Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Desespero: PT quer Marina na cadeia

PT quer Marina na cadeia
Pasmem! O diretório nacional do PT vai apresentar ao Ministério Público Eleitoral uma representação criminal contra Marina Silva. O partido acusará a candidata do PSB de "difamação eleitoral" contra a legenda. Quer que a ex-senadora seja colocada atrás das grades para não sentar na cadeira de Dilma Rousseff.
Tudo isso porque Marina Silva, nesta quinta-feira (11), em sabatina no jornal "O Globo", a presidenciável afirmou que o partido não é confiável já que "coloca por 12 anos um diretor para assaltar os cofres da Petrobras". Ela fazia referência ao ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava Jato e hoje colaborando com a Justiça, por meio de delação premiada, em investigação de supostos desvios que teriam ocorrido na empresa.
Os advogados do PT vão invocar o artigo 325 do Código Eleitoral, que diz ser crime "difamar alguém" visando "fins de propaganda, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação". É incrível saber que, depois do Mensalão 1, o Partido dos Trabalhadores se ache no direito de achar que tem alguma reputação!
Na representação, eles afirmam que Marina Silva "extrapolou, e em muito, o mero direito de crítica, ferindo abertamente a honra da agremiação". Que honra? O PT verdadeiro está fora disso. O PT dos trabalhadores nunca chegou ao poder. O PT que Marina acusa é o de Dilma, José Dirceu, Genuíno, Delúbio e outros. O mesmo PT que nomeou Paulo Roberto Costa para ser diretor da Petrobras.
O Ministério Público Eleitoral tem prazo de dez dias para analisar e decidir se oferece denúncia contra a presidenciável. A pena é de três meses a um ano de prisão, e mais pagamento de 5 a 30 dias de multa. Acreditamos que os procuradores têm mais o que fazer!

Com informações básicas da Folha de São Paulo.