Exclusivo!

2º dia da 1ª Fecultarte teve dança, vídeo e teatro

A 2ª noite da 1ª Fecultarte foi dominada pela dança e pelo teatro (foto: Landisvalth Lima) O Colégio Estadual José Dantas de Souza – C...

Novidade

sábado, 19 de julho de 2014

43 quilos de cocaína são apreendidos em Poço Verde

Cocaína estava em fundo falso no veículo
  Policiais federais prenderam em flagrante um homem de 35 anos, por transportar cerca de 43 kg de cocaína que estavam ocultos em um fundo falso no porta-malas de um automóvel, nesta quinta-feira, 17/07, durante barreira policial realizada na rodovia de acesso a cidade de Poço Verde.
Ao ser abordado pelos policiais, o condutor do veículo demonstrou grande nervosismo. Dessa forma, o condutor e o veículo foram encaminhados à sede da Polícia Federal em Sergipe onde, após detalhada vistoria, foi constatado 43 kg de cocaína ocultos em um fundo falso no porta-malas do veículo. Além disso, após revista pessoal, foram encontradas várias cápsulas de cocaína nas vestes do conduzido, razão pela qual lhe foi dada voz de prisão em flagrante.
A ação foi fotografada por populares
Durante o interrogatório, o preso não confessou a origem e nem o destino do entorpecente apreendido. As investigações prosseguirão a fim de verificar o destino da droga e os eventuais participantes do crime.
O indiciado, que não teve seu nome revelado, responderá pelos crimes de tráfico interestadual de entorpecentes e foi encaminhado à Delegacia Plantonista de Aracaju/SE, onde permanecerá à disposição do Juízo da Comarca de Poço Verde/SE. Populares chegaram a registrar o momento da abordagem e liberaram imagens via Whatsaap.

Informações do portal do EDELSON FREITAS.

Forró das Gringas no São Pedro 2014 em Heliópolis

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Aluno da rede pública do Brasil passa em 5 faculdades nos EUA

Bruna Souza Cruz – do UOL Educação
André é a prova de a escola pública eficiente é possivel
Prestes a completar sua segunda semana nos Estados Unidos, o jovem acriano André Lucas Buriti de Melo, 19, ainda não acredita que conquistou uma vaga e bolsa integral para estudar na Universidade Yale, uma das mais prestigiadas instituições norte-americanas.  O estudante também foi aprovado em mais quatro universidades dos EUA: Babson, Brown, Duke e Georgetown.
"Parece um sonho mesmo. Se me perguntassem há quatro anos eu não ia nem saber te explicar o que era Yale ou qualquer outra universidade norte-americana", diz André, que começou a tomar conhecimento do assunto quando entrou no ensino médio em 2009, aos 14 anos. Em 2012, ele foi aprovado em direito na UFAC (Universidade Federal do Acre), mas não desistiu de estudar fora do país.
Inscrição e aprovação
Ainda no ensino médio, ele conheceu o trabalho de uma fundação que auxilia jovens brasileiros a estudar no exterior, a Fundação Estudar. Com as orientações recebidas, o jovem decidiu arriscar, mesmo já cursando ensino superior em Rio Branco. Das oito instituições que tentou, passou em cinco. Escolheu Yale, em New Haven (Connecticut), por considerar a mais adequada aos cursos que pretende: economia e relações internacionais.
"Os processos de seleção são meio parecidos. É preciso ter um bom desempenho escolar, enviar cartas de recomendações, escrever artigos falando sobre você, o que te interessa e como a educação que você vai receber pode te ajudar como pessoa. Coisas desse tipo. É preciso fazer duas provas, uma de proficiência no inglês e uma de conhecimentos gerais, o SAT [uma espécie de Enem norte-americano]", explica o estudante, que aprendeu inglês sozinho.
"O que você faz fora da sala de aula também conta muito. No fim, algumas ainda realizam entrevistas com o diretor da universidade", acrescenta. Segundo o universitário, as instituições estrangeiras não possuem um perfil padrão de alunos para aprovar. O importante é que o estudante tenha paixão pelo que faz, na opinião dele.
"Não adianta você pensar que ganhando cinco medalhas de ouro em olimpíadas internacionais vai passar. As universidades querem pessoas com tipo diferentes de vida. Que gostem de música, ciências, humanas. O legal é que ele mostre suas intenções sobre o que quer fazer e como quer contribuir para a sociedade. Isso que conta", opina.
Trajetória
Os últimos cinco anos da vida de André foram bem agitados. Durante o ensino médio, cursado na escola estadual Professor José Rodrigues Leite (centro de Rio Branco), o jovem começou a fazer parte de inúmeros projetos e não parou mais. Na época, o estudante não sabia que esse tipo de currículo conta muito na seleção das universidades norte-americanas.
"Sempre fui muito extracurricular. Cada experiência fora da sala de aula me habilitava a participar de outras. Tive oportunidade de apresentar meu estado em alguns eventos do MEC [Ministério da Educação], venci uma OBMEP [Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas] estadual e uma nacional, ajudei a fazer um relatório para a Unesco sobre os desafios da educação e por aí vai", lembra.
Em 2011, ele foi um dos selecionados para simular a jornada de trabalho dos deputados federais por meio do Parlamento Jovem Brasileiro. No ano seguinte, foi escolhido pela Unesco para trabalhar em Londres na produção de um relatório global sobre educação.
Em 2013, já frequentando o curso de direito na UFAC, foi escolhido como um dos 50 líderes estudantis pela Academia Global Hesselbein, da Universidade de Pittsburgh (EUA), voltada ao estímulo da liderança estudantil e engajamento cívico.
Diante de todo seu "currículo", André foi selecionado como aprendiz na Wise (World Innovation Summit for Education - Cúpula Mundial de Inovação para a Educação). Ele foi o primeiro brasileiro aprovado na entidade. 
O universitário faz questão de dizer que sem a ajuda da família nada teria sido possível. Filho único de um pai carpinteiro e mãe servidora pública, o estudante sempre recebeu apoio, até nas "metas mais malucas", brinca. "Ah, eles são anjos na minha vida. O maior sonho deles é me ver formado e numa profissão honesta."

Oposição ataca incompetência da gestão de Wagner na segurança pública

Rui Costa, candidato do PT, não foi para o debate
Da Redação do CORREIO
Candidatos revelaram as falhas do governo do PT na segurança pública
(foto: Almiro Lopes)
O candidato do PT, Rui Costa, não apareceu no debate promovido ontem pela Ufba, sobre segurança pública, deixando o caminho livre para os outros cinco candidatos falarem à vontade sobre a gestão petista na área. A segurança pública é o principal calo do governo Wagner, seu padrinho político, e os adversários não economizaram nos números e críticas.
O democrata Paulo Souto comparou o governo do PT com o seu próprio, que antecedeu Jaques Wagner. “A gente tinha uma média de 2,6 mil homicídios por ano. Agora, a média é de 5 mil por ano. Foram 37 mil homicídios nesses 7 anos de governo. Não é assim com os outros estados”, disse.
Segundo ele, o problema da violência não é por falta de investimento, mas por mau uso do dinheiro. Os outros candidatos concordaram, e continuaram as críticas. “Tivemos um agravamento na criminalidade em nosso estado. Não quer dizer que não se tenha investido, mas esse investimento não conseguiu barrar a violência”, completou Lídice (PSB). “É preciso valorizar os policiais. Vimos os policiais sendo massacrados nessa última greve”, acusou Marcos Mendes, do Psol.
A candidata do PSTU, Renata Mallet, seguiu a mesma linha: “Temos cinco cidades da Bahia entre as dez mais violentas do Brasil. E a população negra é a que mais morre”. Sem o candidato petista para esquentar o debate, o momento menos morno foi protagonizado por Renata e Lídice, quando ambas falavam mal do PT. “Até pouco tempo atrás, o seu partido tinha secretaria neste governo”, provocou Mallet, ao que Lídice retrucou, arrancando gritos e aplausos da plateia: “Quem tem essa obsessão por falar do PT são vocês, que eram todos do PT. Eu nunca fui”. 
A ex-prefeita afirmou que só apoiou a candidatura de Wagner em 2006 para derrotar o carlismo, mas disse que o governador “demonstrou incapacidade”. O candidato Da Luz (PRTB) aproveitou para falar do polêmico helicóptero do governador, que foi protagonista dos debates na eleição passada. “O helicóptero gasta R$ 56 mil por dia”, lembrou. Ele criticou as nomeações políticas para secretarias e prometeu transformar o Palácio de Ondina (residência oficial do governador) em um museu.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Forró das Gringas: Abertura São Pedro 2014 Heliópolis

Dilma lidera, Aécio encosta e Eduardo Campos é um dos menos rejeitados em pesquisa Datafolha

Com 36% das intenções de voto na simulação de primeiro turno, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, mantém a liderança da disputa pelo Palácio do Planalto. Mas, pela primeira vez, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) aparece tecnicamente empatado com ela no teste de segundo turno.
Segundo o Datafolha, se o turno final da disputa fosse hoje, Dilma teria 44% dos votos, Aécio alcançaria 40%. Como a margem de erro do levantamento é de dois pontos para mais ou para menos, eles estão na situação limite de empate técnico.
Numa eventual disputa de segundo turno contra o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), o resultado seria 45% para Dilma contra 38% para Campos. É também a menor diferença entre os dois na série de nove pesquisas do Datafolha com este cenário desde agosto de 2013.
Em relação à pesquisa anterior, feita no começo do mês, o quadro do primeiro turno apresenta pouca diferença. Em 15 dias, Dilma oscilou de 38% para 36%. Aécio manteve os 20%. Campos oscilou de 9% para 8%.
Juntos, todos os rivais de Dilma também somam 36%. Considerando a margem de erro, portanto, não é possível dizer se haveria ou não segundo turno se a disputa fosse hoje.
A oscilação negativa de Dilma no primeiro turno e a aproximação de seus rivais em simulações de segundo turno são coerentes com o aumento do percentual de eleitores que julgam o atual governo como ruim ou péssimo.
Conforme a pesquisa, 29% desaprovam a gestão Dilma. Este é, numericamente, o maior percentual de ruim e péssimo para a petista desde o início de sua gestão, em 2011.
Já o total de eleitores que classificam a administração como boa ou ótima são 32% agora, praticamente a mesma taxa apurada no fim de junho de 2013, imediatamente após a grande onda de protestos pelo país. Naquela ocasião, a taxa de aprovação à gestão petista despencou de 57% para 30%.
Em relação à pesquisa anterior, a taxa de rejeição a Dilma subiu de 32% para 35%. O segundo mais rejeitado é o candidato Pastor Everaldo (PSC), que tem 3% das intenções de voto, mas 18% de rejeição. Os que rejeitam Aécio oscilaram de 16% para 17%. Campos mantém os 12% da pesquisa anterior. 
O Datafolha ouviu 5.377 eleitores em 223 municípios na terça (15) e nesta quarta-feira (16). O levantamento foi encomendado pela Folha em parceria com a TV Globo.
Informações do UOL.

Míssil atinge avião com 295 passageiros

Bombeiro faz rescaldo do que sobrou do avião
(foto: Reuters)
Um avião da Malaysia Airlines caiu na Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, nesta quinta-feira, 17. A queda da aeronave de passageiros foi confirmada por um conselheiro do Ministério do Interior ucraniano, segundo informações da Associated Press.
De acordo com a agência Interfax, o avião fazia o trajeto de Amsterdã, na Holanda, para Kuala Lumpur, na Malásia, com 280 passageiros e 15 tripulantes a bordo. Ainda conforme o Ministério do Interior ucraniano, a queda da aeronave, um Boeing 777, foi causada por  "um míssil disparado do solo". 
A Malaysia Airlines diz que perdeu contato com voo MH17 que partiu de Amsterdã. A empresa ainda informou pelo Twitter que a última posição da aeronave foi registrada no espaço aéreo ucraniano.
Informações de A TARDE.

terça-feira, 15 de julho de 2014

Quatro crianças sofrem abuso sexual com aval da mãe

Mãe é acusada de negociar as filhas para abusos sexuais. Quatro meninas com idade entre 6 e 11 anos foram estupradas
Uma mulher do município de Itaporanga está sendo acusada pelas quatro filhas de alugá-las para a exploração sexual. Durante oito meses, as meninas com idade entre 6 e 11 anos foram submetidas à estupros e torturas. A suspeita é de que os homens integrem uma quadrilha de pedofilia.
O caso veio à tona na última semana, quando as crianças, que estavam de férias na casa da avó paterna em Maceió, confessaram toda a situação. "As crianças estavam de férias na casa da família do pai e se recusavam a voltar para a casa da mãe em Sergipe. A família já havia estranhado o comportamento das meninas que não dormiam bem e tinha pesadelos à noite. Logo depois, elas acabaram contando que estavam sendo alugadas pela mãe e sendo exploradas sexualmente”, conta o conselheiro tutelar da cidade de Maceió, Arildo Alves.
O conselheiro também revelou alguns detalhes dos depoimentos dados pelas crianças. “Segundo relatos das meninas, um carro com vários homens ia buscá-las à noite. Elas eram levadas para uma fazenda e enquanto umas eram abusadas, as outras eram amarradas na cadeira e tinham a boca amordaçada. Elas também contaram que o namorado da mãe participava dos abusos e que também teriam visto crianças assassinadas”, detalha. Ainda de acordo com ele, uma das meninas contou que ouviu a mãe dizer a um dos homens: “Pode abusar, mas não pode matar”. Arildo explicou que o pai das crianças é separado da mãe e morava na cidade de São Paulo. Ele pediu demissão do emprego e voltou a Maceió para acompanhar o caso.
O caso foi levado ao Conselho Tutelar e as crianças foram encaminhadas para a realização de exames no Instituto Médico Legal (IML), que comprovaram sinais de abusos em todas as meninas. Elas eram obrigadas a tomar injeção nos órgãos genitais, provavelmente anestesia. Nos exames, foi diagnosticado que a mais nova está contaminada pelo vírus da AIDS.  
Investigações
A Promotoria da Infância e representantes da Coordenação Nacional de Enfrentamento ao Abuso Sexual já estão em Maceió para acompanhar o caso. A Polícia Federal também está investigando. Já a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) informou que o caso ainda não chegou à Delegacia de Itaporanga.

Por Verlane Estácio, do portal INFONET.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

As ações no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

Salvador recebeu muito pouco dos 25 bilhões gastos na Copa

Salvador recebeu poucos recursos das verbas da Copa
A presidenta Dilma Rousseff não pode se queixar dos votos que recebeu na última eleição em Salvador. Foi uma lavada. Entretanto, na hora da distribuição das verbas, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá e Rio de Janeiro são prioridades. De acordo com a Controladoria Geral da União, os recursos gastos até aqui com a Copa do Mundo chegam a R$23,45 bilhões, mas devem atingir R$25,6 bilhões. O curioso é que, em dois itens importantes, Salvador foi a cidade menos beneficiada, com os aportes de verbas do governo federal. Para o aeroporto Luís Eduardo Magalhães, a capital baiana foi beneficiada com R$139 milhões, colocada em último lugar, e para a mobilidade urbana, Salvador ficou também em último lugar, com R$21 milhões. Isto levando em consideração as cidades sedes de jogos durante a Copa do Mundo. Saliente-se que a capital do estado, além de ficar na rabeira em dois itens de importância, em todos os investimentos feitos ficou do meio para baixo, com vantagens para São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá e Rio de Janeiro. Será que o povo baiano será gentil com Dilma? As pesquisas mostram que sim.
O Rio não perdoa
E é justamente no Rio de janeiro que a presidenta passou por apuros durante a final da Copa do Mundo. Pelo menos em dois momentos a presidente Dilma Rousseff foi bastante vaiada nesse domingo no Maracanã. Na primeira vez, logo ao terminar o jogo em que a Alemanha venceu a Argentina, a imagem da presidente apareceu no telão e ocorreu a primeira vaia. Pouco depois de terminar a partida, quando o técnico argentino Alejandro Sabella a cumprimentou na tribuna, as manifestações subiram de volume e também teve início o mesmo xingamento que ocorreu em São Paulo, na festa de abertura, dia 12 de junho. Se pudesse, esta semana o Diário Oficial estaria repleto de novas verbas para a Cidade Maravilhosa.
Votos de Salvador
Como o governador Jaques Wagner apanhou feio nas duas últimas eleições em Salvador, parece insistir em levar o troféu de derrotar ACM Neto na capital baiana. Além de investir pesado todos os recursos possíveis e inimagináveis, abandonando nitidamente o interior, agora cria uma briga insana com o prefeito criando uma Entidade Metropolitana para atazanar ACM Neto. O prefeito vai crescer ainda mais e o tiro de Wagner vai sair pela culatra. De quebra, ainda vai melhorar a vida de Lídice da Mata. Esta semana, no blog Por escrito, em comentário de Luís Augusto Gomes, a candidata do PSB acertou na mosca. Diz a nota que “ Lídice verbalizou o senso comum no meio político e que em breve será transportado para o grosso da população: a Entidade Metropolitana criada por Wagner no fim do mandato, sem consultar os municípios da RMS, “mais parece uma retaliação ao prefeito” pela postura administrativa autônoma, como lhe cabe. ”. É o desespero do fim do mandato.
Terceirizados sem salários!
Enquanto cria uma briga artificial com ACM Neto, ajudando a oposição, o governador deixa os terceirizados da SEC famintos. Cinco escolas da rede estadual de ensino de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, ficaram sem aulas nesta segunda-feira (14), devido à greve dos servidores terceirizados que reivindicam o pagamento de salários em atrasos por três meses. Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública do Estado da Bahia (Sindlimp), a mobilização é por tempo indeterminado. Em nota enviada à imprensa na última semana, a 20ª Diretoria Regional de Educação (Direc-20) informou que a Secretaria de Educação teria passado os valores para as duas empresas responsáveis pelos serviços, mas até o momento quase dois mil trabalhadores da região permanecem com os salários atrasados. O interior paga o preço da tentativa de conquista de Salvador pelos petistas.
 Ebola já matou mais de 500 na África
A Organização Mundial de Saúde (OMS) registrou mais 44 novos casos de Ebola no oeste da África até a última sexta-feira (11), incluindo 21 mortes. As infecções já atingiram a capital dos três países: Guiné, Serra Leoa e Libéria. Ao total, foram contabilizadas 539 mortes desde o começo do surto, considerado o maior já visto. Na Guiné, os primeiros casos foram registrados em março, logo após os contágios na Libéria. Dois meses depois, quando já se esperava uma remissão dos contágios, foram descobertas infecções em Serra Leoa. Segundo pesquisadores, o surto não tem relação com casos anteriores encontrados em Uganda e no Congo. Eles acreditam que os casos podem estar relacionados com o contato com morcegos portadores do vírus. Segundo os Médicos Sem Fronteira, o número de doentes poder ser "apenas a ponta do iceberg". "Estamos sobre pressão, quanto mais tempo se leva para identificar pessoas que tiveram contato com os doentes, mais difícil controlar o surto", disse Anja Wolz, coordenadora do grupo humanitário. O Ebola é uma febre hemorrágica, sem cura ou vacina, que pode levar as vítimas a sangrar pelo ouvido e nariz. Os pacientes recebem apenas hidratação e suporte. Devido a alta mortalidade e falta de tratamento, muitos familiares evitam levar os doentes para as clínicas, onde ficariam em quarentena. Enquanto matam pobres, as ações são apenas paliativas. Quando chegar ao terreiro dos ricos, a doença será cruelmente atacada. Esperemos.
Voltando do mundo dos mortos
Uma menina filipina de 3 anos deu um susto e provocou uma grande sensação de alívio na sua família durante seu próprio funeral. A criança, que foi declarada morta, acordou durante o velório, se mexeu e deixou todos assustados, incrédulos e eufóricos. De acordo com o jornal local Philippines Star, tudo começou quando um dos amigos da família decidiu ajeitar o corpo da criança no caixão e percebeu que a cabeça dela havia se mexido. O pai da garota, então, notou que ela respirava, a tirou do caixão e a levou ao hospital. O inspetor da polícia Heidil Teelan informou ao jornal que a morte da menina foi confirmada por um médico. A criança apresentou quadro de febre durante muitos dias e foi levada a uma clínica, onde ficou internada desde a última sexta-feira (11). Segundo Teelan, a família buscará um hospital maior e com mais estrutura para internar a criança. O caso ocorreu em Aurora, Zamboanga do Sul, nas Filipinas. Veja vídeo.
Prêmio de consolação a Messi
O troféu dado a Messi como o melhor da Copa foi mais uma consolação à Argentina que a representação da verdade. Prova são os próprios dados da Fifa. O jogador argentino sequer aparece entre os dez melhores em eficiência em campo. Nosso consolo é que Thiago Silva e Oscar estão entre os dez melhores. Eis a lista da seleção das estatísticas da Fifa.

Goleiro:
Manuel Neuer (Alemanha): 9,33

Defensores:
Mats Hummels (Alemanha): 9,66
Stefan De Vrij (Holanda): 9,7
Thiago Silva (Brasil): 9,54
Marcos Rojo (Argentina): 9,51

Meio-campistas:
Phillip Lahm (Alemanha): 9,39
Oscar (Brasil): 9,57
James Rodríguez (Colômbia):9,37
Toni Kroos (Alemanha): 9,79

Atacantes:
Arjem Robben (Holanda): 9,74
Thomas Müller (Alemanha): 9,63


Com informações do Bahia Notícias, Blog do Anderson, revista Veja, Por Escrito e Agência Brasil.

Heliópolis no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

domingo, 13 de julho de 2014

Vitória da organização e da coletividade

                                        Landisvalth Lima
Seleção Alemã - Campeã Mundial de 2014
A Copa do Mundo acabou. Era a sua vigésima edição e a segunda a ser realizada no Brasil. De todas, esta foi a que nos deixou uma melhor lição. Nós ainda somos o único país a papar cinco títulos e a participar de todas as edições. Também temos vários outros recordes negativos que não cabem aqui relacionar. O Brasil, como um todo, costuma adotar um modelo e tem dificuldades em melhorá-lo ou transformá-lo. Costuma andar sobre sapatos altos e tem dificuldades em enxergar que tudo passa por transformações. Além do mais, quando a casa cai, fica procurando desculpas para tentar justificar o injustificável.
Agora será possível perceber que meia dúzia de oportunistas domina o futebol brasileiro e não mais tem capacidade de melhorar o que está aí. Precisamos de uma transformação geral no futebol brasileiro, na política deste país e também na sua economia. O modelo está coberto de vícios e não nos permite pensar no futuro. A vitória da Alemanha foi a vitória da organização, do planejamento, da paciência. No jogo que acabou há pouco, o gol foi feito por um reserva, colocado no time para substituir jogadores já carimbados pela passagem irremediável do tempo. A Alemanha vem com um projeto desde o ano 2000. Foram 14 anos para conquistar dois 3º lugares, um vice-campeonato e um título de campeão. Nada mal.
Enquanto isso, ficamos nós aqui com a cara pintada de verde e amarelo, segurando a fitinha do Senhor do Bomfim e esperando o milagre de uma bola chutada em direção ao gol do adversário. Preenchemos os espaços da mídia com expressões do tipo “raça”, “força”, “fé”. Não se ouve falar em “trabalho”, “planejamento”, “organização”. Enquanto na Alemanha vão às escolas em busca de craques, aqui o Crack invade as escolas e leva os nossos futuros Neymares, Messis, Ronaldos, Pelés, Garrinchas etc.
Costumamos acreditar em coisas completamente ultrapassadas e inaceitáveis. Achamos que um homem sozinho pode salvar uma nação, um estado ou um município. Não votamos em alguém porque ele apresentou um projeto para algo, mas por ele ser torcedor do meu time, por ser bonito, amável, elegante e falar as coisas que eu quero ouvir. No futebol, acreditamos que Neymar sozinho resolveria tudo. Depois achamos que o Felipão seria o salvador da pátria. Resultado: levamos o 7 a 1, o 3 a 0 e ainda perdemos o artilheiro da copa para sempre.
E a copa não nos deixou apenas sem o hexacampeonato. Deixou o pobre do governo do PT a explicar o superfaturamento nestas obras, jamais inúteis mas nunca prioritárias. Agora perceberemos o rombo nos gastos públicos, que seriam esquecidos com a euforia da vitória. Dona Dilma também deve estar irritada. Sua vida poderia ser facilitada no caminho da reeleição. O uso do marketing do hexa era um dos braços da campanha. E nesse caso damos graças porque eleição não se deve ganhar com lorotas.
 Não podemos deixar de entender que todos os defeitos da copa foram compensados pela receptividade do povo brasileiro ao estrangeiro. A nossa amabilidade foi fenomenal. A Alemanha nos deu 7 motivos para odiá-los, mas torcemos por eles na final contra a Argentina, não só pelos “Hermanos”, pela rivalidade histórica, mas pela postura dos alemães em Cabrália, aqui na Bahia. Mas é este mesmo povo que precisa exigir que não se convoque jogadores reservas de times de 2ª divisão na Europa, só porque estão jogando naquele continente.

Enfim, os erros foram muitos e serão expurgados ao longo dos meses vindouros, efeito natural do vexame verde e amarelo. Esse legado tem que ser aproveitado para ajudar a acabar com a corrupção que enlameia nosso país, desde o futebol até a educação, permitir a implantação de projetos sérios, que valorizem a organização, o planejamento e a meritocracia. Que sejam afastados a incompetência, o oportunismo, o nepotismo, o achismo e a repetição da mesmice e do atraso.