ano passado. O prefeito pediu tempo ao ex-vereador para encontrar uma pessoa com perfil adequado à área. Assim que Ana Dalva esgotou as possibilidades de reeleição na Câmara Municipal, Beto Fonseca, o secretário de administração, começou a difundir a ideia para a vereadora.
Inicialmente, não é segredo, Ana Dalva desautorizou um “sim” e justificou ser a pasta um amontoado de problemas. “O dinheiro é pouco, a demanda é muita e não posso assumir para apenas ser secretária. Terei que mudar muita coisa.” Mas Beto Fonseca insistiu que ela tinha o perfil adequado e poderia melhorar o que já havia de bom deixado por Renilson. “Não posso me queixar de Renilson. Ele fez algumas mudanças boas e precisam ser aprofundadas. Sei que Ana Dalva é guerreira e não vai deixar a peteca cair.”, afirmou Beto Fonseca.
Prefeito Ildefonso Fonseca (Ildinho)
A conversa foi aprofundada neste sábado (31), na casa do secretário de administração e a primeira condição de Ana Dalva foi uma mudança total na configuração da Casa de Apoio em Aracaju. Ildinho aceitou imediatamente e confirmou algumas mudanças já encaminhadas, como a mudança do imóvel. Por volta do meio dia, Ana Dalva bateu o martelo e usará o mês de fevereiro para fazer um levantamento do que já existe e das necessidades imediatas. Em março começará o trabalho efetivo. “Vou assumir pelo município e para ajudar a administração de Ildinho. O povo de Heliópolis merece uma saúde ainda melhor.”
Com o pedido de licença da vereadora Ana Dalva (PPS) para assumir a secretaria de saúde, a vaga será ocupada por José Emídio Tavares (PDT), Zé do Sertão, 1º suplente da coligação que elegeu Ildinho. Com tal mudança, o prefeito espera dar uma nova injeção de ânimo nos agentes do serviço público. Muitas das deficiências não são apenas de falta de planejamento ou de competência, mas de comodismo. “E quem escolheu esta vida de servir ao povo não pode desanimar. As necessidades das pessoas são constantes e eternas.”, conclui Ana Dalva, após agradecer a confiança de Ildinho e Beto.
Para inglês ler
A presidente Dilma Rousseff não gosta da mídia nacional. Ela acha que só faz difundir negativismo por todos os lados. Esquece a nossa presidenta que a mídia não cria fatos. Agora não se sabe o que ela dirá da mídia internacional. Isso porque o jornal britânico Financial Times saiu com um editorial pesado neste sábado sobre o escândalo da corrupção na Petrobras que levou as ações da estatal perderem só nesta semana quase 20% do seu valor. Num texto duro, o jornal inglês diz que a presidente Dilma Rousseff precisa se explicar o que sabe sobre o mar de lama fétida que está correndo a Petrobras. “Os desvios que aconteceram na Petrobras levam a se tornar sistêmico para a economia brasileira, o que poderá ameaçar o governo.” O Financial Times parece que já prevê o impeachment do mandato de Dilma.
Gasolina a 4,25
A partir deste domingo (1), entra em vigor o reajuste sobre a gasolina, o etanol e o diesel. O acréscimo na gasolina será de R$ 0,40 por litro. Segundo informações do jornal A Tarde, em Salvador, os postos comercializavam a gasolina entre R$ 3,14 e R$ 3,29. Em municípios distantes do Sul do estado, o combustível era comercializado por até R$ 3,85. Com isso, o valor pode chegar a R$ 4,25. E não precisa dizer que estamos vivendo uma época de preço baixíssimos do petróleo internacional. Dilma Rousseff não pode culpar a crise lá fora. O aumento é possível por ser formado por um conjunto de fatores:  o aumento do preço do álcool anidro, que é misturado à gasolina, representa impacto de até R$ 0,07 no preço final; o aumento na quantidade do produto na mistura com a gasolina, passando de 25% para 27% na composição final, gerando impacto de até R$ 0,06 no valor das bombas. O maior peso vem das mudanças previstas no PIS/Cofins que, segundo o Sindicombustíveis, impacta em R$ 0,22 no preço. Os demais R$ 0,05 são do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os aumentos anteriores. Quem tem carro e votou em Dilma está pagando a conta, mas o pior é que todos nós vamos pagar, de um jeito ou de outro.
Marcelo Nilo e 307 milhões
Se o deputado Marcelo Nilo for eleito, pela quinta vez consecutiva, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, terá que pagar uma conta salgada: 307 milhões. É que o Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Sindsalba) cobra do presidente da Casa, Marcelo Nilo (PDT) os percentuais complementares de aumento diferenciado de 188 servidores efetivos da instituição. Segundo o presidente do sindicato, Flávio Abreu, o presidente da Assembleia Legislativa diz que a dívida é de R$ 307 milhões. No entanto, o Sindsalba esclarece que a dívida não é cumulativa e o valor a ser incorporado por mês na folha de pagamento está em torno de R$ 128 mil. “Estávamos negociando para fazer a incorporação, mas a Assembleia entrou com ação rescisória para julgar o processo, que está parado na 7ª Vara da Fazenda Pública.”, relata Abreu, presidente do Sindsalba. Desde 1991 existe um aumento diferenciado aos servidores num patamar entre 30% e 102%. “Os processos são desde essa época porque o aumento tem que ser linear para todos, mas até agora não conseguimos estabelecer o mesmo patamar”, conta.
ENEM digital
O ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou nesta sexta-feira (30) que um novo modelo de realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será posto em consulta pública nas próximas semanas. Segundo informações da Agência Brasil, o novo formato prevê a criação de um banco digital de questões que permite o agendamento da avaliação, que passaria a ser online. As perguntas de cada prova seriam definidas por sorteio, num universo de oito mil questões. O ministro ainda defendeu que as questões sorteadas inibem a ocorrência de vazamentos, como ocorrido na última edição, no Piauí. Segundo o titular da pasta, a Polícia Federal descobriu que o tema da redação foi antecipado por smartphones para cerca de 30 pessoas de um grupo montado em uma rede social privada, minutos antes da prova.

Com informações do Bahia Notícias, Agência Brasil, Financial Times e A Tarde.