Exclusivo!

Rede com nova direção na Bahia

Os novos dirigentes da Rede na Bahia (foto: Landisvalth Lima) O partido Rede Sustentabilidade elegeu neste domingo (10) a sua nova com...

Novidade

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Empresa indica como ganhar dinheiro com o resultado da eleição

Ganhar dinheiro com o resultado eleitoral?
Em artigo assinado por Felipe Miranda às vésperas das eleições, a Empiricus, uma empresa independente de análise de investimentos, baseada em São Paulo, publica recomendações amparadas em estudos financeiros e econômicos, levando em consideração os possíveis cenários após os resultados do pleito deste ano. Para o articulista, nunca antes se viu cenários tão extremos para a economia e para o mercado. 
O artigo é intitulado “O voto no seu próprio Bolso" e diz que em que se pesem pequenas oscilações típicas das pesquisas, os três principais candidatos possuem chances significativas de assumir a presidência em 2015. Aécio, Dilma e Marina estão todos no páreo. Ele descarta em absoluto a antiga consideração, vigente até o fim de 2013, de que se tratava de um caso trivial de reeleição. As últimas apurações sugerem, inclusive, maior probabilidade de vitória da oposição no 2º turno. Portanto, ele prega que devemos estar preparados tanto para o continuísmo quanto para uma transformação importante da macro brasileira – com efeitos diretos sobre a renda, gastos e investimentos.
Se Aécio ou Marina vencerem o pleito, as semelhanças econômicas serão muito maiores do que as diferenças. Correção das contas públicas, controle da inflação e gestão transparente constituem três dos pilares fundamentais desta eventual nova administração. Além das medidas concretas, Aécio e Marina devem ser agraciados, logo de cara, com um voto de confiança do setor privado, doméstico e internacional. Por si só, essa confiança ajudará na redução dos prêmios de risco e atrairá dinheiro para o Brasil. Trata-se de um panorama particularmente favorável ao investimento em Bolsa.
Por outro lado, o caráter inercial da reeleição de Dilma implicaria quatro anos de mais do mesmo. O Governo atual não parece interessado em reconhecer erros, quanto menos em aprender com os erros. Logo, seria demasiado utópico supor de antemão um novo mandato de Dilma menos oneroso economicamente do que o mandato anterior. Nesse sentido, a reeleição catalisaria as premissas da tese do Fim do Brasil, publicada pela consultoria Empiricus como um alerta para a necessidade de proteção financeira.
O autor da tese argumenta sobre o possível falecimento da matriz econômica criada junto ao Plano Real e sustentada pela equipe de Lula. Tal falência culminaria em forte valorização do dólar contra o real, queda da Bolsa e disparada das taxas de juros. Se o cenário animador da oposição estimula aplicações mais cíclicas, a hipótese de reeleição demanda cuidados com sua carteira de investimentos. 
Não se deve, entretanto, assumir uma postura maniqueísta, pois o investidor pessoa física é capaz de lucrar em ambos os contextos. Basta se posicionar desde já nos ativos financeiros mais adequados a cada objetivo. Para Felipe, Marina, Aécio e Dilma estão todos no páreo, não há como adivinhar o resultado eleitoral. Felizmente, a saúde financeira dos brasileiros – na crise ou na recuperação – não depende de adivinhações. Diante disso, a Empiricus preparou um relatório especial trazendo recomendações exclusivas de como posicionar seus investimentos diante do resultado eleitoral. Se você está interessado, o caminho é clicar aqui.