Exclusivo!

Presidente do OAB-SP critica lentidão da Justiça

'Temos juízes com férias de 60 dias e outros que não trabalham de segunda e sexta', diz presidente da OAB-SP sobre lentidão da Just...

Novidade

sábado, 23 de agosto de 2014

Efeito Marina ajudará Lídice da Mata e Eliana

Marina Silva
Marina Silva já preocupa PT e PSDB. Os coordenadores da campanha de Dilma já trabalham com a candidata do PSB como a vice-líder do pleito eleitoral e adversária do 2ª turno. As estratégias serão outras. Por hora, deixam para o PSDB a dor de cabeça. E não é pouca dor. Tanto que ACM Neto foi chamado urgentemente a São Paulo para uma reunião emergencial para tratar do assunto. A situação de Neto é confortável na Bahia, na disputa estadual, ainda com Paulo Souto na liderança e com possibilidades de não haver 2º turno. Só que ele sabe que o crescimento de Marina Silva pode consolidar Lídice na vice-liderança. Deputados que acompanham os movimentos eleitorais no interior já identificaram um crescimento nas intenções de voto na candidata do PSB à Presidência da República. Ele é real e pode efetivamente abalar tanto a performance de Aécio Neves, PSDB, quanto da presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição. Na coligação liderada pelo PSB na Bahia, a estimativa passou a ser a eleição de pelo menos o dobro dos candidatos a deputado originalmente pensado. Já se fala em 11 ou 12 estaduais e 5 ou 6 federais.
Lídice da Mata
É um número que anima os postulantes e deixa preocupados partidos adversários da socialista, como o PT e o PSDB. Neste embalo, a candidata do PSB ao governo, Lídice da Mata, vai se beneficiar e muito, avaliam. Candidatos afirmam que eleitores revoltados, que desejavam votar em branco ou anular votos, já revelam o voto aberto em Marina Silva. É como se eles resolvessem colocar um balde de gasolina no fogo brando desta eleição. Outra candidata que está começando a reagir é Eliana Calmon.
Eliana Calmon
O discurso contundente contra a corrupção tem despertado a atenção do eleitorado desmotivado e pode melhorar significativamente os números da ex-ministra, até aqui em terceiro lugar na briga por uma vaga no senado.
Hipocrisia eleitoral
Muita gente da política baiana que fingiu sentir a morte do candidato do PSB, Eduardo Campos, parece ter memória curta ou cara de pau. Na coluna Raio Laser, da Tribuna da Bahia, saiu uma nota que diz: “O mundo dá voltas. Há quem cite a frase para lembrar que o presidenciável Eduardo Campos, falecido de forma trágica, iria ser homenageado com o título de cidadão baiano, na Assembleia Legislativa, mas, na última hora, com os convites já prontos para a cerimônia, governistas, autores da proposta teriam sido “convocados” pelo governador Jaques Wagner a retardarem a entrega da comenda. Eduardo tinha acabado de lançar a então pré-candidatura ao Palácio do Planalto. Ironicamente, os mesmos que se preocuparam com o seu crescimento, hoje o homenageiam batizando com o seu nome o novo viaduto do Imbuí, na Paralela.” O nome disso é hipocrisia eleitoral.
Duas porradas em Wagner 
Jaques Wagner
1ª porrada: A candidata ao governo do estado pelo PSB, Lídice da Mata, criticou o PT baiano por ter aberto mão de seu programa de governo para ampliar as alianças políticas durante o governo de Jaques Wagner nesta sexta-feira (22). “Especialmente a partir do segundo mandato, o governo foi substituindo suas marcas programáticas por alianças com maior número de partidos”, afirmou. Lídice da Mata disse ainda que tal prática não vai acontecer caso seja eleita. “Quem quiser fazer parte da minha gestão terá que aderir ao meu programa de governo e ter compromisso com ele”, completou.
Paulo Souto
2ª porrada: O candidato do DEM, Paulo Souto, afirmou que doará o helicóptero que serve ao Governador do Estado para o Grupamento Aéreo da Polícia Militar, durante o horário eleitoral da televisão, nesta sexta-feira (22). “Esse helicóptero vai ser muito mais útil ajudando a combater a violência no interior do estado”, afirmou o ex-governador. Comprometido a trabalhar "de corpo e alma" para diminuir os índices de violência no nosso estado, Souto espera que a inclusão dessa iniciativa no programa de campanha marque seu ideal. Lídice e Souto acertaram o estômago de Wagner, literalmente.
Jogada petista
Marcelo Silva
Uma jogada interessante do PT de Ribeira do Pombal para tirar votos de Paulo Souto, candidato do DEM. O ex-secretário de agricultura da Prefeitura de Ribeira do Pombal, Marcelo Silva, prega o seguinte: “Na questão dos professores, Paulo Souto baixou o pau e Wagner beliscou. Resta votar em Lídice!”. Pelo jeito, o pior pesadelo dos petistas é a volta de Paulo Souto. Lídice seria uma amiga próxima, palatável. Ademais, a volta do demista ao posto de governador seria a prova inconteste da incompetência da administração de Wagner. Mesmo com o governo alinhado ao de Lula e Dilma, recebendo recursos diversos e desenvolvendo projetos a perder de vista, não foi capaz de fazer o povo esquecer o carlismo.
Com informações complementares do Bahia Notícias e da coluna Raio Laser, da Tribuna da Bahia.