Exclusivo!

O predador da Petrobrás

Sérgio Gabrielli (foto: Terra.com) Em apenas uma única obra da Petrobrás, o Comperj – Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, localiz...

Novidade

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Franceses veem o Brasil como “vergonha internacional”

                                        Landisvalth Lima
Os franceses disseram cobras e lagartos sobre o Brasil
Recebi um e-mail do meu colega de outrora e sempre, Josenilton, e resolvi aprofundar a questão indo até o portal da revista para ver qual a visão dos franceses sobre a atual situação em que vivemos. Fiquei boquiaberto. Sei que estamos no fundo do poço, mas a visão deles sobre nós é a pior possível. A edição da revista FRANCE FOOTBALL esta semana veio com a capa toda negra, onde se lê “Peur sur le Mondial”, algo como: “Medo do Mundial”, sendo que a letra “O” da palavra “Mondial” está a bandeira do Brasil, e onde deveria estar escrito “Ordem e Progresso”, foi colocada uma tarja negra. Veja foto nesta postagem. No subtítulo diz: Atingido por uma crise econômica e social, o Brasil está longe de ser aquele paraíso imaginado pela FIFA para organizar uma Copa do Mundo, a menos de 5 meses do mundial, o Brasil virou uma terrível fonte de angústia. Algumas afirmações são exageradas, mas outras são terrivelmente verdadeiras. Vejamos: a FIFA não pediu ao Brasil para sediar a Copa, foi o Brasil que procurou a FIFA e fez a proposta; a corrupção no Brasil é endêmica, do povo ao governo; a burocracia é cultural, tudo precisa ser carimbado, gerando milhões para os Cartórios; tudo se desenvolve a base de propinas; todo o alto escalão do governo Lula está preso por corrupção, mas os artistas e grande parte da população acham que eles são honestos, e fazem campanhas para recolher dinheiro para eles; hoje, tudo que acontece de errado no Brasil, a culpa é da FIFA, antes era dos EUA, já foi de Portugal, o brasileiro não tem culpa de nada; o brasileiro dá mais importância ao futebol do que à política; a carga tributária do Brasil é altíssima maior que a da França, e os serviços públicos são péssimos comparáveis aos do Congo; mas o Brasileiro médio pensa que ele mora na Suíça. Quem está lá, na verdade, é a FIFA; a FIFA, como imagem institucional, busca não associar-se a ditaduras. Tanto que excluiu a África do Sul na época do Apartheid e, ao contrário do COI, recusou a candidatura da China, apesar das ótimas condições que o país oferecia. Mas o Brasil, sede da Copa, vive um caso de amor com ditaduras; o Brasil pleiteava uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU, para sentar-se ao lado França, mas devido ao seu alinhamento com ditaduras, a França já se manifestou contrariamente; a Presidente Brasileira parece estar alienada da realidade e diz que será o melhor mundial de todos os tempos, isso, melhor que o do Japão, dos EUA, da França, da Alemanha; só ela pensa assim, na FIFA se fala em maior erro estratégico da história da Instituição.
E não para por aí, não. A imagem do Brasil para os futebolistas franceses é a pior possível. Eles também não esqueceram as manifestações do ano passado. Disseram que os brasileiros saíram às ruas para manifestarem insatisfação. Pela primeira vez se viu um movimento assim num país acostumado à inércia, mas o governo disse que eles eram baderneiros e reprimiu o movimento com violência. Falam em 2 mortos, mais de 2000 feridos, mais de 2000 prisões e ninguém responsabilizado. Falam ainda que o Brasil foi o país que teve mais tempo na história de todos os mundiais para prepará-lo: 7 anos, mas o país é o mais atrasado. O Francês Jérome Valcke, secretário geral da FIFA, criticou o Brasil pelos atrasos. O governo brasileiro disse que não conversaria mais com Jérome Valcke. A França teve apenas 3 anos, e finalizou as obras 1 ano e 2 meses antes. A África do Sul teve 5 anos, e terminou com 5 meses de antecedência. A pouco mais de 3 meses da Copa, o Brasil ainda tem que fazer 15% do previsto. Eles também não esqueceram o valor das obras: o custo do “Stade de France” foi de 280 milhões de Euros (o mais caro da França), uma vergonha se comparado ao “Olimpiastadium” sede da final da Copa da Alemanha em 2006, que consumiu menos de 140 milhões de Euros. Mas perto do Brasil isso não é nada. Cada estádio custa em média muito mais de meio bilhão de Euros. E o dinheiro sai do bolso do Brasileiro. Tudo é financiado com recursos públicos. Na França tudo foi financiado com recursos privados. As empreiteiras ganham muito e há muita corrupção para beneficiar os políticos da base governamental. Na França, os Estádios são multi-uso, servem para competições olímpicas, jogos de Rugby, e são centro de lazer, com lojas, restaurantes e estacionamento nos outros dias da semana. No Brasil são usados só para jogos. Em Brasília estão construindo um Estádio para 68.000 pessoas, sendo que o time local está na quarta divisão do campeonato brasileiro e tem média de público de 600 pagantes. Tudo com financiamento público. Em São Paulo há 2 estádios, Morumbi e Pacaembu, ao invés de reformá-los, construíram um 3o. estádio, Itaquerão, 23 km do centro da cidade e sem metrô até lá. O ex-presidente Lula, torcedor do Corinthians, empenhou-se pessoalmente para que construíssem este estádio em vez de reformar um dos outros 2 já existentes. Exceto seus correligionários, ninguém acredita que Lula foi movido por amor ao “Timão”. Lula é amigo íntimo de Marcelo Bahia, Diretor da Odebrecht, vencedora da licitação. Um reforma custaria menos de 100 milhões de Euros, um novo estádio tinha previsão de custo inicial de 300 milhões de Euros (mas já passou de 500 milhões) um dos mais caros da história da humanidade. Lula e Marcelo são constantemente vistos em caríssimos restaurantes de Paris, tomando bons vinhos franceses.
E a questão da mobilidade urbana? Os franceses não iam deixar barato! E começam dizendo que a atual presidente Dilma Rousseff garantiu que faria um trem-bala, nos moldes do TGV Francês, que ligaria 4 cidades-sede: SP-RJ-BH-Brasilia. A promessa está gravada em redes sociais. Em 2009 foram aprovados 13 bilhões de Euros no PAC, uma soma gigantesca de dinheiro, suficiente para construir um TGV de Paris a Cabul, no Afeganistão. Nunca se viu um orçamento tão alto. Nada saiu do papel. Nenhuma das cidades-sede tem metrô até o Aeroporto. Para os taxistas não há cursos de inglês financiados pelo governo, mas para as prostitutas sim. Parece piada, mas é verdade: Metrôs não funcionam bem, não cobre nem 10% das cidades, ou simplesmente não existem. O sistema de ônibus é complicadíssimo e ineficiente. O aeroporto da maior cidade do país, São Paulo, tem uma capacidade de receber voos inferior ao Aeroporto da pequena cidade de Orly, no interior da França. Os preços de passagens de aviões dispararam. Por um trajeto de 400km chegam a cobrar 1.000 Euros durante a copa. Como o Brasil não tem infraestrutura, não aproveitará a alta demanda, devendo permitir que empresas aéreas estrangeiras atuem durante a Copa, o lucro virá para a Europa ou os EUA. Aluguel de carro é caríssimo, e, como disse um ex-presidente brasileiro, Fernando Collor, também afastado por corrupção, os carros brasileiros são carroças, sem os principais itens de segurança. Faixa de pedestre não serve para nada, não espere que os carros parem. Atropelam, matam e fogem. Apesar de o Brasil ser autossuficiente em petróleo e estar ao lado de países da OPEP, como Venezuela e Equador, a gasolina é uma das mais caras do mundo, e de péssima qualidade, misturada com etanol e solvente de borracha, não há fiscalização nos postos. Mas o Brasileiro defende o monopólio do petróleo. É o único país do mundo onde os consumidores acham que o monopólio é bom para o consumidor, e não para o monopolista.
A revista também dá uma porrada na questão dos serviços públicos e começa pela questão da saúde: nos últimos 10 anos o número de leitos em hospitais públicos caiu 15%; o Brasil precisa importar médicos de Cuba, já que não tem competência para formar médicos no próprio país. E ainda tiram o sarro dizendo: “Acreditem: há um programa governamental para isso”. O Brasil gasta apenas 4% do seu PIB com saúde, e 12% com pagamentos de funcionários públicos. Nos últimos anos o gasto com funcionários cresceu, e com saúde encolheu. A França gasta 12% com saúde e 4% com funcionalismo. Completam negativando a nossa imagem falando sobre a nossa capacidade de receber hóspedes: Paris é a cidade mais visitada do mundo, com quase 20 milhões de turistas/ano. São Paulo é menos visitada que a pequena Benidorm na Espanha, ou que a cinza Varsóvia, na Polônia, ou a poluída Chenzen na China. São Paulo perde para Buenos Aires, Cuzco e outras cidades Sul americanas. Amarga o posto 68 na lista das mais visitadas do mundo. No entanto, um hotel em São Paulo custa em média 40% mais do que se hospedar em um equivalente hotel em Paris. E ainda dizem: “Leve adaptador de tomada. O Brasil adotou um sistema que só existe no Brasil, e muda a cada 4 ou 5 anos, gerando milhões para algumas empresas.”. E nosso processo de telecomunicação? Eles não esqueceram: o minuto de celular mais caro do mundo. Na questão da segurança: no Brasil há mais assassinatos que na Palestina, no Afeganistão, Síria e no Iraque, juntos. Também há mais assassinatos aqui que em toda a AMÉRICA DO NORTE + EUROPA + JAPÃO + OCEANIA. A guerra do Vietnã matou 50.000 pessoas em 7 anos. No Brasil se mata a mesma quantidade em um ano. Ano passado foram 50.177 segundo o governo, segundo a ONGs superam 63.000 mortes. Todo brasileiro conheceu alguém que foi assassinado. E aí caem de pau na nossa Justiça: 1% dos casos resultam em prisão e este 1% não chega a cumprir 1/6 da pena, beneficiado por vantagens que se dão aos criminosos. Aconselham ainda que não levem o cartão consigo, você pode ser vítima de uma espécie de sequestro que só tem no Brasil: “Sequestro Relâmpago”. Não use relógios, máquinas fotográficas, celulares, pulseiras, brincos, colares, anéis, bolsas caras, bonés caros, óculos caros, tênis caro, etc. Vista-se da forma mais simples possível. Não ande pelas ruas após as 22hs. Só faça câmbio em bancos ou casas autorizadas. Existe uma grande quantidade de moeda falsa e estrangeiros são alvo fácil.
A revista, na conclusão, nos coloca ainda no subsolo do inimaginável. Diz que o que falta no Brasil é educação. Os números são assustadores, mesmo quando comparados com seus vizinhos sul americanos. O Brasil tem uma porcentagem de universitários menor que o Paraguai; a Argentina tem 5 prêmios Nobeis, a Colombia 3, o Chile 3, a Venezuela 1, a Colombia 4, e o Brasil não tem nada! E mais: entre as 300 melhores universidades do mundo, não tem nenhuma universidade brasileira, aqui há 33 milhões de analfabetos funcionais, sem esquecer que, no ano passado, surgiram 300 mil novos analfabetos. No ranking da ONU de 2012, o Brasil, que já estava mal colocado, caiu mais 3 posições, e hoje é o número 88 no mundo. A França é o quinto. Ao fim, eles afirmam que o Brasil é uma vergonha internacional, mas o brasileiro está muito feliz de ser pentacampeão de futebol. Nos corredores da FIFA já se admite que foi o maior erro da história da Instituição eleger o Brasil como sede. 
Não tenho nenhuma dúvida que nós nos vingaremos deles numa partida de futebol, já que eles não têm mais o Zidane. Mas minha preocupação não está nas afirmações exageradas. Está naquilo que é verdade. Combater os exageros e as mentiras é muito fácil. A questão é como vamos enfrentar a verdade real estampada em nossa cara? Que tal começarmos pela educação? Se nos dedicarmos à educação como nos dedicamos ao futebol, dentro de alguns anos os franceses da FRANCE FOOTBALL vão engolir cada palavra do que disse a nosso respeito. Mas, por enquanto, resta-nos baixar a cabeça e torcer para que, pelo menos no futebol, a gente olhe para eles de cima. 

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Justiça bloqueia recursos do Estado da Bahia

Estado parece não se importar com saúde do bebê
A juíza Kátia Regina Mendes Cunha, da 2ª Vara Cível de Santo Antônio de Jesus, determinou nesta sexta-feira (14) o bloqueio de R$ 30 mil do Estado da Bahia após uma solicitação da Defensoria Pública do Estado (DPE) na Bahia. A decisão ocorreu uma semana após a concessão de liminar à Ação de Obrigação de Fazer e Tutela Antecipada, impetrada pela DPE, que determinava a transferência do recém-nascido Isaías Santos Nery para uma UTI Pediátrica em Salvador. Com apenas 5 dias de vida e diversos problemas cardíacos, o menino segue internado na Maternidade Luís Argollo, que não tem os recursos necessários, onde aguarda a UTI móvel. O defensor Maurício Moitinho, que acompanha a ação, apresentou, ontem, Embargos de Declaração contra a omissão da decisão que deixou de cumprir da transferência. No documento o defensor informa “que O Estado da Bahia sequer se deu ao luxo de se manifestar sobre o descumprimento da medida liminar”. A primeira liminar foi concedida pelo juiz Givandro José Cardoso, da 2ª Vara Cível de Santo Antônio de Jesus no último dia 7, e determinava que a criança fosse internada em UTI Pediátrica, com cardiologista, da rede pública ou privada, e que deveria ser cumprida independentemente de vaga em hospital público. Como o magistrado entrou de férias nesta segunda-feira (10), a juíza Kátia Regina, sua substituta, concedeu mais 24h para que o Estado se manifestasse, o que não aconteceu. A Defensoria decidiu, então, protocolar uma petição que requereu a multa diária de R$ 30 mil, com bloqueio de verbas públicas aptas a garantir o cumprimento da decisão, como meio de coerção indireta, o que foi aceito pela magistrada. Segundo informações da Secretaria de Saúde do Estado, a criança seria transferida esta tarde para o hospital Ana Nery, em Salvador.
PPS e PSB se acertam, mas na Bahia...
As cúpulas do PPS e do PSB se reúnem nesta sexta-feira (14), em Brasília, para tentar acertar uma aliança para a eleição presidencial deste ano. O PPS vai pedir ao PSB apoio a três candidatos do partido ao governo estadual em contrapartida à aliança fechada com o pré-candidato à Presidência da República Eduardo Campos. Mas deverá receber um não pelo menos na exigência de que o PSB abra mão da candidatura do senador Rodrigo Rollemberg ao governo do Distrito Federal para apoiar a deputada distrital Eliana Pedrosa. O PSB considera que a candidatura de Rollemberg está consolidada e é importante para o projeto do partido, de tornar Eduardo Campos competitivo, com possibilidade de chegar à frente do tucano Aécio Neves no primeiro turno da eleição presidencial. O senador tem forte ascendência sobre a juventude de Brasília e na classe média, onde sempre foi muito bem votado. O PSB considera ainda que Rollemberg tem condições de vencer o governador Agnelo Queiroz (PT), que disputará a reeleição. Quanto aos dois outros pedidos do PPS, o PSB tende a aceitá-los. Um é participar da coligação da deputada estadual Eliziane Gama, que vai disputar o governo do Maranhão; outro, é dar apoio ao vice-prefeito de Manaus, Hissa Abrahão, que concorrerá ao governo do Amazonas. A lista de pedidos ao PSB foi entregue a Eduardo Campos nesta sexta, durante encontro dos dois partidos, às 10 horas. Um problema inesperado ocorre na Bahia. O atual presidente da legenda estadual, Joceval Rodrigues, está conversando com partidos que não estão afinados com Lídice e Eliana Calmon. A executiva estadual do partido quer a saída de Joceval. O PPS deverá ser administrado pelo prefeito Didico, de Palmeira, e por Ana Dalva, vereadora em Heliópolis, que deverá ser a vice-presidente. Além de não estar em sintonia com o partido, Joceval está sendo denunciado por prática de nepotismo. O PPS quer se livrar dele rapidinho.
Nepotismo terceirizado
O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Eserval Rocha, baixou mais um decreto para combater o nepotismo na Corte baiana. Dessa vez, quem está na mira da ordem são os trabalhadores terceirizados. A ordem foi publicada no Diário da Justiça Eletrônica desta sexta-feira (14) e “veda a prática de nepotismo em relação aos prestadores de serviço terceirizados que atuem no âmbito do Poder Judiciário”. A medida visa atender aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade. O decreto proíbe a prestação de serviço no Judiciário baiano, em qualquer caso, por empregados de empresas terceirizadas que sejam cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral, ou por afinidade, até o terceiro grau, de magistrado ou servidor investido em cargo de direção ou de assessoramento no tribunal. As empresas terceirizadas que tem vínculo contratual com o TJ-BA deverão apresentar, em 15 dias, a relação de empregados à unidade gestora responsável pelo contrato, além de informar eventual relação familiar ou de parentesco, até o terceiro grau, com magistrado ou servidor. Caso fique configurado a relação de nepotismo, o terceirizado será imediatamente desligado, conforme o texto do decreto. Eserval Rocha ainda determina que as unidades gestoras da Corte fiscalizem cada contrato para implantação da política baixada no decreto, e que apurem situações irregulares. Os editais de licitação para contratação de empresa de serviços terceirizados deverão proibir a prática do nepotismo. Serão objeto de apuração específica os casos em que haja indícios de influência ou interferência dos agentes públicos, ocupantes de cargo em comissão ou função de confiança, na contratação de parentes, até o terceiro grau, por empresa prestadora de serviço terceirizado ou entidade que desenvolva atividades no tribunal baiano. O decreto já está em vigor.
Exemplo nobre
Populares capturam e amarram bandido
Um homem foi amarrado a um poste na cidade catarinense de Itajá, nesta quinta-feira (13), após assaltar uma lanchonete. Rafael Assis Chaves, de 26 anos, já estava preso com cordas a um poste no bairro de Cordeiros quando uma guarnição da Polícia Militar chegou ao local, de acordo com a corporação. O delegado Gilberto Cervi Silva afirmou que moradores amarraram o assaltante. “Ele é um vagabundo, já tem um monte de passagem”, declarou à Folha, sem especificar por quais crimes o rapaz já foi detido. Com alguns machucados “leves”, de acordo com o delegado, Chaves foi autuado em flagrante por roubo. A polícia informou que ele e um parceiro chegaram à lanchonete de moto e roubaram R$ 2 mil. Ele foi apanhado quando tentava subir novamente na motocicleta para fugir. Já o seu comparsa fugiu a pé. O proprietário do estabelecimento afirmou que a dupla estava armada e tentou atacar clientes do local.

A informações são do Bahia Notícias.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O que está acontecendo mesmo?

                                              Landisvalth Lima
Está cada vez mais difícil acreditar nos poderes constituídos, notadamente nos dois governos do PT, o estadual e o federal. As notícias se acumulam e colocam em choque a propaganda do governo e os fatos que pululam pela Bahia e pelo País. Vejam esta: enquanto comerciantes de Salvador, região metropolitana e de outros municípios conheceram nesta segunda-feira (10) as ações e objetivos do programa Pacto pela Vida, com direito à apresentação na Câmara de Dirigentes Lojistas, na Avenida Carlos Gomes, em Salvador, conduzida pelo secretário estadual da Comunicação e coordenador executivo do programa, Robinson Almeida, e o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, um grupo de assaltantes roubava uma casa lotérica no bairro de Brotas. De acordo com informações da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Brotas), os criminosos saquearam caixas e clientes que estavam fazendo pagamentos no momento do crime. No evento da Carlos Gomes, foram mostradas a redução de 7,6% no índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Bahia em 2013, as ações de combate ao tráfico de drogas e os investimentos feitos na área de segurança pública, como a compra de novos equipamentos. Os comerciantes tiveram ainda a oportunidade de conhecer mais as ações sociais desenvolvidas pelas bases comunitárias de segurança. Já em Brotas, o assalto aconteceu por volta de 14h, em uma casa lotérica no largo da Cruz da Redenção. Durante a fuga, os criminosos se depararam com uma guarnição da 26ª CIPM e trocaram tiros com os policiais. Eles abandonaram no local um veículo modelo Fox, de cor preta, que segundo a Central de Polícia foi roubado na noite do último domingo (9). O grupo fugiu com um táxi, que eles roubaram perto da casa lotérica. A guarnição da 26ª CIPM ainda perseguiu o veículo, mas os criminosos conseguiram evadir. O carro foi encontrado posteriormente no bairro da Federação. Também segundo a 26ª CIPM, o número de envolvidos no crime e a quantia roubada da casa lotérica ainda não foi revelada. O veículo modelo Fox que foi abandonado perto do estabelecimento onde aconteceu o crime foi encaminhado para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos. Ninguém ficou ferido durante a ação.
Esta outra é nacional: apesar de cumprir pena de nove anos, em regime semiaberto, por homicídio, o filho de um ex-deputado do Amazonas poderá passar dez dias no Caribe, com autorização judicial. Raphael Wallace Souza, filho do ex-parlamentar Wallace Souza, recebeu o aval do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-AM), e poderá viajar para à Ilha de Margarita, na Venezuela, que faz parte do arquipélago caribenho. O pedido foi feito em janeiro deste ano a Vara de Execuções Penais de Manaus, onde consta que o detendo passará dez dias em um resort junto com a mãe. O Ministério Público do Amazonas deu um parecer favorável à viagem, com a contrapartida de que os dias sejam descontados do período de saída temporária que os integrantes do regime semiaberto tem direito. “A saída temporária deve ser concedida para cumprimento na mesma localidade onde a pena está sendo executada, entretanto, excepcionalmente, há a possibilidade de deferimento para o apenado ausentar-se da Comarca com o intuito de convívio sociofamiliar”, justificou o promotor de Justiça Marco Aurélio Lisciotto no parecer, aceito pelo juiz Luís Carlos Honório de Valois. Em junho de 2012, Raphael Wallace Souza foi condenado por assassinar um suspeito de tráfico de drogas em 2007. O pai de Raphael, o ex-deputado Wallace Souza, foi cassado e preso em outubro de 2009 por suspeita de encomendar mortes para exibir em um programa de televisão que apresentava com os irmãos, e por suspeita de comandar uma organização criminosa no Amazonas. Ele também era suspeito de formação de quadrilha, posse ilegal de arma e associação para o tráfico de drogas. Wallace morreu em 2010, vítima de uma parada cardíaca.
Ainda falando em Justiça, o Tribunal do Paraná despencou do 1º para o 21º lugar no ranking de eficiência para julgar casos de corrupção no país. A mudança brusca de colocação entre os 27 TJs ocorreu no mês passado, quando o tribunal transmitiu dados atualizados ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Na prática, não houve uma queda repentina na qualidade do serviço, e sim o envio de dados corretos ao CNJ. Em agosto, o tribunal repassou informações que indicavam 99% de cumprimento da chamada Meta 18. Em Sergipe, por exemplo, o TJ incluía processos já julgados nos primeiros relatórios, o que jogava a meta para cima. A ideia, porém, era que fossem considerados apenas os não julgados. Já no Pará e em Rondônia, o paulatino cadastramento das ações de corrupção foi diminuindo o percentual de cumprimento da meta. Enquanto isso Dilma anuncia milhões investidos em Cuba. E não estamos falando dos bilhões investidos para a organização da Copa do Mundo. Os estádios estão quase prontos, mas a mobilidade urbana e os aeroportos estão com suas obras quase paralisadas. Algumas ainda nem mesmo começaram. Hoje, a Presidenta informou que investirá 33 bilhões em Metrôs, BRt`s e demais transportes de massa. Mas estamos a menos de 4 meses da Copa. É loucura ou propaganda enganosa? Será que o Metrô de Salvador rola nos trilhos este ano? Dias depois do fato, e agora porque o jornalista foi declarado morto, a Presidenta determina que a Polícia Federal investigue o atentado ao cinegrafista da Band. Disse claramente que a polícia do Rio de Janeiro não é confiável. Está cada vez mais difícil acreditar no que dizem os governantes. Parece que a propaganda governamental, paga com o nosso dinheiro, é uma espécie de cala-boca-negro. As cabeçadas do PT na Bahia, somadas às da nossa Presidenta e da nossa Justiça parecem samba de crioulo doido. E eu nem vou falar do Congresso Nacional! Dá a impressão que estamos num barco à deriva em pleno mar revolto, e sem comandante. Vôtê!

Com informações do Bahia Notícias, G1 e da Folha de São Paulo.