Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Oposição quer cabeça de Ildinho e Heliópolis fica sem orçamento

                             Landisvalth Lima
Eu não espero muito da classe política de Heliópolis. Também não sou desses de ficar dizendo que não evoluímos. Acredito que há pouca coisa nestes dois anos que se possa comemorar, mas há. Posso citar rapidamente a eleição de Ana Dalva para presidir a Câmara. Enfrentou preconceitos e quebrou uma rotina na política conservadora daqui. Toda eleição para presidente tinha sempre aquelas histórias de compra daqui, vende dali ou pula de um lado para outro etc. Ana Dalva foi eleita por unanimidade e com a atuação decisiva da oposição. Prometeu dar autonomia à câmara e o fez. Então tudo caminhou para as mil maravilhas? Nada! A oposição teve uma recaída e o grupo do prefeito está evoluindo.
Antes de o leitor raivoso e partidário largar este artigo e dizer que estou escrevendo asneiras, é preciso saber que nem sempre o que dizem os políticos representa a verdade. Vejam o caso de Dilma Rousseff e a bandalheira que estão fazendo com a nossa Petrobras. Os últimos acontecimentos sobre a Operação Lava Jato convergem para a possibilidade de saída de Graça Foster da presidência da Petrobras. A presidente Dilma Rousseff, contudo, defendeu nesta segunda-feira (22)  a executiva e acredita que as denúncias de corrupção na empresa não seriam motivo para a saída de Foster do cargo. Em reportagem ao programa Fantástico, exibido neste domingo (21), a ex-gerente da Petrobras, Venina Velosa da Fonseca, afirmou que “percebeu que havia irregularidades” na estatal em 2008 e reportou pessoalmente a Foster sobre os casos. “Acho que criou-se um clima sem apontar sequer uma falha dela. Mas só porque o clima está muito difícil para ela eu preciso tirá-la? Eu penalizo ela por algo que não é responsabilidade dela? A quem interessa tirar a Graça Foster? O que tem por trás disso? ”, complementou Dilma. Ela qualificou as opiniões de que a presidente da Petrobras sabia do esquema de desvio de dinheiro público como "simplismo absurdo". Veja o que disse uma presidente! Ela chegou a dizer que Venina teria que apresentar provas. Vários e-mails, dezenas de pessoas envolvidas e ela ainda quer provas!
Está claro que Graça Foster teria que abafar o escândalo para não queimar a imagem de Dilma. Também está claro que a oposição em Heliópolis não compareceria à sessão das comissões porque os vereadores do PCdoB sabem que criaram um factoide e não sabem como sair dele. Queriam dar uma satisfação aos partidários, já que a Câmara, com Ana Dalva, estava aprovando tudo na base do diálogo. Foi o melhor período, tanto para o governo como para os opositores e ninguém vendeu a alma a ninguém. Ocorre que, com a chegada ao quartel general dos desgarrados do governo, Antônio Jackson e o vice-prefeito Gama Neves, o PCdoB se animou. Porque é sempre assim: quando minoria, grita mas aprova. Quando maioria, colocam a faca na garganta do alcaide. Sabiam que com o Parecer das Comissões, Ana Dalva convocaria a eleição e aí terminava o espetáculo. A oposição quer dizer a Ildinho que ele está nas suas mãos, que não mais vai aprovar o que quer. Eles já têm Gama Neves e parte do PT.
Ocorre que o município corre risco de ficar sem Orçamento em 2015. Uma coisa é fazer oposição responsável, outra e jogar areia no ventilador, para não dizer outra coisa. Disse no início que o governo evolui e a oposição teve uma recaída. É verdade. Ana Dalva chamou Mendonça e pediu para acabar com aquilo. Trouxe a proposta para 40% de suplementação e, mesmo assim, Mendonça está irredutível. Tentou também com o vereador Giomar Evangelista, o candidato declarado da oposição, e ele disse que era do grupo. Agia conforme o grupo. Giomar só não agiu conforme o grupo quando negociou desejar ser candidato do prefeito Ildinho. Tanto foi verdade que, quando lançaram o nome de Mendonça, afirma uma fonte da própria oposição, Giomar disse que se não fosse candidato pela oposição, seria do governo. Nesse ponto, Ildinho quer diálogo e o PCdoB joga pelos interesses.
Fato é que Ana Dalva nem mesmo abriu sessão nesta segunda-feira (22). Marcou uma última oportunidade para que as comissões se reunissem para exarar Parecer às duas emendas propostas pelos vereadores José Mendonça, de 20%, e Ronaldo Santana, de 50% de suplementação orçamentária. A reunião é para quarta-feira, 16 horas, último dia de prazo. Ana Dalva terá a próxima segunda-feira (29) para tentar votar o Orçamento e realizar a eleição da Mesa Diretora. Caso contrário, entraremos num imbróglio sem fim. Não há nenhuma Lei na casa que possa solucionar o problema. A solução é entrar com um Mandato de Segurança para prorrogar temporariamente os atuais mandatos, até a votação da peça orçamentária. Aí, a Prefeitura Municipal será administrada com 1/12 avos orçamentário. Tudo isso porque uma oposição raivosa, bem aos velhos moldes do passado, resolveu não se contentar em apenas eleger a mesa da câmara e pôr um fim na boa convivência dos pares promovida por Ana Dalva. Não se contentam mais em comer o fígado do prefeito. Querem sua cabeça numa bandeja.